Dr. Robson Stênio

Miss Dourada

Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Dr. Fred Barros
Odonto Center
Sertão Online
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Informatic Center
Eduardo da Fonte
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

====Giro Pelos Blog’S—-\Segunda-feira….27.07.2020/

 Geraldo Freire tem resultado negativo para covid-19

O comunicador Geraldo Freire teve diagnóstico positivo para a covid-19, após fazer teste rápido. No entanto, o resultado do RT-PCR deu negativo.

O “comunicador da maioria” estava assintomático e aguardava o resultado do exame principal, (RT-PCR), para identificar se estava com a covid-19. Por precaução, Geraldo ficou em isolamento social, temporariamente afastado do programa. O resultado foi divulgado neste domingo (26) e deu negativo.

Geraldo Freire está bem e deve começar a retomar as atividades na Rádio Jornal a partir desta segunda-feira (27).

Testes – O radialista realizou, na última quarta-feira (22), dois exames. Um deles, o teste sorológico, teve resultado no mesmo dia e indicou que ele estava com anticorpos para o novo coronavírus. Ele também coletou material para o teste RT-PCR, que detecta a presenta do vírus no organismo do paciente e só teve o resultado divulgado neste domingo (26). A informação é do site da Rádio Jornal.

Quem elege é pobre feliz

Duas pesquisas ao longo da semana passada mudaram o astral do presidente Bolsonaro e de seus aliados. A primeira apontou que seria reeleito em 2022, sem dificuldades, longe do segundo lugar, que seria o ex-ministro Sérgio Moro. A outra revelou algo que já era esperado: a melhoria da avaliação do seu Governo influenciada pelo pagamento do coronavoucher, a ajuda de R$ 600 e o dobro, quando se trata de um beneficiário em família, para trabalhadores da informalidade.

Num País de miseráveis, a mão amiga que chega na hora do aperreio nunca será esquecida. Quando Lula traçou o plano de perpetuar o PT no poder estendeu os programas sociais da era FHC num pagamento só: a Bolsa-Família. Alavancou não apenas a sua reeleição, quando estava ferido de morte por causa do mensalão, como teve a incrível capacidade de eleger e reeleger um poste, a ex-presidente Dilma. O PT só foi desbancado do poder porque Lula e sua quadrilha roubaram muito.

A eleição de Bolsonaro não foi mérito do capitão. Na verdade, foi o voto anticorrupção, o voto anti-roubalheira. Qualquer candidato que tivesse ido ao segundo turno contra o petista Fernando Haddad, o pior prefeito da história de São Paulo, venceria. No transcorrer da campanha, Bolsonaro ganhou também outro ingrediente para garantir a vitória: a facada tomada covardemente quando participava de um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Enganam-se os que imaginam a não reeleição de Bolsonaro por erros, entre eles a bomba Queiroz, a má gestão do Covid, a sua língua incontida. Isso atrapalha, mas não decide, sobretudo se ele conseguir cumprir a promessa da ampliação da Bolsa-Família, continuar ajudando o Nordeste com programas sociais, na conclusão de obras fundamentais para a região, como a Transposição do São Francisco e a Ferrovia Transnordestina.

Esta semana presenciei nas ruas do Recife populares chamando Bolsonaro de “pai dos pobres”. Isso se deu também com Lula no auge da Bolsa-Família. Só quem não teve essa capacidade foi o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, por condução equivocada na comunicação. FHC colocou em prática muitos programas sociais, entre eles o Vale Gás, mas não teve a capacidade de Lula de capitalizar esse eleitorado nem se apresentar também como um pai generoso da pobreza.

Se continuar distribuindo renda e ajudando quem mais carece de políticas públicas, especialmente de uns trocadinhos a fundo perdido no cartão de saque da CEF todo mês, Bolsonaro já pode, desde já, preparar o terno da posse, até porque estamos assistindo a uma oposição difusa, sem nomes competitivos e sem um discurso convincente.

Cota da mulher – A Justiça Eleitoral pretende ser mais rígida com partidos que fraudam candidaturas femininas para cumprir a determinação de que 30% dos concorrentes a vagas no Legislativo sejam mulheres. As eleições de novembro deste ano serão as primeiras em que valerá uma resolução que permite ao juiz derrubar uma lista inteira de candidatos a vereador antes mesmo da votação, caso a irregularidade seja constatada. Para acelerar este processo, partidos terão de apresentar autorização por escrito de todas as candidatas, o que não vinha acontecendo desde que o registro foi informatizado.

Por escrito – A assinatura é uma forma de garantir que aquela candidata tem mesmo interesse em concorrer e não foi indicada pelo partido apenas para cumprir a cota feminina. Nas últimas eleições, além de não apresentar autorização por escrito de todos os candidatos, partidos enviaram ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fotos de redes sociais, sem consentimento das mulheres fotografadas, segundo a pesquisadora Roberta Maia Gresta, coordenadora da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep). Em 2018, de acordo com Roberta, um grupo de mulheres de Minas Gerais chegou a registrar boletim de ocorrência para reclamar que estava participando das eleições, embora não tivesse autorizado.

Apagão de mesários – Diante do cenário incerto da pandemia do coronavírus para os próximos meses, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está especialmente preocupado com o possível “apagão” em uma etapa-chave do processo das eleições municipais deste ano: a convocação de mesários. O processo, que será deflagrado na primeira semana de agosto, precisa reunir um exército de dois milhões de pessoas, entre voluntários e convocados. Os nomes que já atuaram na função em eleições passadas são os primeiros no radar dos tribunais regionais eleitorais, mas especialistas e ex-desembargadores temem que uma onda de atestados médicos e a judicialização das convocações abram um vácuo sem precedentes na função.

Três na degola – Eleitos na onda de renovação das eleições de 2018 e com discurso contrário à política tradicional, os governadores de Santa Catarina, Amazonas e Rio viraram alvo de pedidos de impeachment por suspeitas de irregularidades em suas gestões durante a crise do novo coronavírus e por reclamações de falta de diálogo com o Legislativo. Caso os deputados estaduais deem seguimento aos processos, o Brasil pode ter o primeiro caso de impeachment de um governador desde 1957. Naquele ano, a Assembleia Legislativa de Alagoas afastou Muniz Falcão, até hoje o único chefe de Executivo estadual impedido de continuar no cargo por decisão de parlamentares.

CURTAS

MUDANÇA DE ESTRATÉGIA – Para evitar o mesmo destino de Falcão, Wilson Witzel (PSC), do Rio, e Carlos Moisés (PSL), de Santa Catarina, estão tentando mudar a relação com os deputados estaduais, seja por meio da indicação de nomes que agradam ao Legislativo para cuidar da articulação política, seja pagando emendas prometidas aos parlamentares. Deputados ouvidos pelo Estadão ainda não estão certos se isso será suficiente. No Amazonas, a situação de Wilson Lima (PSC) parece mais tranquila, já que nem a oposição acredita que ele será afastado do cargo. Apesar de ter sido alvo de operação da Polícia Federal, o governador cultiva base suficiente no parlamento para evitar o processo.

CASO A CASO – O pedido de impeachment de Witzel cita as suspeitas de desvios na Saúde, que já levaram um ex-secretário, dois ex-subsecretários e outros envolvidos à cadeia. Já o pedido contra Lima alega fraude na compra de respiradores. O caso de Carlos Moisés, porém, não tem ligação com a pandemia. Assinado por um defensor público, o documento tem como foco o aumento supostamente indevido dado a procuradores do Estado sem a aprovação de projeto de lei na Assembleia Legislativa. Do grupo de governadores que surpreenderam nas urnas em 2018, Wilson Witzel (PSC) foi o primeiro a ter o processo de impeachment aberto, no dia 10 de junho. Suspeito de participar de desvios na Saúde, o governador fluminense vive, para além dos escândalos de contornos jurídicos, uma crise política.

FORTALEZA NA LIVE – A live de hoje pelo Instagram deste blog é com o prefeito de Fortaleza, o pedetista Roberto Cláudio. Em pauta, a experiência na gestão da crise da pandemia do coronavírus. Tão logo o vírus da morte se instalou no Nordeste, a capital cearense, que já recebeu vários prêmios em programas inéditos e bem-sucedidos na área de saúde, teve uma explosão de casos do Covid-19, mas nos últimos 40 dias a curva foi revertida e Fortaleza passou a ser uma das quatro referências nacionais no enfrentamento ao mal do século. Acontece às 19 horas. Se você ainda não acompanha o Instagram deste blog, anote o endereço: @blogdomagno.

Perguntar não ofende: A quem a Polícia Federal vai dar um bom dia ao longo desta semana?

—————-Blog FinFa—————–

Apoios importantes – O pré-candidato a prefeito da cidade Mãe do Pajeú, Ingazeira-PE, Luciano Torres, na semana passada, contabilizou dois importantes apoios, desta vez fecharam com sua candidatura, as irmãs, ex-vereadora Ivoneide Veras e a ex-secretária de Educação, Simoneide Veras. Luciano, afirmou que teve uma conversa com elas, que confirmaram que estarão empenhadas com sua candidatura. “Estou muito feliz com a entrada de Ivoneide e Simoneide ao nosso grupo, é um grande suporte a nossa caminhada nas eleições deste ano”, finalizou Torres.

Entregou – Na última sexta-feira (24), o prefeito de Flores, Marconi Santana, entregou a Saúde da Família – USF, do Povoado Saco do Romão, totalmente reformada e requalificação. “Realizamos uma reunião, onde reafirmamos o nosso compromisso com o bom atendimento e excelência na prestação de serviços. Mais um equipamento de saúde que recebe melhorias e investimentos da administração municipal”, disse o prefeito Marconi.

Frase – “Uma das razões para eu sair do governo foi que não estava se fazendo muito (pela agenda anticorrupção)”. “Eles estavam usando minha presença como uma desculpa, então eu saí. A agenda anticorrupção tem sofrido reveses desde 2018”. (O ex-ministro da Justiça Sérgio Moro em entrevista ao jornal britânico Financial Times)

Você sabia –

Que informações chegadas ao blog, afirmam que a família do ex-prefeito de São José do Egito, Raimundo Eufrásio Muniz, “Raimundo das Batatas”, estão prestes a aderir a reeleição do prefeito Evandro Valadares. Procede?

Perguntar não ofende –

A entrada de Lucas Ramos na Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI) tem alguma coisa haver com as eleições de Petrolina?

—-COLUNA DO ITAMAR FRANÇA—-

 

SEIS VAGAS NA CÂMARA – O PSB e o PSD devem abocanhar pelo menos três seis vagas na Câmara de Afogados, nas eleições municipais deste ano. As duas siglas dispõe de bons quadros na disputa do legislativo. O PSB conta com com quatro vereadores de mandato, todos na busca pela reeleição: Cícero Migué, Luiz Besourão, Renaldo Lima, Raimundo do Foto e Rivelton Santos, ainda três ex-vereadores, Ana Maria, Zulene Alves e Vicentinho. Na calda, o Guarda Municipá apusentado Celso Macário que vem com a molesta pra cima dos seus concorrentes. “O caba num brinque não, que eu vou dá nó em pingo d’água!”, diche Celso, que nas ruas, enquanto vende picolé com os mais variados sabores anuncia sua pré-candidatura.

*************************

NEGÃO X PALMEIRA – A Justiça Eleitoral ainda não divulgou as tabelas de distribuição de tempo para o horário eleitoral gratuito em Afogados da Ingazeira, para os cargos de prefeito, mas de acordo com os partidos com vigência no município, o pré-candidato Alessandro Palmeira (PSB)] é o candidato com mais tempo, seguido de Zé Negão (PODEMOS) e Capitão Sidney (PSC). A chamada Frente Popular contará em sua coligação com o Avante, MDB, Patriota, PDT, PL, PSB, PSD, Psol, PT e ainda quem sabe o PV. Dos partidos vigentes, o vereador José Edson Ferreira, Zé Negão ficaria com o PODEMOS e PTB. Se conseguir o REPUBLICANOS, DEM, PSDB, PRTB, PROS, PHS e PSL, o Negão pode até suplantar o tempo de guia de Palmeira.

*************************

ISRAEL E ZECA? – Corre a boca miúda na terra do Cardeal, que o Delegado Israel Rubis (PP) teria sido sondado para uma possível vice do ex-prefeito de Arcoverde, Zeca Cavalcante (PTB). A iniciativa teria sido uma articulação através do Partido Progressista (PP), ao qual Rubis é filiado. Aliados e interlocutores do Delegado já dão como certa uma provável composição, mas para que isso viesse a acontecer Zeca teria que desatar um grande nó, porque a chapa já foi anunciada com Eduíno Filho na vice. Resta saber se de fato a informação procede…

*************************

SE PASSANDO ... Em Tabira a chapa governista vem empurrando com a barriga o anúncio da vice do pré-candidato a prefeito Flávio Marques (PT). A data seria no dia 13 de julho e já estamos quase no finalzinho do mês. Zé de Bira e Aldo Santana são os dois nomes apresentados pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). O deputado federal Carlos Véras (PT) ficou de encomendar uma pesquisa para definir a composição da chapa, isso porque o acorde seria a cabeça de chapa com o PT com a vice sendo indicada pelo PSB. A demora talvez tenha gerado insatisfação. A verdade é que ambos não deveriam se passar com um moído desse. Ou estão aguardando um outro nome para formar tal chapa, talvez a posição de outra liderança política na terra das tradições, ou estão matando no cansaço os dois postulantes…

*************************

CUM OS PÉS LÁ E CÁ – Vigente no município de Afogados da Ingazeira a Comissão Provisória do Partido Liberal – PL, consta o nome do vereador Augusto Martins como atual presidente da legenda. Já no Sistema de Filiação Partidária, o nome do parlamentar se encontra na lista dos filiados do Partido Social Democrático (PSD), cujo controle é do vereador e presidente da Câmara Igor Mariano. Correligionários próximos de Martins continuam na Composição do Partido Liberal, como é o caso de Charles Maia, Jorge Pires  e José Arlindo.

*************************

ALÔ COMPESA!!!!! – A Compesa até que fez uma bela ação ao instalar lavatórios públicos em algumas cidades do interior de Pernambuco para diminuir a transmissão do novo coronavírus. Estes foram distribuídos em loterias, bancos e feiras livres. O problema é que na cidade de Afogados da Ingazeira, no Pajeú, esses lavatórios não estão sendo abastecidos, deixando estes apenas como materiais decorativos. A reclamação por parte da população é intensa.

*************************

DELEGADO QUER RESPOSTA – O prefeito de Lajedo, Rossine Blesmany (PSD), quer um esclarecimento sobre o assassinato de Lourinaldo Sobral , pré-candidato à Câmara Municipal, ocorrido no final de semana. Ele enviou ofícios ao delegado da cidade e ao Secretário de Defesa do Estado. Delegado licenciado, o prefeito Rossine, diz que estamos num ano eleitoral e é preciso dar uma resposta rápida à sociedade para evitar explorações políticas do fato.

*************************

QUASE METADE – Pesquisa Fórum realizada pela Fórum revela que a aprovação do governo Bolsonaro é muito maior do que a soma de sua avaliação ótima e boa. Quando indagado se aprova ou desaprova o governo, uma parte considerável dos que o avaliam como regular se desloca para o aprova. São 49,1% que aprovam contra 50,9% que desaprovam.

*************************

DESAPROVAÇÃO NO NORDESTE  – A região Nordeste é a de maior índice de desaprovação ao governo do presidente Bolsonaro, 60,5%, contra 39,5% que aprova seu governo. O Sudeste é a região com segundo maior índice de desaprovação, 53%, contra 47% de aprovação. Nas outras regiões a maioria da população mais aprova do que desaprova Bolsonaro. No Sul, 57% aprovam, no Centro-Oeste, 57,5% e no Norte esse índice bate em 67,8%.

*************************

HOSPITAIS PRIVADOS – Pacientes com Covid-19 internados em hospitais privados têm taxa de cura 50% maior do que aqueles de instituições públicas. Em média, 51% dos hospitalizados em unidades privadas sobrevivem, índice que cai para 34% nos hospitais públicos. Os índices de cura nas unidades públicas são menores em estados do Norte e Nordeste. A média é 45% em Pernambuco e 53% no Pará, ante 60% em São Paulo e 79% no Rio Grande do Sul.

—–Coluna da Folha PE—-

WhatsApp – Em parecer, o Ministério Público Eleitoral defendeu que o encaminhamento de mensagens pela internet ou via aplicativos, como WhatsApp, com potencial de “viralização” e com “conteúdo depreciativo a candidatos”, seja considerado “propaganda irregular passível de aplicação de multa” para quem apenas replica ou compartilha a mensagem. A questão ainda será julgada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Urnas – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) encerrou a licitação para novas urnas eletrônicas. A Justiça Eleitoral vai gastar 800 milhões de reais para adquirir 180 mil unidades. As novas urnas devem ser utilizadas apenas nas eleições de 2022. Com o investimento, o TSE sinaliza que não está dando atenção aos boatos sobre fraudes nas urnas eletrônicas.

Volta – Prestes a concluir seu segundo mandato como prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB) prepara sua volta à Assembleia Legislativa de Pernambuco em 2022. Antes disso, tentará emplacar Silvino Duarte como seu sucessor em novembro.

Arcoverde – A prefeita Madalena Britto está animada com o desempenho do empresário Wellington Maciel nesta fase de pré-campanha. Ele foi anunciado recentemente como seu candidato em novembro e seu nome está sendo bem recebido pela população de Arcoverde.

Inocente quer saber – Túlio Gadêlha anunciará que vai disputar a prefeitura do Recife pelo PDT?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *