1-banner1500x363

Tragédia em Tabira: Advogado e Poeta Dudu Morais mata tio a tiros

Dudu Morais à esquerda e o tio Clênio)

Por Juliana Lima – Com colaboração de Anchieta Santos e Celso Brandão

Uma tragédia marcou a cidade de Tabira, no Sertão do Pajeú, no começo da tarde de sexta-feira (18). Segundo informações que chegam à redação do blog, o poeta e advogado tabirense Dudu Morais, 29 anos, matou a tiros o próprio tio Clênio Evandro Cordeiro, de 42, após um desentendimento.

O crime aconteceu por volta das 12h, na Rua Rosa Xavier. Segundo informações preliminares, a vítima foi atingida por um tiro na região do abdômen, sendo socorrido para o Hospital Municipal de Tabira e transferido logo em seguida para o Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira, onde chegou com vida e foi atendido pelos médicos João Veiga e Robério.

De acordo com informações colhidas pelo repórter Celso Brandão, da Rádio Pajeú, a vítima deu entrada no Emília Câmara por volta das 12h45 e levado imediatamente para o bloco cirúrgico, mas sofreu uma parada cardíaca e veio a óbito. Médicos informaram que a vítima sofreu uma perfuração que atingiu o fígado, baço, intestino e pâncreas.

O corpo da vítima se encontra no Hospital Regional Emília Câmara e será transferido para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Caruaru, no Agreste.

Motivação

A motivação do crime ainda não é oficial, no entanto, duas versões circulam na cidade de Tabira. A primeira informação é que a vítima Clênio Evandro teria agredido uma irmã de Dudu, sendo a causa do desentendimento que acabou em tragédia. A segunda versão comentada é que os dois tinham um desentendimento por causa de herança. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Dudu Morais

Além de poeta, Dudu Morais é advogado criminalista e vinha atuando em casos de destaque na região, como no caso do cantor Delmiro Barros. Recentemente o jovem advogado também conseguiu a retificação do cálculo de pena de um cliente recolhido no presídio Brito Alves, em Arcoverde. A correção permitiu a progressão do apenado para o regime semiaberto em outubro do ano passado, o que só iria acontecer em 2031.

 VEJA O BOLETIM DE OCORRENCIA
O GT local foi informada que na Rua Rosa Xavier s/nº, Centro, Tabira-PE, havia ocorrido disparos de arma de fogo, ao chegar ao local foi verificada a veracidade dos fatos.
 Segundo testemunhas, Carlos Eduardo Silva Moraes, 29 anos, casado, advogado, mais conhecido por poeta Dudu Moraes, efetuou vários disparos de arma de fogo contra a vitima, seu tio Klênio Evandro Cordeiro da Silva, 43 anos, casado, agricultor, vindos a atingir o abdômen e o braço direito do mesmo A vítima foi socorrida para o hospital local e em seguida e transferido para o Regional em Afogados da Ingazeira, familiares informaram que a possível motivação do crime foi devido a uma briga de família que Dudu e a vitima se envolveram. Buscas foram realizadas no intuito de localizar Dudu porém sem êxito. A ocorrência foi repassada a Delegacia de Polícia local para que sejam tomadas a medidas cabíveis.  Após ser transferido para o Hospital Regional de Afogados da Ingazeira, a vítima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.