1-banner1500x363

Instituto RenovaBR atrai mulheres para a política

Coluna Fogo Cruzado – 9 de março de 2019

Uma das boas coisas que surgiram no Brasil nos últimos anos foi o Instituto Renova BR, que após formar 133 lideranças políticas e ajudar a eleger 17 parlamentares nas últimas eleições, já se prepara para iniciar um novo ciclo de qualificação. Assim como no primeiro módulo, um dos objetivos desse treinamento é garantir a representatividade feminina no programa, que conta com aulas sobre diferentes temas, tais como educação, saúde, gestão fiscal e ética na vida pública. As inscrições para participar do programa de formação de líderes visando às eleições do próximo ano serão abertas no próximo mês de abril, mas cerca de duas mil mulheres já se cadastraram. O número representa 20% dos inscritos, sendo que três estados da região Norte lideram o ranking – Acre, Amapá e Roraima – com mais de 30% do total. “Já temos exemplos de mulheres competentes em muitos cargos de liderança do setor privado, mas quando o assunto é política, há sempre um enorme desafio. Precisamos identificar mais mulheres politicamente ativas e preocupadas com o país. Nosso objetivo é ajudá-las a se tornarem lideranças para que elas sirvam de exemplo e inspirem cada vez mais mulheres jovens que desejam entrar na vida pública”, afirma Izabella Mattar, diretora-executiva do RenovaBR. Pensando bem, é assim que se atrai mulheres para a política e não através da lei que obriga os partidos políticos a formarem suas chapas proporcionas com pelo menos 1/3 de pessoas do sexo feminino. Foi daí que se originou o escândalo das “candidaturas-laranja” em Minas Gerais e em Pernambuco envolvendo os deputados federais Marcelo Álvaro e Luciano Bivar, respectivamente, ambos filiados ao Partido Social Liberal.

Produto do RenovaBR

Em 2017, no primeiro programa de formação do Instituto RenovaBR, mais de 4.000 pessoas se inscreveram, das quais 28% eram mulheres. Nas eleições de 2018, três líderes desse movimento foram eleitas: Tábata Amaral (SP), Joênia Wapichana (RR) e Marina Helou (SP). As duas primeiras são deputadas federais e, a terceira, estadual. Todas receberam mais de 300 mil votos. 

Objetivos do movimento

O RenovaBR seleciona e prepara pessoas do Brasil inteiro para renovar quadros políticos. O Instituto foi fundado em outubro de 2017 e formou até agora 133 lideranças políticas de várias tendências. Deste total, 17 conquistaram mandato em 2018. Todas as lideranças selecionadas pelo RenovaBR receberam 220 horas/aulas sobre funcionamento do Poder Legislativo, Direito Eleitoral, Liderança e ética, Eficiência do Estado e Comunicação política.

Corrida da paz

O Comando Militar do Nordeste realizará neste domingo, dia 10, a “Corrida da Paz 2019”. Ela partirá às 7h do Parque Dona Lindu, em Boa Viagem, com participação de cerca de 2 mil militares das Forças Armadas. A Corrida acontece, anualmente, na data em que se comemora a criação do Conselho Internacional de Esporte Militar. No Recife, o percurso de 4 km passará pelas Avenidas Boa Viagem e Visconde de Jequitinhonha, terminando no local de origem. 

Ponto a ponto

Neste sábado (9), no programa “Ponto a Ponto” da BandNews, os jornalistas Mônica Bergamo e Antonio Lavareda vão entrevistar a cientista política Teresa Sadek sobre “O Poder Judiciário e a Política”. De acordo com a pesquisa CNT-MDA realizada há poucos meses, 55,7% dos brasileiros avaliam como “ruim ou péssima” a atuação da justiça no Brasil, ante 8,8% que a consideram “ótima ou boa”.

Repúdio a Bolsonaro

Movimento que nasceu dentro do PSL, o “Livres” repudiou trechos do discurso do presidente Bolsonaro num evento militar no Rio de Janeiro na última quinta-feira (7). O presidente afirmou que “democracia e liberdade só existem quando a sua respectiva Força Armada quer”. O “Livres” defende que a democracia e a liberdade sejam respeitadas, mas sem qualquer tutela dos militares. 

Saudades de Ariano

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, a Prefeitura de Caruaru realizou ontem à noite (8) no Marco Zero o I Festival de Violeiras. O evento foi apresentado por Mariana Teles (filha do poeta Valdir Teles) e teve a participação das duplas Fabiane Ribeiro e Toinha Brito; Mocinha da Passira e Maria Soledade; Minervina Ferreira e Santinha Maurício; Lucinha Saraiva e Luzia dos Anjos. O escritor Ariano Suassuna definou certa vez Mocinha da Passira como “símbolo da mulher nordestina”. 

Cai fora logo!

Deputada estadual mais votada do Brasil nas últimas eleições, Janaína Paschoal (PSL-SP) defende que o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro (PSL-MG), deixe o cargo, imediatamente, por suspeita de ter patrocinado “candidaturas-laranja” em seu Estado em 2018. “Entendo que ele já deveria ter sido afastado. O ministro tem todo direito de se defender, mas a manutenção dele no Ministério está comprometendo todo o governo”, disse a deputada paulistana. Já Bolsonaro deseja aguardar o fim das investigações.

Fica,  Danilo Cabral!

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), acredita que 12 das 25 comissões permanentes da Casa deverão ser instaladas na próxima semana. A partir de segunda-feira, 11, os partidos começam a indicar os presidentes de seus respectivos colegiados. O PSB deve confirmar Danilo Cabral (PE) na presidência da Comissão de Educação.

Pastor bom de briga

O deputado-pastor Marco Feliciano (PODE-SP), grande amigo do prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira (PR), usou o Twitter nesta sexta-feira (8) para criticar Jair Bolsonaro e os seus três filhos. Disse ele: “Vocês não pediram minha opinião, mas deixo-a aqui, humildemente. A comunicação (do governo) está péssima. O ego daqueles que vocês elegeram está inflado, que só enxergam seus umbigos. Alguns ministros estão deslumbrados com os holofotes. Ou vocês criam um grupo político e intelectualmente preparado, ou todos os dias irão sangrar”.

Pela exclusão do BPC

Profundo conhecedor dos meandros da Câmara Federal, o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) avalia que a reforma da previdência só será aprovada se o governo deixar intacto o BCP (Benefício de Prestação Continuada). “A gente tem que tomar cuidado para não incluir algo que, do ponto de vista fiscal, é nulo, e do ponto de vista político pode ser mortal para a reforma”, disse ele. Esse mesmo discurso tem sido feito pela maioria da bancada federal pernambucana.

Parabéns para ambas

Para comemorar, neste sábado (9), os 484 anos de fundação de Olinda, o prefeito Professor Lupércio (SD) preparou uma programação festiva que na prática é a continuidade do carnaval. A partir das 16h, o público poderá conferir um cortejo com agremiações de samba da cidade, que sairá do Mercado da Ribeira até a Praça do Carmo, onde haverá a apresentação da Banda Seu Lunga, Dudu do Acordeon e Bateria Cabulosa. Dois anos mais novo, o Recife completa nesta mesma data 482 de existência.

Aproximação do PSB com o PT distancia MDB

Nas eleições de 2012 a confusão envolvendo o PT fez com que Eduardo Campos tirasse Geraldo Julio do colete e o lançasse para disputar a prefeitura do Recife. A ruptura com o PT permitiu que o MDB, distanciado de Eduardo Campos e Miguel Arraes desde 1992, passasse a integrar a Frente Popular, numa reconciliação entre Jarbas e Eduardo.

A aliança entre MDB e PSB foi mantida por mais três eleições, 2014, 2016 e 2018, esta última com a reaproximação do PT com a Frente Popular permitindo uma inédita e até então impensável chapa com Jarbas Vasconcelos e Humberto Costa disputando o Senado.

Apesar de ter sido colocado no constrangimento de ser mantido numa chapa com um dos seus maiores críticos, Jarbas aceitou as circunstâncias da disputa sem criar qualquer tipo de aresta, porém tem percebido que o PSB vem priorizando a aliança com o PT para 2020, o que pode afastar o MDB da Frente Popular.

Nas coxias da base de sustentação do governador, há um sentimento claro de que Jarbas e o PSB não falam a mesma língua, o que pode abrir caminho para que o MDB tenha uma candidatura própria a prefeito do Recife, cujo nome tende a ser deputado federal Raul Henry. Em se confirmando o afastamento de Jarbas da Frente Popular, teríamos, assim como em 1992, 1998 e 2012, um novo capítulo sobre a relação entre Jarbas e o PSB, com desdobramentos significativos tanto para 2020 quanto para 2022.

Camarote – O senador Fernando Bezerra Coelho, que voltou a dialogar com Jarbas Vasconcelos, tem assistido de camarote a insatisfação do MDB com a Frente Popular. Fernando espera conseguir pacificar o MDB e a relação azeda de Jarbas e Raul com o PSB contribui bastante para o entendimento entre os três no partido.

Insatisfeito – Apesar de não externar por ser um aliado disciplinado, o deputado estadual Tony Gel recebe diariamente pressão de aliados pela falta de espaço no governo Paulo Câmara. De acordo com um aliado de Tony, o Palácio só saberá o seu real valor quando perdê-lo.

Vereador – Rogério Magalhães, coordenador do Movimento Pelas Crianças e membro do projeto EscolaSemPartido, assumiu a Secretaria-Geral do partido do General Mourão em Recife, o PRTB. Rogério, que foi policial e tenente do Exército, deverá ser candidato a vereador ano que vem e tem condições reais de representar o eleitorado conservador de Bolsonaro/Mourão no Recife.

Ânimo – Deputados estão começando a se mobilizar para aprovar a PEC que Alberto Feitosa apresentou no sentido de permitir que os parlamentares legislem sobre matérias financeiras. Atualmente, o deputado estadual não pode apresentar nenhum projeto que gere despesa para o estado. A única coisa que o deputado tem direito é emendas no valor aproximado de R$ 1 milhão.

De volta – O jornalista Aldo Vilela retorna ao rádio no próximo dia 25. Ele vai comandar o departamento de jornalismo da Rádio Transamérica FM 92.7 Recife. Aldo vai ancorar dois programas, pela manhã das 06 as 7 horas e a tarde o Transamérica debate das 15h até as 16.

Emendas – Por falar em emendas, apesar de serem impositivas, o governo não vem pagando as emendas dos deputados, inclusive os governistas que defendem as matérias do Palácio com muita disciplina. Tem parlamentar que tem cerca de R$ 3 milhões em emendas que não foram pagas pelo governo, prejudicando a sua relação com as bases.

Denúncia – O líder da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Marco Aurélio, denunciou que a empresa que fornece carros locados para a secretaria de Saúde de Pernambuco travou a utilização dos veículos por falta de pagamento, deixando a secretaria sem veículos para prestar atendimento à população.

Inocente quer saber – Jarbas inidicou pessoalmente Marcelo Bruto para a equipe de Paulo Câmara?