ProntoMaisLab

Sertão Online
Supermercado Queiroz

Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Dr. Diego Aragão
O Centenário
Costa Lira
Informatic Center

Eduardo da Fonte

Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

Nando Cordel e Zédantas são os homenageados do São João 2019 do Recife

Foto: Colagem / Reprodução

O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (29) no perfil do instagram do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB)

JC Online

Faltando pouco menos de um mês para o São João 2019, o prefeito do Recife Geraldo Julio (PSB) revelou que o cantor Nando Cordel e o compositor Zé Dantas serão os homenageados dos festejos juninos da capital pernambucana. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (29) no seu perfil do Instagram. Anteriormente, Petrolina e Caruaru haviam divulgado a programação das festas.

Nando Cordel

Natural de Ipojuca, o cantor teve mais de 500 músicas gravadas por artistas famosos, como Dominguinhos, Luiz Gonzaga e Elba Ramalho, Chico Buarque e Maria Bethânia, Amelinha, Fagner, Fafá de Belém e até Xuxa Meneguel.

Nando é fundador da creche Lar do Amanhã, que desde 1996 já atendeu mais de 2,5 mil famílias do Cabo de Santo Agostinho, e também dedica parte de sua obra à música instrumental e espiritual, para relaxamento e meditação.

Zé Dantas

Um dos mais antigos e fiéis sinônimos que o forró ganhou no Nordeste, Zé Dantas nasceu no município de Carnaíba de Flores, no Sertão do Alto Pajeú pernambucano.

Zé Dantas morre em 1962, sem nunca ter abandonado o Nordeste na sua obra e nem na geografia do seu afeto, tendo chegado a usar suas músicas para fazer denúncias contra a seca e a falta de atenção política à dureza das vidas privadas de água.

Teve suas composições gravadas por muitas gerações de artistas, como Dominguinhos, Hermeto Pascoal, Gal Costa, Maria Bethânia, Alceu Valença, Quinteto Violado, Marisa Monte e Gilberto Gil.

Há 26 anos, acontecia a 1ª Festa de Zédantas

 Há 26 anos, no dia 28 de Maio do ano de 1993, acontecia pela primeira vez em Carnaíba, a festa em homenagem ao poeta e compositor Jose de Sousa Dantas Filho (Zé Dantas). Antes das celebrações festivas,  já haviam outros movimentos nas escolas, a aposição do seu busto na Praça Nossa Senhora de Lourdes pelo então vereador João Gomes de Lira, que posteriormente foi colocado na Rua José Martins e mais tarde em frente à sua residência onde está até os dias de hoje.
Com a chegada do Padre Luiz Marques Ferreira (Padre Luizinho), o movimento teve um impulso maior, unindo-se com o Grupo de Educação de Base -GEB, professores e o Grupo Cultural Jovem numa nova investida no resgate do nome e da obra do ilustre Carnaibano.
Naquela época, início da década de 90, os carnaibanos compartilharam o desejo de se reaproximar com o universo literário oferecido por Zé Dantas, principalmente relação das mensagens com o momento político no estado. A festa aconteceu em um gigantesco caminhão ornamentado, montado em frente a igreja matriz de Santo Antônio e São João Maria Vianney e shows de Genailson do Acordeon e Maciel Melo para uma multidão na Rua José Martins, local que sediou as celebrações por vários anos.
José de Sousa Dantas Filho, mais conhecido como Zé Dantas, nasceu em Carnaíba no dia 27 de Fevereiro do ano de 1921 e morreu no Rio de Janeiro no dia 11 de Março de 1962, aos 41 anos. Sua mãe era do sitio Prateado e seu pai, de Flores. Na voz de Luiz Gonzaga, suas canções alcançaram as paradas de sucesso da época, retratando em suas letras os costumes do povo nordestino, as tradições culturais e o cotidiano de um pedaço do país esquecido pelo poder público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *