Gordo Construções
ProntoMaisLab

Sertão Online
Supermercado Queiroz
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Dr. Diego Aragão
O Centenário
Costa Lira
Informatic Center

Eduardo da Fonte

Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

Giro pelos Blog’S(o7.o7.2019)

Neves agrada mundo jurídico

O governador Paulo Câmara (PSB) escolheu mais rápido do que se esperava o advogado Carlos Neves, do Conselho Federal da OAB, para suceder a João Campos, que morreu na véspera do São João, no Conselho do TCE. O mundo jurídico bateu palmas.

Carlos Neves é advogado eleitoral, preside a Comissão Especial de Direito Eleitoral da OAB nacional, foi integrante do Conselho Consultivo da Escola Nacional da Advocacia e é quase uma unanimidade no seu segmento no Estado. Íntegro e respeitado, Carlinhos, como é tratado pelos mais próximos, tem trânsito entre a direita e a esquerda.

“É um dos quadros mais qualificados da advocacia que já conheci”, afirma o advogado Walber Agra, especializado também em direito eleitoral. Aos 44 anos, com 20 de atuação nas causas jurídicas, Carlos Neves tem também mestrado pela Faculdade de Direito de Lisboa, foi professor universitário e diretor-geral da Escola Nacional de Advocacia da OAB-PE.

Alepe convocada – O presidente da Assembleia, Eriberto Medeiros (PP), deve convocar a Casa, que está em recesso, para apreciar e votar a indicação do advogado Carlos Neves para conselheiro do Tribuna de Contas. Conversações nessa direção já foram feitas no último final de semana, quando Câmara bateu o martelo sobre a escolha ouvindo Eriberto e outros aliados no parlamento.

Mais cortes – Se já existem choro e ranger de dentes nas universidades com e extinção de 22 mil cargos federais, fim de gratificações em 119 postos de direção, cortes de 1.870 coordenações de cursos e 460 funções gratificadas, o pior vem por aí: no próximo dia 31, mais 11.261 funções gratificadas serão extintas. Mexe diretamente na remuneração de reitores e diretores.

Mídia nacional – Estreante na concorrida disputa pela mídia entre o Salão Verde da Câmara, as comissões temáticas e o plenário da Casa, o deputado Silvio Costa Filho (PR) tem furado espaço nacional. Ocupou página inteira ontem do Estadão como o político que fez alianças com o PT em Pernambuco, mas está apoiando a reforma da Previdência na comissão especial.

A virgem – O presidente da República continua a produzir uma polêmica atrás da outra. Ontem, o jornal O Globo estampou a seguinte manchete: “Bolsonaro: O Brasil é a virgem que todo tarado quer”. Foi uma resposta as críticas de líderes europeus sobre a política ambiental brasileira.

O nome – Em Belo Jardim, o grupo Mendonça já escolheu o candidato a prefeito. É o vereador e ex-prefeito Gilvandro Estrela (PV), que une todas as correntes do ex-ministro, como Doutor Maneco, ex-secretário de Saúde, ex-prefeito Marco Coca-Cola e o ex-vereador Zé Lopes.

UNIÃO – O radialista Jonas Silva testou seu prestígio em Camaragibe: na festa dos dez anos do programa Repórter Camará colocou lado a lado adversários ferrenhos, como a prefeita Nadegi Queiroz, o ex-prefeito Jorge Alexandre, o jornalista Gustavo Matos o ex-vice-prefeito Bosco Silva.

Perguntar não ofende: Rodrigo Maia consegue aprovar em primeiro turno em plenário esta semana a reforma da Previdência?

Coluna Fogo Cruzado – 8 de julho de 2019

O governador Paulo Câmara ignorou especulações de toda ordem sobre o candidato que escolheria para a vaga de João Campos no TCE. Foram cogitados por setores da mídia nomes vinculados ao PSB como o ex-deputado André Campos e os secretários Milton Coelho, Sileno Guedes, Nilton Mota e José Francisco Cavalcanti Neto. Dos cinco, o mais bem aceito internamente seria este último não apenas por ser auditor, mas também pela discrição. No entanto, indicar um militante do PSB seria desaconselhável numa hora em que muito se questiona o modelo de composição dos Tribunais de Contas. Isso porque alguns governadores ignoraram por completo os princípios constitucionais que se exige dos indicados – notável saber jurídico, reputação ilibada, etc. –, bancando pessoas de currículo absolutamente incompatível com a natureza da função, que é fiscalizar e julgar contas públicas. O exemplo do Rio de Janeiro nos diz tudo. Dos sete conselheiros, seis estão afastados por improbidade. Pernambuco, felizmente, nunca teve um conselheiro envolvido em irregularidades em 50 anos de história do TCE. Não se questiona aqui a qualidade dos nomes cogitados para o lugar de João Campos, e sim a militância política deles. O governador, como auditor da instituição, soube avaliar bem essas circunstâncias e fez opção por um nome da advocacia, como era João Campos. Carlos Neves Filho é advogado de largo prestígio moral na classe, que continuará tendo um representante no Conselho como têm a Assembleia Legislativa (Carlos Porto, Teresa Duere, Marcos Loreto e Ranilson Ramos), o Ministério Público de Contas (Dirceu Rodolfo) e a Auditoria (Valdecir Pascoal). A bola agora está com a Assembleia, que certamente referendará a escolha com a melhor boa vontade.

Ato político nacional

Presidente regional do Podemos, o deputado Ricardo Teobaldo vai trazer a Limoeiro no próximo mês os senadores Álvaro Dias (PR) e Romário (RJ) para um ato coletivo de filiação. Irão se filiar 4 prefeitos e 20 candidatos a prefeito, entre eles o médico Orlando Jorge que vai disputar em Limoeiro. Ele comandou a Dires no governo Arraes e hoje é secretário de saúde de Paudalho.

Ninguém da família

Ricardo Teobaldo fez opção pelo nome de Orlando Jorge após receber o resultado de uma pesquisa indicando que o prefeito João Luiz Filho (PSB), o “Joãozinho”, está “acabado”, com quase 70% de reprovação. “Disseram que eu iria candidatar alguém de nossa família (Teobaldo), mas não é verdade. Vamos ganhar a eleição com Orlando, que é respeitado e competente”.

Comando absoluto                   

Dos 12 novos membros da executiva regional do MDB, 10 são ligados ao senador Jarbas Vasconcelos, entre eles o empresário Alexandre Férrer de Moraes, diretor do Engarrafamento Pitú. Significa que o senador Fernando Bezerra pode até ser candidato a governador pela oposição em 2022, que é o seu grande sonho. Mas, para isto, terá que ter o aval de Jarbas/Raul Henry.

A enrascada do PSB

O PSB reunirá hoje em Brasília a sua direção nacional para decidir o que fazer diante da reforma previdenciária. O partido fechou questão contra a reforma, contribuindo para que estados e municípios ficassem fora do projeto. Dos três governadores do partido, o único simpático ao parecer do relator Samuel Moreira (PSDB-SP) é Renato Casagrande (Espírito Santo).

Cemitério de indústrias

O empresário Nena Cabral filiou-se ao PSDB para disputar a prefeitura de Paulista com um compromisso de peso: atuar onde for possível para reabrir as fábricas do município. Lembra que há 20 anos o parque industrial empregava 100 mil pessoas e hoje emprega menos de 5 mil. Diz que o prefeito Júnior Matuto (PSB) “não está à altura do cargo”, nem fará o sucessor em 2020.

A morte da matriarca

Morreu anteontem em Cruz de Rebouças e foi sepultada no mesmo dia a matriarca Rosa Souza, mãe do ex-prefeito e ex-deputado federal Severino Ninho (PSB). Ele tinha 97 anos de idade e morreu em casa, de causas naturais. O filho tinha uma verdadeira veneração pela mãe, que era de origem humilde e sofreu muito até vê-lo formado em Direito pela UFPE.

Os destaques na reforma

Rodrigo Maia reuniu anteontem líderes de bancada, no DF, para avaliar os apoios de que a reforma previdenciária já dispõe: cerca de 350 dos 308 votos necessários. De Pernambuco, a favor, destacam-se Raul Henry (MDB), Sílvio Costa Filho (PRB), Ricardo Teobaldo (POD), André de Paula (PSD) e Augusto Coutinho (SD). E, contra, Danilo Cabral e Tadeu Alencar (PSB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *