Gordo Construções
ProntoMaisLab

Sertão Online
Supermercado Queiroz
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Dr. Diego Aragão
O Centenário
Costa Lira
Informatic Center

Eduardo da Fonte

Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

Giro pelos Blog’S(10.o8.2019)

Arranhões na imagem do Recife

Depois de ser apontada entre as dez piores cidades de trânsito caótico no mundo, sendo a primeira no Brasil, Recife apareceu, ontem, em novo ranking nacional, como o centro urbano que mais mata gente no trânsito no País. O primeiro diz respeito a um levantamento da TomTom Traffic, serviço prêmio de informações de trânsito em tempo real, em 403 cidades do mundo, enquanto o de ontem é de responsabilidade do Ministério da Saúde (SUS).

Duas realidades incontestáveis, que trazem consequências irreparáveis a uma cidade hoje sofrida, mas que já viveu áureos tempos no turismo e na economia. Reproduz, também, a falta de uma política arrojada de mobilidade urbana.

O trânsito caótico e matador não tem sido uma rotina apenas nos dias úteis, se alastrou para os fins de semana também. São raras as avenidas e ruas mais movimentadas da cidade que os motoristas não se deparem com longos e intermináveis engarrafamentos.

Sem cronograma – O deputado Alberto Feitosa (SD) voltou a cobrar do Governo, ontem, a liberação de um cronograma para pagamento das emendas impositivas. A PEC que trata do assunto, de autoria do parlamentar, já passou em primeiro turno pelo plenário da Assembleia Legislativa. E os deputados fazem pressão para o presidente Eriberto Medeiros pautar logo o segundo turno.

Impeachment – O presidente da Camara de Camaragibe, Toninho Oliveira (PSB), agendou para a próxima terça-feira, em sessão marcada para às nove horas, a votação do pedido de impeachment do prefeito afastado Demóstenes Meira (PTB). A proposição é de sua autoria e requer o voto de oito dos 13 parlamentares para ser aprovada. Meira está afastado por improbidade.

Virando a página – O Sertão está virando um mercado atrativo para os gigantes do varejo. Em Custódia, a 335 km do Recife, o Magazine Luiza, do grupo Magalu, já inaugurou sua loja e a cidade ganha em breve uma unidade das Lojas Americanas e outra das Casas Bahia. A população festeja. O prefeito Manuca (PSD) fortalece a infraestrutura e nova adutora trará mais água.

Globo sertaneja – A TV-Grande Rio, afiliada da Globo em Petrolina, alcançando um raio que engloba 23 municípios, festeja 28 anos de serviços prestados em defesa do Sertão e do Estado. Um belíssimo vídeo institucional, com o carimbo do competente Luciano Peixinho, vilariza nas redes sociais.

Itaíba – A prefeita de Itaíba, Regina Cunha (PTB), esclarece que o MP não identificou desvios na sua gestão, mas o não cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal em despesas com pessoal na visão de um promotor que está deixando a cidade. Quanto aos R$ 500 mil, é a multa estipulada pelo MP.

ESQUECIDO – Todos os vereadores de Exu, terra de Luiz Gonzaga, assinaram, ontem, uma moção de protesto contra o Governo do Estado pela não realização de eventos pela passagem dos 30 anos da morte do rei do baião. Enquanto isso, o Brasil inteiro se curvou às homenagens a Gonzagão.

Perguntar não ofende: Por que Bolsonaro está baixando tanto o nível com a imprensa, a ponto de sugerir fazer cocô dia sim, dia não, para não agredir o meio ambiente?

Cientistas políticos sugerem análise mais detida dos dados da última pesquisa XP/Ipespe, divulgada nesta sexta (9). O estudo do saldo de pontos –a diferença entre aprovação e reprovação de um governo– aponta um desgaste do presidente Jair Bolsonaro no último mês.

Em janeiro, o saldo positivo da avaliação do governo(aprovação x reprovação) era de 20 pontos (40% contra 20%). Essa diferença foi encolhendo e chegou à marca negativa em maio, quando a reprovação ultrapassou numericamente a aprovação (36% a 34%, respectivamente).

De maio para cá, os números oscilaram na margem de erro, mas o saldo negativo da percepção do governo alcançou sua maior marca neste mês. Nesta edição da pesquisa, 38% dos entrevistados disseram que a gestão é ruim ou péssima, e 33% que é ótima ou boa, uma diferença inédita de cinco pontos. Nos dois meses anteriores, ela ficou estacionada em um ponto.  (Daniela Lima – FSP)

INALDO SAMPAIO BLOG

O Recife foi a cidade escolhida para sediar o primeiro debate entre os 8 candidatos que concorrem à presidência nacional do PT em substituição à deputada Gleisi Hoffmann. Dos oito, cinco  registraram suas chapas com um “Lula livre” no pedido: Carlos Zaratini, Moema Cramacho, Penilton Silva Filho, Carlos Henrique Árabe e Luiz Ducci. Este último é favorito para vencer a eleição por ter o apoio dos ex-presidentes Lula e Dilma, do ex-ministro José Dirceu e dos senadores Humberto Costa, Jaques Wagner e Paulo Paim.  Deixaram o “Lula livre” de lado os candidatos Misa Boito, Valter Pomar e Jacy Afonso. Aliás, o “Lula livre” foi a expressão mais ouvida na Câmara Federal na última quarta-feira depois que a juíza federal Carolina Lebbos autorizou a transferência do ex-presidente de Curitiba para São Paulo, algo que o STF barrou no mesmo dia por 10 votos contra um. Tudo bem que petistas continuem lutando pela liberdade do ex-presidente, mas fazer disto uma bandeira de campanha é uma estratégia pouco inteligente. Para contrapor-se ao governo Bolsonaro, o país espera do seu principal partido de oposição um discurso consistente, realista, não demagógico, e não um slogan sem qualquer conteúdo.

Banalização das frentes

As “frentes parlamentares” estão tão banalizadas no Congresso e nas Assembleias Legislativas que muitos deputados sequer se lembram de quais delas fazem parte. Mesmo assim, a Alepe vai instalar mais uma, depois de amanhã, em defesa da transposição do São Francisco, obra que está 97% concluída desde dezembro de 2018.

Investida no PT

O deputado Ricardo Teobaldo está levando para o seu partido (Podemos) o ex-prefeito de Surubim, Túlio Vieira, que era filiado ao PT. Túlio foi vice de Flávio Nóbrega, que após cumprir dois mandatos, também pelo PT, aliou-se à Frente Popular em 2016 para apoiar a atual prefeita Ana Célia Farias (PSB), que vai concorrer à reeleição.

Por que só Felipe?

Parte do PSB de Pernambuco está irritada com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, pela “marcação cerrada” contra o deputado Felipe Carreras (PE). Alega que 10 dos 32 membros da bancada federal votaram a favor da reforma da previdência, mas Siqueira só pega no pé de Carreras e nunca citou, sequer, o nome dos outros nove.

Politicamente maiores

Ficaram maiores, politicamente falando, depois que tomaram posse na Câmara Federal em fevereiro deste ano, os deputados Sílvio Costa Filho (PRB), Augusto Coutinho (SD), André de Paula (PSD), Daniel Coelho (CID) e Ricardo Teobaldo (PODE). Coincidência ou não, todos abraçaram de corpo e alma o projeto de reforma previdenciária.

Fora da agenda

Bolsonaro considera o coronel do Exército Carlos Alberto Brilhante Ustra um “herói nacional” apesar de ele ter sido o único militar reconhecido até agora pela justiça como “torturador”. Definitivamente, a maioria dos brasileiros não se sensibiliza mais com o que houve nos “porões” da ditadura militar nos anos 70. Do contrário, Bolsonaro não teria sido eleito.

Por experiência própria

Relator, no Senado, da “PEC paralela” da previdência, Tasso Jereissati (PSDB-CE) vai incluir no texto os servidores públicos estaduais e municipais porque foi três vezes governador do Ceará e sabe, por experiência própria, que os estados precisam disto. O que o impressiona é a indiferença dos governadores do Nordeste em relação ao tema.

Só sai se for tirado

Após longo período de “fritura”, o presidente da Compesa, Roberto Tavares, teria decidido a não pedir demissão, apesar de sua saída estar sendo reivindicada ao governador Paulo Câmara pelo prefeito Geraldo Júlio, a secretária Fernanda Batista (Recursos Hídricos) e o chefe da Assessoria Especial do Palácio, Antonio Figueira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *