Miss Dourada

Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Dr. Fred Barros
Odonto Center
Sertão Online
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Informatic Center
Eduardo da Fonte
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

Giro pelos Blog’S(11.o7.2019)

Coluna Fogo Cruzado – 11 de julho de 2019

A última vez que o MDB elegeu o prefeito do Recife foi em 1992 com o hoje senador Jarbas Vasconcelos. Seguiram-se Roberto Magalhães, João Paulo (dois mandatos), João da Costa e Geraldo Júlio (dois mandatos). Talvez tenha chegado a hora de o MDB disputar com chapa própria em 2020 e o candidato natural seria Murilo Cavalcanti, secretário de Segurança Urbana da prefeitura da capital. Foi ele quem inaugurou em Pernambuco, há mais de uma década, o debate sobre como enfrentar a violência com políticas sociais. E insistiu tanto nesta tese que o atual prefeito do Recife acabou rendido à construção de duas unidades do Centro Comunitário da Paz, equipamentos copiados de Medellín, na Colômbia, onde se trava com essas armas o combate à insegurança, ao tráfico de drogas e às desigualdades sociais. Murilo já foi mais de 30 vezes ao país vizinho, muito parecido com o nosso, tendo levado em sua companhia o governador Paulo Câmara, deputados federais e estaduais, além de prefeitos de todas as regiões do Estado. Ele merece ter uma chance como prefeito do Recife porque tem discurso, projetos e serviços prestados. O que pesa em seu desfavor é o fato de Geraldo Júlio já ter escolhido o seu candidato, que é o deputado federal João Campos (PSB), provavelmente com um vice petista. É, portanto, o homem certo na hora errada.

Morte por inanição

A Seplag do Governo do Estado pensa ser possível tapar o sol com a peneira para explicar a quase morte, por inanição, do Fundo de Apoio aos Municípios (FEM). Diz que entre 2015 e 2019 o Governo repassou R$ 200 milhões para as prefeituras. A coluna conversou anteontem com mais de uma dezena de prefeitos e todos disseram que o programa “está morto”.

Uma ninharia

Adilson Gomes Filho, secretário executivo de Apoio aos Municípios da Seplag, afirma que de janeiro a junho deste ano foram repassados R$ 10 milhões para as prefeituras pernambucanas, incluindo emendas parlamentares. Dividindo-se esse dinheiro pelos 184 municípios, dá pouco mais de R$ 50 mil para cada um, o insuficiente para reformar uma estrada vicinal.

Poder limitado

O presidente da Amupe, José Patriota (PSB), também prefeito de Afogados da Ingzeira, tem muita influência no Governo do Estado mas não teve força suficiente para evitar o fechamento da agência da Caixa Econômica de sua cidade. O fechamento faz parte da política da CEF de enxugar o número de agências e de servidores para melhor competir com os bancos privados.

Na recepção ao presidente

O deputado Pastor Eurico (PAT-PE) foi um dos membros da bancada evangélica que recepcionaram ontem na Câmara Federal o presidente Jair Bolsonaro. O presidente foi fazer o último apelo à sua bancada, constituída majoritariamente por militares da ativa e da reserva, evangélicos e ruralistas, para votarem a favor da reforma previdenciária, que está em discussão no Congresso.

Patrocínio da cultura

Enquanto a Empetur vai patrocinar a tradicional Festa dos Estudantes de Triunfo, de 20 a 27 deste mês de julho, a Fundarpe assumirá os custos do Festival de Inverno de Garanhuns, que se realizará no mesmo período. O problema dessas duas entidades é o atraso no pagamento dos cachês dos artistas, salvo os que vêm de outros estados. Os de Pernambuco penam pra receber.

Visita protocolar

Amanhã, quando sua indicação para o TCE já estiver sido referendada pela Alepe, o advogado Carlos Neves Filho fará uma visita de cortesia ao presidente Marcos Loreto. Ele será recebido por todos os membros do Conselho: Carlos Porto, Teresa Duere, Valdecir Pascoal, Dirceu Rodolfo e Ranilson Ramos, além de representantes da Auditoria e da Procuradora.

Uma lágrima por Rostand

Cardiologista respeitado, Rostand Paraíso morreu ontem no Recife aos 89 anos de idade. Como médico, cuidou do coração de milhares de pernambucanos, mas não evitou que o dele o levasse à morte. Deu também notável contribuição à cultura estadual através das deliciosas crônicas que escreveu na imprensa regional, o que o levou à Academia Pernambucana de Letras.

Oposição por oposição

Enganam-se deputados da bancada pernambucana que decidiram votar contra a reforma previdenciária para fazer o “jogo” de sindicatos e poderosas entidades de servidores públicos, como o Sindifisco. Aprovar esta reforma é uma questão de responsabilidade com o país, que não é formado apenas por sindicalistas e corporações de servidores públicos. O Brasil é mais amplo.

Rolo compressor deu certo

Antes de a Câmara aprovar o texto base da reforma da Previdência, ontem à noite, pela manhã o presidente Bolsonaro deu uma passadinha pela Casa para sentir o clima favorável à PEC que muda as regras de aposentadoria. A construção da vitória, por um placar bem mais elástico do que o Planalto esperava, é obra resultante da enorme capacidade de diálogo que o presidente Rodrigo Maia tem entre os mais diversos líderes partidários, na oposição, inclusive, que tentou sem sucesso obstruir a sessão.

O texto-base foi aprovado por volta das 20h, a sessão se encerrou às 21h e será retomada às 9h da manhã de hoje. Até sábado, a fatura estará liquidada e o projeto será encaminhado para apreciação e votação, também em dois turnos, ao Senado, onde o Governo tem chances de aprovar sem modificações, para não ter quer voltar à Câmara. “Até setembro teremos aprovado”, prevê o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho.

Henry no páreo – Na entrevista que concedeu ao Frente a Frente, o líder do Governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, elogiou bastante o deputado Raul Henry, presidente estadual do MDB, passando a impressão de que o partido pode construir uma alternativa desvinculada do PSB para a Prefeitura do Recife com o seu nome. Segundo ele, Henry, porém, tem que demonstrar interesse.

A janela – Dependendo da reação do comando do PSB, que ameaça expulsar quem votar a favor da reforma da Previdência, o deputado Felipe Carreras, se vier a ser punido, já tem a janela para ingressar no PSB. Conta com o aval dos principais líderes da legenda, como o senador Jarbas Vasconcelos, o senador Fernando Bezerra Coelho e presidente estadual, Raul Henry.

A favor – Numa conversa com este colunista no Salão Verde da Câmara, o deputado Júlio Delgado (MG), um dos expoentes do PSB no Congresso, também disse que estava propenso a votar a favor da reforma da Previdência. Na verdade, dos 32 parlamentares socialistas 11 tendiam votar a favor. Ninguém acredita que o PSB venha a abrir mão de mais de dez deputados.

Encaminhamento – Cinco pernambucanos ocupam lideranças na Câmara e encaminharam, ontem, as votações na sessão da Câmara: Tadeu Alencar (PSB), Sílvio Costa Filho (PRB), André Ferreira (PSC), Daniel Coelho (Cidadania) e André de Paula (PSD). De todos, só o PSB foi contra.

Aliança – Eleito deputado federal com uma boa votação em Caruaru, o deputado Fernando Rodolfo (PHS) está de olho numa aliança com o deputado Tony Gel. Sonha em ter Toninho, filho do parlamentar, na vice e assume o compromisso de eleger o federal do mesmo grupo de Tony.

CUBANOS – Em agosto, o Governo edita uma MP para alterar o programa Mais Médicos, pelo qual serão reincorporados profissionais cubanos da área, que atuaram nos Governos Lula e Dilma e que foram tão combatidos por Bolsonaro quando deputado e na campanha presidencial.

Perguntar não ofende: Raul Henry rompe aliança com o PSB e sai candidato a prefeito do Recife?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *