Miss Dourada

Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Dr. Fred Barros
Odonto Center
Sertão Online
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Informatic Center
Eduardo da Fonte
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

*****Giro pelos Blog’S====(12.02.2020)*****

O Nordeste não foi generoso com Bolsonaro nas urnas, nem no primeiro nem no segundo turnos. Perdeu para Fernando Haddad, no confronto final, mesmo por uma diferença pequena em alguns Estados. Ao longo do acirramento final da disputa não soube captar o sentimento do eleitorado nordestino de que seria o instrumento para tirar o PT do poder.

Bolsonaro não encontrou ressonância sequer na principal bandeira que assumiu com os menos favorecidos: o pagamento do 13º salário do programa Bolsa-Família, promessa cumprida. Mesmo não valorizado pelos nordestinos, o presidente não teria o direito de expurgar a Região do seu Ministério. No primeiro ano, não se viu uma alma nordestina despachando na Esplanada dos Ministérios.

Ontem, um nordestino do Rio Grande do Norte, especializado em sistema previdenciário, assumiu a pasta de Desenvolvimento Regional: o ex-deputado federal Rogério Marinho. Competente, articulado e respeitado, deu um show na discussão da reforma da Previdência, sendo o principal protagonista que falava em nome do Governo.

Não sei, na verdade, se ele entende de políticas regionais, mas se sua atuação na nova pasta se der na mesma direção em que atuou na Previdência, o Nordeste estará em boas mãos. Como é influente com o rei, pode canalizar um novo direcionamento aos Estados nordestinos que, historicamente, vivem de pires nas mãos em Brasília.

O Nordeste não é terreno fértil do ponto de vista político para o Governo Bolsonaro, porque todos os governadores, sem exceção, foram eleitos no campo de oposição, entre os quais dois dos mais influentes, Bahia e Ceará, empunhando a estrela do PT. Bolsonaro já deu alguns sinais de que não discrimina. Numa entrevista ao blog, o governador do Ceará, Camilo Santana, que é do PT, defendeu o fim da política do ódio por parte de colegas da Região, afirmando que não tinha do que reclamar do tratamento dispensado pelo presidente ao seu Estado.

Destino de Cintra – Por falar em Nordeste, o Governo ainda não bateu o martelo sobre a continuidade do empresário Douglas Cintra na Sudene. Marcada inicialmente para ontem, a reunião do núcleo duro da articulação política de Bolsonaro ficou para hoje. O motivo do adiamento foi a posse de Rogério Marinho, atraindo uma penca de deputados nordestinos, especialmente do Rio Grande do Norte, por onde ele se elegeu deputado federal. “Marinho é a esperança de que o Nordeste possa ser olhado agora de forma mais destacada”, disse um parlamentar paraibano.

O fim – A série neste blog sobre os bastidores explosivos envolvendo a briga na família do ex-governador Eduardo Campos tem um ponto final, hoje, com a terceira e última postagem. Foi pautada a partir do depoimento do presidente da Fundação Joaquim Nabuco, Antônio Campos, ao Ministério Público Federal como testemunha de um processo em caráter sigiloso aberto pelo PSB. Trouxemos revelações com base em depoimentos de uma penca de políticos e gestores que já provaram do cafezinho quente no Palácio do Campo das Princesas.

Os excluídos – O presidente Bolsonaro assinou, ontem, em cerimônia no Palácio do Planalto, decreto para transferir o Conselho Nacional da Amazônia Legal do Ministério do Ambiente para a Vice-presidência. De acordo com o texto do decreto, divulgado pela Secretaria de Comunicação Social, o conselho será integrado pelo vice-presidente Hamilton Mourão e por 14 ministros do governo federal. A composição anterior do conselho, estipulada em um decreto de 1995, incluía os governadores da Amazônia Legal. No decreto assinado por Bolsonaro, os governadores não integram o conselho.

E a SUDENE? – Se Bolsonaro age assim com o Norte, degolando governadores, o que pode vir a fazer em relação ao Conselho da Sudene? Esta foi a pergunta mais ouvida, ontem, em Brasília, depois que o presidente degolou os governadores do Conselho Nacional da Amazônia Legal, do Ministério do Meio Ambiente. A Sudene, vale a ressalva, só volta a ganhar vitalidade de vez se os governadores nordestinos se engajarem efetivamente às novas propostas e políticas apresentadas pelo superintendente Douglas Cintra.

CURTAS

TENTANDO AMENIZAR – O vice-presidente Hamilton Mourão tentou controlar os governadores da região da Amazônia, ontem, após a decisão do Governo de excluir todos do Conselho Nacional da Amazônia Legal. Afirmou que, mesmo sem compor o Conselho, os governadores serão consultados para estabelecer as prioridades para a região. “O Conselho tem a função de integrar e coordenar as políticas em nível federal. Os governadores serão consultados para que estabeleçam suas prioridades”, declarou. A fala do vice-presidente, entretanto, não foi levada a sério pelos governadores, que se sentiram apunhalados.

RETROCESSO – Capitais e municípios localizados na região metropolitana terão até dois de agosto de 2021 para incorporar mudanças na gestão dos resíduos sólidos, os chamados lixões. Já os que possuem população com mais de 100 mil habitantes, entre 50 e 100 mil e menos de 50 mil, terão até o dia dois de agosto dos anos de 2022, 2023 e 2024, respectivamente, para fazê-lo. Para o gerente de Estudos e Auditorias Temáticas do TCE, Alfredo Montezuma, a nova Lei representa um retrocesso. “Desestimula os gestores a adotar medidas socioambientais e acomoda aqueles que vêm resistindo e protelando a aderir às determinações da PNRS”, diz.

EM GOIANA – Embora doente, com dificuldades de locomoção, o prefeito de Goiana, Osvaldo Rabelo Filho, o Osvaldinho (MDB), está fazendo um leque de obras no município que pode viabilizar o candidato a prefeito do seu grupo, no caso o jornalista Fernando Veloso. Há muito morando em Juazeiro (BA), Veloso já se transferiu de mala e cuia para sua terra, que nunca abandonou, diga-se de passagem. O que se diz por lá é que Osvaldinho não poderia ter escolhido nome melhor.

Perguntar não ofende: O Conselho Deliberativo da Sudene pode ser o próximo a ter governadores degolados?

Coluna do FinFa

Prorrogou – A Prefeitura da cidade de Brejinho-PE, prorrogou até o próximo dia 28 de Fevereiro, o pagamento do IPTU. A prefeita Tânia Maria, em contato com o blog, confirmou que os descontos variam entre 20% e 50%, além do contribuinte concorrer a 03 Smartphones Samsung A20.

Entrevistado – Amanhã estarei publicando a entrevista que realizou com o prefeito de Triunfo-PE, João Batista, na série que o blog está realizando com os prefeitos do Pajeú. Na próxima semana o entrevista será o prefeito de Solidão, Djalma Alves.

Frase – “O deputado Sebastião Oliveira tem sido um aliado de primeira hora da nossa cidade. Sempre está de portas abertas para atender as nossas solicitações, seja em Brasília ou em Recife. Garanti a ele que vou concorrer à reeleição pelo Avante, pois time que está vencendo não se mexe”. (Prefeito de Inajá, Adilson Timóteo)

Seminário – Nesta quinta e sexta-feira, 13 e 14 de fevereiro, respectivamente, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) promove o Seminário O Novo Pacote Anticrime e a Nova Lei de Abuso de Autoridade, que ocorre no Centro Cultural Rossini Alves Couto, na Boa Vista. O evento contará com palestras do procurador-geral de Justiça de Pernambuco (PGJ-PE), Francisco Dirceu Barros; do promotor de Justiça do Estado de Mato Grosso, Renee do Ó Souza; e do promotor de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, Rogério Sanches Cunha.

COLUNA DO ITAMAR FRANÇA

Resultado de imagem para totonho valadaresJANTAR – O ex-prefeito de Afogados da Ingazeira, Totonho Valadares (MDB) irá oferecer um janta/reunião em sua residência para uma média de 300 pessoas, entre elas lideranças de partidos, vereadores, pré-candidatos a vereador, empresários, líderes comunitários, amigos e correligionários. Estarão presentes entusiastas da pré-candidatura de Valadares que irão discutir as ações e articulações do grupo em torno da sucessão do prefeito José Patriota (PSB). O jantar será no sábado, dia 15 de fevereiro.

*************************

Resultado de imagem para espiadnoESPIANDO… – Vai ter nego que só a molesta em riba do muro, evitando vestir a camisa dos blocos “Tô na Folia” e “Bora Pra Frente” neste carnaval. É a hora de o prefeito saber que é quem dentro da chamada Frente Popular de Afogados da Ingazeira. Muita gente irá para a avenida para dar aquela famosa espiadinha. Cliques serão diversos, uma infinidade, incontáveis… No Tô na Folia, muita gente independente, sem vínculos direto com a atual gestão. No Bora pra Frente, pessoas ligadas a atual administração, entre eles funcionários, detentores de cargos de confiança e ou comissionados, ainda prestadores de serviço, etc. Não passará despercebido, uma túia de ex-aliados de Valadares descendo a avenida, agora defendendo as cores de outro time… Mas a política é assim, dinâmica e cheia de mutações.

*************************

Resultado de imagem para procura-sePROCURA-SE… – Em Quixaba, o grupo de oposição está à procura de um nome para encabeçar a chapa majoritária nesta eleição. Com a saída do médico Jailson Paixão da vida pública, a oposição patina, sem ter sequer um fí de Deus para se colocar a disposição do grupo, no sentido de concorrer ao pleito na condição de candidato a prefeito. O vereador Antonio Ramos, Pezão (PSL) deverá novamente se sacrificar, mesmo diante das mais negativas perspectivas. O vereador Neudiram Rodrigues (PSB) que era uma das promessas da oposição acabou se aliando ao atual prefeito Tião Gaudêncio (Avante), voltando ao grupo situacionista. Assim, Pezão caminha na coragem e na persistência, enfrentando todo um sistema de estrutura, montado a partir de uma simples falha de escolha…

*************************

PEZÃO – Eleito prefeito de Quixaba pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) em 1992, Antonio Ramos da Silva, Pezão fez uma gestão com uma atuação voltada para a educação, chegando a ser destaque a nível nacional. Doravante, pelo fato de não existir à época reeleição, Pezão indicou como seu candidato a sucessão, o comerciante à época José Pereira Nunes, Zé Pretinho (PSB) que suplantou nas urnas em 1996, Jodilma Vieira (PSDB). Antes mesmo da posse, Pezão e Zé Pretinho já estavam rompidos politicamente. De lá pra cá, os dois Zé Pretinho e Antonio Ramos, Pezão nunca mais estiveram juntos num mesmo palanque, uma rivalidade política arraigada pela decepção.

*************************

Resultado de imagem para INDEFINIÇÃOINDEFINIÇÃO TOTAL? – As declarações feitas pelo ex-prefeito Luciano Bonfim (Avante) e do prefeito João Batista Rodrigues (PSB) de não concorrer o pleito eleitoral deste ano, deram lugar a comentários diversos. Nas rodas de conversa, se comenta que uma chapa estaria sendo articulada pelo grupo governista tendo João Hermano como candidato a (prefeito) e Anselmo Martins (vice). Noutras conversas, se fala no nome da ex-primeira dama Paula Xavier como candidata a prefeita apoiada por Batista e Luciano. Enquanto o ex-prefeito e o atual prefeito cozinham o galo, os politiqueiros de plantão desenham cenários imaginários e talvez possíveis…

*************************

Resultado de imagem para VEREADOR NEGO RICO TRIUNFOE A OPOSIÇÃO??? – Por falar nisso, como está a situação da oposição em Triunfo? Dois nomes estão com as pré-candidaturas colocadas à disposição da população: o vereador Nego Rico (Sem Partido) e o vereador Genildo da Água (PSB). Ainda no bloco de oposição registre-se a pré-candidatura do advogado William Terto (PV) que disputou o pleito em 2016 contra o prefeito João Batista (PSB). Nesse cenário, por enquanto o quadro também se apresenta indefinido…

*************************

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *