Gordo Construções
ProntoMaisLab

Sertão Online
Supermercado Queiroz
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Dr. Diego Aragão
O Centenário
Costa Lira
Informatic Center

Eduardo da Fonte

Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

E O CHAMA VIOLETA FOI UM SUCESSO…

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e atividades ao ar livre

(Parte da equipe da trupe, que participou do Chama Violeta)

A imagem pode conter: 1 pessoa, árvore, céu e atividades ao ar livreE terminou ‘O Chama Violeta’  um festival de artes na comunidade rural Minadouro, município de Ingazeira no alto sertão do Pajeú pernambucano.

O festival que atua desde outubro de 2015 integra ações do projeto permanente na comunidade: NO MEU TERREIRO TEM ARTE. O projeto é uma iniciativa independente da artista e  produtora Odília Nunes. A comunidade  recebeu oficinas de cinema, oficinas criativas para as crianças e uma programação artística como: Palestra sobre inclusão, espetáculos de dança, teatro e circo, cinema, música, poesia, cultura popular e rodas de conversa, ocuparão os terreiros das casas, transformando a comunidade numa mina de arte e cultura. Este ano para realização da II edição do festival, Odilia criou uma campanha de financiamento coletivo na internet, arrecadando R$ 15 mil. Artistas de Recife, Caruaru, Petrolina, Arcoverde, Salvador, Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Goiás estão entre os participantes do festival.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, noite e atividades ao ar livreAs atividades ocorrem na cidade de Ingazeira e na Zona Rural, nos povoados de Minadouro, Santa Rosa e Xique Xique. Odilia Nunes tinha esperança de receber patrocínios governamentais como Município, SESC e \ou FundarPE, mas chegou apenas os amigos da vaquinha Virtual.

No Meu Terreiro Tem Arte

NO MEU TERREIRO TEM ARTE propõe uma combinação de ações que envolvem a artista Odília Nunes, grupos e artistas que recebe em sua casa no Sítio Minadouro e a comunidade. O mote do projeto são as apresentações de espetáculos gratuitos realizadas nos terreiros (quintais) das casas da comunidade e a realização de oficinas criativas na escola municipal local.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e multidãoNos últimos três anos, os terreiros do Minadouro receberam espetáculos teatrais, narração de histórias, espetáculos de dança, serenata musical, exposição fotográfica, saída de palhaços, espetáculos circenses, shows de música.

A escola municipal recebeu oficinas de música, dança, teatro e conscientização ambiental. Ao blog Odilia disse que recebeu apoio do Padre Luizinha Marques e amigos.

“O médico é médico todos os dias, o padeiro faz pão todo dia, o professor é professor todo dia, e eu? Faço teatro todo dia!”. Esse é um lema que a atriz Odília Nunes, de 37 anos, aprendeu no convívio com mestres da cultura popular e que ela carrega como filosofia de vida.

Há quase duas décadas, produzir arte é seu ofício diário, que a faz rodar o Brasil de apresentação em apresentação.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas no palco, pessoas em pé, noite, multidão e atividades ao ar livreA imagem pode conter: 28 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, céu, nuvem e atividades ao ar livreA imagem pode conter: uma ou mais pessoas, céu, praia, atividades ao ar livre e natureza

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *