ProntoMaisLab

Sertão Online
Supermercado Queiroz

Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Dr. Diego Aragão
O Centenário
Costa Lira
Informatic Center

Eduardo da Fonte

Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

População de Tabira questiona motivos para comemorar na Emancipação Política

Blog do Euflavio Nunes | 

A população de Tabira tem usado as redes sociais para questionar a gestão do prefeito Sebastião Dias sobre o que celebrar em uma data tão importante como o aniversário de 70 anos de Emancipação Política.

O questionamento mais acentuado ocorre na área da saúde. A pasta é campeã de denúncias e de críticas por parte dos internautas pela ausência de profissionais médicos no Hospital Municipal e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). A falta de medicamentos nos equipamentos de saúde também tem sido alvo de muitas críticas. “É uma vergonha a gente ter que sair para ganhar nossos filhos fora de Tabira, porque o hospital não faz parto”, disse uma internauta.

A insegurança é outra queixa corriqueira. A insatisfação está relacionada aos 7 assassinatos registrados nos quatro primeiros meses de 2019, bem como as várias tentativas de homicídio praticadas. O município ainda registrou no primeiro quadrimestre um total de 11 crimes violentos contra o patrimônio, além de 34 casos de violência doméstica e familiar contra mulheres e 3 estupros. A demissão da professora e diretora geral do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco (SINDUPROM-PE), Dinalva Lima, também gerou repercussão negativa para a gestão. Sebastião é acusado de perseguir a profissional com mais de 30 anos serviços prestados a educação do município e de conduta antisindical. Ainda há reclamações relacionadas a salários atrasados de servidores e falta de apoio nas áreas de agricultura e esporte.

SOBROU ATÉ PARA O DEPUTADO

O silêncio do deputado federal Carlos Veras diante da demissão de uma liderança sindical tem chamado atenção. O parlamentar tabirense e presidente licenciado da Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE) se manteve indiferente mesmo após a publicação da portaria de exoneração da coordenadora geral do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco (SINDUPROM-PE), Dinalva Lima.

Carlos iniciou a carreira política defendendo os interesses dos trabalhadores e chegou ao cargo de deputado federal após receber grande votação de eleitores ligados ao movimento sindical, por isso a surpresa de todos por ter se calado diante de uma atitude extrema contra uma liderança sindical.
O silêncio do parlamentar pode está relacionado ao alinhamento recente com o grupo político de Sebastião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *