ProntoMaisLab
Sertão Online
Supermercado Queiroz

Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Dr. Diego Aragão
O Centenário
Costa Lira
Informatic Center

Eduardo da Fonte

Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

Krause diz que Paulo Câmara Foge à tradição pernambucana

Coluna Fogo Cruzado – 11 de abril de 2019

  1. O ex-ministro Gustavo Krause (DEM), numa entrevista dada à Rádio CBN do Recife, nesta quarta-feira (10), evitou falar mal do governo Paulo Câmara ao ser questionado sobre o balanço que faria dos seus 100 primeiros dias de governo deste segundo mandato.
  2. Reconhece que o governador de Pernambuco é uma pessoa “afável” e que tem conhecimento de gestão pública, ate por ser auditor concursado do Tribunal de Contas.
  3. No entanto, afirmou, governar não é apenas manifestar boas intenções e pagar a folha em dia. Especificamente no caso de Pernambuco, lembrou que seus governadores sempre tiveram mais voz no plano nacional.
  4. “Sinto a falta (no Palácio do Campo das Princesas) e uma coisa pernambucanamente mais forte”, declarou o ex-ministro, que foi também vereador, prefeito do Recife, vice-governador, governador e deputado federal, não necessariamente nessa ordem.
  5. De fato, foram vozes fortes, no cenário nacional, os ex-governadores Agamenon Magalhães, Barbosa Lima Sobrinho, Etelvino Lins, Cid Sampaio, Miguel Arraes, Nilo Coelho, Marco Maciel, Roberto Magalhães, Joaquim Francisco, Jarbas Vasconcelos e Eduardo Campos.
  6. Como Paulo Câmara não era da política e sim da área técnica do governo de Eduardo, acabou sendo escolhido por este para sucedê-lo. Ganhou duas eleições no primeiro turno, mas não significa que seja um líder político estadual.
  7. Se fosse, Pernambuco já teria concluído a Adutora do Agreste, recuperado a autonomia do Porto de Suape e obtido autorização do governo federal para contrair um empréstimo externo, algo que tenta e não consegue desde 2015.
  8. Por isso, declarou ainda Gustavo Krause, o atual governador “foge à regra da tradição pernambucana” que é ter governadores fortes, politicamente falando.
  9. Para o ex-ministro, o PIP (Produto Interno Político de Pernambuco) sempre foi maior que o PIB (Produto Interno Bruto), mas no atual governo não se vê isto.
  10. A seu ver, “liderar é comandar um processo de transformação social” e isto não se vê com Paulo Câmara, exatamente pelo déficit de liderança que apresenta.
  11. POR QUE NÃO SE REÚNEM?

    Joaquim Francisco (PSDB) fez nesta quarta-feira (10), na Rádio CBN do Recife, uma observação interessante. Pernambuco tem quatro líderes na Câmara Federal mas até hoje eles não foram capazes de produzir uma reunião conjunta para tratar das coisas do Estado. É o caso de perguntar aos líderes Tadeu Alencar (PSB), Daniel Coelho (CID), André de Paula (PSD) e Augusto Coutinho (SOL) se esta reunião ainda pode ser feita, pois já que Pernambuco está fora do ministério de Bolsonaro, esses quatro líderes podem, em tese, suprir esta lacuna.

    PRISÃO DOMICILIAR

    Pelos cálculos dos criminalistas, o ex-presidente Lula tem chance de daqui a dois meses passar para a prisão domiciliar. É que, condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, poderá livrar-se desta última pena pois o tríplex do Guarujá não é dele. Logo, não houve ocultação de patrimônio. Por isso, e pena cairia, substancialmente, o que lhe daria condições de ir para o regime semiaberto, com direito de trabalhar, após cumprir 1/6 dela. Como o Estado não tem condições de garantir sua segurança, a Justiça acabaria mandando-o para prisão domiciliar.

  12. O deputado Silvio Costa Filho (PRB) saiu da Marcha dos Prefeitos, em Brasília, crente de que o Pacto Federativo vai sair. Só não disse como. O ministro Paulo Guedes (Economia) prometeu executá-lo ainda este ano com a divisão com estados e municípios dos novos royalties do petróleo. Já o deputado acredita na aprovação do projeto que elevae em 1% o FPM e compensação pelas perdas da Lei Kandir, algo que FHC não quis fazer, nem Lula, nem Dilma e nem Temer. Bolsonaro faria?
  13. O deputado Fernando Rodolfo (PR-PE) apresentou hoje (10) na Câmara Federal  projeto de lei que proíbe a venda de cigarros num raio de até 100 metros de todo e qualquer estabelecimento de ensino, incluindo as universidades. O projeto prevê também pena de advertência, multa, interdição e cassação de licença de funcionamento por até dois anos para quem descumprir a proibição. O deputado lembra que, segundo a Organização Mundial de Saúde, o cigarro pode causar mais de 50 tipos de doenças, incluindo câncer.PARA DIZER A QUE VEIO

    A Comissão de Educação da Câmara Federal aprovou nesta quarta-feira (10) requerimento de autoria do deputado Danilo Cabral (PSB-PE) em que convida o novo ministro da Educação, Abraham Weintraub, para explicar ao colegiado quais são os seus planos para a pasta. Sugeriu-se a data de 15 de maio para o comparecimento do ministro. A Comissão quer saber o que o novo ministro pensa sobre o Plano Nacional de Educação e a manutenção do Fundeb.

  14. EMBATE COM DAMARESO deputado Túlio Gadêlha (PDT-PE) duelou nesta quarta-feira (10) com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, na Comissão de Direitos Humanos da Câmara Federal. O parlamentar ironizou declarações controversas da ministra e a nomeação do advogado João Rodrigues Freitas para presidente da Comissão de Anistia da pasta. Disse ele: “A nova composição da Comissão de Anistia fere frontalmente princípios da impessoalidade e da moralidade em virtude de ter sido  nomeado um conselheiro que é contrário à concessão de anistia”.

    VISITA DE SOLIDARIEDADE

    O governador Paulo Câmara visitou nesta quarta-feira (10), em Brasília, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB), que ainda está convalescendo de uma cirurgia para retirada de um hematoma no abdômen. Patriota, também conhecido como “deputado pidão”, disse que ficou honrado com a visita, “mas claro que aproveitei a ocasião para apresentar algumas demandas ao governador”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *