Dr. Robson Stênio

Miss Dourada

Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Dr. Fred Barros
Odonto Center
Sertão Online
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Informatic Center
Eduardo da Fonte
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

~~~Giro pelos Blog’S—–( Segunda Feira. .19/10/2020 )~~~

Afogados / Casa de Saúde comemora 40 anos

Casa de Saúde Evóide Moura comemora seus 40 anos nessa segunda-feira (19).  Na celebração, a dra. Márcia Moura receberá colaboradores e parceiros para um brinde especial, no próprio espaço físico do Centro Hospitalar Dr. José Evóide de Moura- CDJEM.

—Coluna do FinFa—

Agenda corrida – A Chapa da Frente Popular de Itapetim-PE, que tem Adelmo Moura candidato a reeleição e Chico de Laura, vice-prefeito, intensificaram suas agendas neste último final de semana. Na sexta-feira (16) participaram da Blitz Juventude 40 no Distrito de São Vicente, no sábado (17), houve uma reunião na comunidade de Lagoa da Jurema, na zona rural do município, onde foi bastante prestigiada.

Lado certo – A multidão que acompanhou a chapa Luciano Torres e Djalma do Minadouro no último sábado (17), na caminhada da saída da Academia das Cidades até o palanque em frente ao Comitê, foi uma coisa jamais vista na cidade da Ingazeira. Todos os 12 candidatos a vereador da Frente Popular marcaram presença e usaram da palavra, o candidato Chico Bandeira, que foi candidato a vice-prefeito pela oposição em 2016, quando usou da palavra, levantou a multidão, afirmando que agora ao lado de Luciano Torres, está do lado certo.

Perturbação – Moradores da Avenida Rio Branco em Afogados da Ingazeira, procuram este blogueiro para denunciar que na noite do último sábado (17), não conseguiram dormir em virtude de alguns jovens realizarem bebedeiras e som alto em plena via. “Aonde se encontra a Polícia? eles ligam o som alto e a conversa em tom alto, foi até o amanhecer deste domingo (18), realmente eu sabia que tinha umas viaturas que passavam a noite circulando para ruas de Afogados, agora aqui na Rio Branco e na Pracinha do Anel Viário, não porque eles fazem o que quer e o que bem achar necessário, e nenhuma autoridade toma as providências”, disse uma moradora da Rio Branco em contato com este blogueiro.

.

Você sabia – Que o vice-prefeito de Iguaracy o médico Pedro Alves (foto), está sendo chamado pela população de Iguaracy-PE, de ‘Plano de Saúde dos Pobres’, porque atende todos os que lhe procuram e mesmo depois de um dia exaustico de trabalho ainda faz questão de participar ao lado do prefeito Zeinha Torres, dos eventos da campanha.

Frase – “Ele falando essas coisas (propostas) deixa a gente tranquila. Espero que ele consiga colocar tudo em prática. Se depender de mim e da minha família, em janeiro ele estará na Prefeitura”. (Dona Lucicleide Ferreira, moradora de San Martin, sobre as propostas do candidato a prefeito do Recife, João Campos)

Agenda – O candidato à reeleição pelo MDB, Miguel Coelho, terá oito agendas nesta segunda (19). Os compromissos iniciam pela manhã em visitas ao Bebedouro e projeto Maria Tereza. À tarde, Miguel cumpre agenda na Feira do José e Maria e promove uma carreata no bairro Pedra Linda. O candidato encerra a noite com encontros com profissionais da educação, lideranças evangélicas e uma reunião com apoiadores.

Pesquisa – Deverá ser divulgada nesta segunda-feira mais uma pesquisa Real Time Big Data para prefeito do Recife.

Disse –

 “Quem conhece Luciano Duque sabe de seu senso de justiça e de sua cordialidade e respeito com todos. O prefeito foi claro ao dizer que discorda de ter sido impedido de ir ao encontro de sua candidata. Vamos viver a democracia que tanto prezamos e sigamos em paz. Luciano Duque cumpre as regras, as leis, respeita o próximo, e o respeito por isto”, afirmou o deputado, que reforçou: “seu grupo é meu grupo. Conte comigo”.(Deputado Federal,Fenando Monteiro, avaliando a polêmica do Prefeito Luciano Duque, com a Polícia Militar)

 

Perguntar não ofende –

Após as eleições haverá mudanças nos cargos do Governo do Estado no Pajeú?

Sem Clássico das Multidões

Palco de históricas e acirradas disputas eleitorais, envolvendo três grupos com balaios cheios de votos – Zé Queiroz (PDT), Tony Gel (MDB) e João Lyra (PSDB) – Caruaru vive, pela primeira vez nos últimos 50 anos, uma campanha apática, sem graça, sem apostas, sem emoção. Dos três donatários das capitanias eleitorais, com terrenos demarcados pelas cores vermelha, azul e amarela, apenas um está na arena para a guerra: o dos Lyra, apostando na reeleição da prefeita Raquel, herdeira política do cacique do seu grupo, o pai João, que governou a cidade e o Estado.

Diante de cenário com tamanha surpresa, achei bem apropriada para o contexto uma frase do jornalista César Lucena, da Rádio Cultura: “Sem Zé e Tony na campanha em Caruaru é como se a gente vivenciasse um Campeonato Pernambucano de futebol sem Santa Cruz e Sport, só com o Náutico. Não tem graça”, disse ele. Fiquei a matutar. Lucena é cobra criada no jornalismo. Tanto entende de política quanto de futebol. Já cobriu três Copas do Mundo.

Remanescente da vizinha Riacho das Almas, professor de carreira, na tribuna da Cultura Lucena dá, todos os dias, seus pitacos, empareda vendedores de ilusão com conhecimento de causa da cultura política da terra do mestre Vitalino. Ex-prefeitos testados nas urnas e aprovados pela população, Zé e Tony foram protagonistas de grandes embates eleitorais, em campos opostos, um enfrentando o outro, em campanhas que o sangue jorrava pelas canelas.

Hoje, nenhum está no ringue. Teoricamente, o destino os uniu, pela primeira vez, no palanque do socialista Marcelo Gomes, porque a pandemia do coronavírus atrapalhou os planos de Zé entrar na disputa e uma enfermidade, por sua vez, levou Tony a penduras as chuteiras, pelo menos nas eleições deste ano. Resultado: Caruaru ficou, na política, sem o seu Clássico das Multidões, legenda dada ao duelo dos gigantes do futebol, Santa X Sport, que leva a galera ao delírio.

Candidata à reeleição, Raquel havia montado uma estratégia com o cenário de Zé ou Tony como adversário. No apagar do prazo de registro das chapas, nem um nem outro se armou para a guerra. A tucana refez os planos. Sentindo-se ampla favorita, não vai a debates com Marcelo (PSB), Raffiê Dellon (PSD), Erick Lessa, o delegado (PP), e o petista Marcelo Rodrigues. Nem tampouco participa de entrevistas, algo inédito no mapa nacional de eleição.

Ela pode até estar cumprindo à risca o figurino dos seus marqueteiros, mas diferente do peru, que morre de véspera para ser devorado no Natal, eleição se resolve no dia, é uma caixinha de surpresas. À propósito, no Blog Cenário, o jornalista Américo Rodrigo adverte a prefeita para um exemplo que vem de dentro da sua casa: em 2004, João Lyra, o pai dela, perdeu a eleição aos 45 minutos do segundo tempo, já quase na prorrogação, para Tony Gel, porque esqueceu de fazer campanha, achando que estava eleito.

Vale repetir Agamenon Magalhães: a ilusão da política é pior do que a do amor.

Quem sobe, quem desce – As últimas pesquisas eleitorais mostram que três capitais podem decidir seus prefeitos já em 1º turno, segundo levantamento do site Poder360, do jornalista Fernando Rodrigues. É esse o número de capitais onde as intenções de voto no primeiro colocado superam a de todos os outros candidatos. Em outras quatro, o cenário está indefinido. Há candidatos liderando com larga vantagem, mas não superam todos os outros acima da margem de erro dos levantamentos. O DEM pode conquistar dois desses sete municípios já em 15 de novembro: Curitiba e Florianópolis. O segundo turno poderá ser necessário em 19 capitais.

Sudeste embaralhado – São Paulo, a maior e mais rica cidade do País, está com a corrida eleitoral indefinida. Hoje, Celso Russomanno (Republicanos) e Bruno Covas (PSDB) iriam ao segundo turno. Também no Sudeste observa-se a maior discrepância entre um candidato e outro. Em Belo Horizonte, o prefeito Alexandre Kalil (PSD), candidato à reeleição, tem 59% das intenções de voto, segundo o Ibope. Numericamente em seguida aparece João Vitor Xavier (Cidadania), com 7%. Está empatado em 2º lugar, considerando a margem de erro, com outros oito candidatos. No Rio, quem lidera é o ex-prefeito Eduardo Paes, mas ainda num cenário de segundo turno enfrentando o prefeito Crivella.

No Nordeste – As disputas estão emboladas em todas as capitais do Nordeste. Em Salvador, Bruno Reis (DEM), candidato de ACM Neto, é favorito, tem hoje 42%, mas não leva ainda no primeiro turno. O segundo colocado é o Pastor Sargento Isidório, do Avante, com 10%. Em Fortaleza, o Capitão Wagner, do Pros, lidera com 35%, e em segundo aparece a petista Luizianne Lins, com 15%. Em Maceió, e briga promete entre JHC, do PSB, e Alfredo Gaspar, do MDB, este apoiado pelo prefeito. Estão empatados, 26% a 25%, respectivamente. Já em São Luís, o candidato do governador Flávio Dino, Rubens Júnior, do PCdoB, é o último, com apenas 4%. Quem lidera é Eduardo Braide, do Podemos, com 42%, seguido de Duarte Júnior, do Republicanos, com 15%. Neto Evangelista, do DEM, tem 11%.

Demais estados – Ainda adentrando o território nordestino, em João Pessoa o duelo se trava entre o ex-prefeito Cícero Lucena, do PP, que tem 18%, Nilvan Ferreira, do MDB, que aparece em seguida com 15% e o ex-governador Ricardo Coutinho, do PSB, com 12%. Bem próximo a ele, Walber Virgolino, do Patriota, com 10%. Já em Aracaju, o prefeito Edvaldo Nogueira, do PDT, tem hoje 32% e deve ir ao segundo turno com a delegada Danielle, do Cidadania, que desponta com 21%. Os demais candidatos somam 23%. Em Natal, quem lidera é o tucano Álvaro Dias, com 36%, e em segundo aparece Kelps Lima, do Solidariedade, com 10%. Em Teresina, por fim, quem lidera é o candidato do MDB, Doutor Pessoa, com 34%, seguido pelo tucano Kleber Montezuma, com 18% e Fábio Abreu, do PL, tem 16%.

CURTAS

NO SUL – No Sul do País, há também cenários atualizados da disputa municipal. Em Curitiba, o prefeito Rafael Greca, do DEM, está bem próximo de ser reeleito no primeiro turno. Tem 47% das intenções de voto e os demais candidatos 27%. Em Florianópolis, quem lidera é Gean Loureiro, do DEM, com 44%, seguido por Ângela Amin, do PP, com 15%. Em Porto Alegre, por fim, quem assumiu a liderança foi Manuela D’Ávila, do PCdoB, com 24%, seguida por José Fortunati, do PTB, com 14% e Sebastião Melo, do MDB, com 11%. Na briga ainda Nelson Marchezan Júnior, do PSDB, com 9%.

LIVE DE HOJE – Autor do livro “Casaca e chuteiras”, que trata da trajetória do Rei Pelé, o jornalista mineiro Silvestre Gorgulho, com quem trabalhei no Jornal de Brasília, é o convidado da live deste blog, hoje, às 19 horas, pelo Instagram. Trata-se de resultado de uma pesquisa ao longo dos últimos dez anos com o alho e faro apurados do grande e talentoso repórter que é o Gorgulho.

Perguntar não ofende: A quem a Federal dará bom dia ao longo da semana que começa hoje?

—Coluna da Folha / Edmar Lyra /—

Fator Bolsonaro sumiu da eleição recifense 

A disputa para prefeito do Recife começou sob forte expectativa de que o presidente Jair Bolsonaro poderia ter um papel importante no processo eleitoral deste ano. Tal premissa se baseava no fundamento em que na disputa de 2018 o presidente da República foi o mais votado no primeiro turno na capital pernambucana.

Porém, nunca é demais lembrar que cada eleição tem sua história e eleição de presidente é completamente diferente de eleição de prefeito. Para completar a situação, tivemos uma fragmentação na oposição que dificultou a identificação do eleitorado que votou em Jair Bolsonaro com um nome de direita, haja vista que nenhum deles teve efetivamente a benção do presidente para a disputa.

Outro fator importante é que Recife é uma cidade historicamente de esquerda, que desde 1985 elegeu apenas duas vezes prefeitos de direita, Joaquim Francisco em 1988 e Roberto Magalhães em 1996, este último com o apoio irrestrito de Jarbas Vasconcelos, uma das principais lideranças de esquerda da época. Portanto, isso acaba evidenciando a dificuldade de candidatos com origem na direita de apontarem algum tipo de competitividade na disputa pelo comando da capital pernambucana.

A esperança de que o presidente Jair Bolsonaro poderia ajudar a mudar essa história começa a se esvair a medida que se aproxima o pleito do próximo dia 15 de novembro, com um significativo favoritismo do projeto liderado pelo deputado federal João Campos, do PSB.

Inversão – Está chamando atenção o fato de Priscila Krause ter aparecido igual ou até mais que o candidato a prefeito Mendonça Filho no guia eleitoral. A estratégia pode ter um efeito difuso na cabeça do eleitor, que começa a achar que a candidata é Priscila e não Mendonça. Isso pode ter como desdobramento a queda do candidato em pesquisas eleitorais, uma vez que Priscila não aparece na lista dos candidatos nos institutos.

Justificativa – Defensores da candidatura de Mendonça Filho alegam que a estratégia visa suavizar a chapa e fazer com que o eleitor que simpatiza com a deputada Priscila Krause vote no candidato do partido.

Ricardo Teobaldo – Presidente estadual do Podemos, o deputado federal Ricardo Teobaldo deverá sair das urnas muito maior do que entrou em 2020. O Podemos deverá ter um aumento significativo de prefeitos, enquanto o próprio deputado terá aumento das suas bases espalhadas por todo o estado.

Daniel Coelho – Fora da disputa pela prefeitura do Recife, Daniel Coelho divide sua agenda entre os atos de campanha da Delegada Patrícia e de seus candidatos a prefeito e vereador em diversas cidades do interior de Pernambuco. O parlamentar busca ampliar suas bases para tentar seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados em 2022.

Coincidências – Candidato a prefeito do Recife pelo PSB, João Campos completará 27 anos em novembro. Ele terá a mesma idade que seu pai, Eduardo Campos, quando disputou seu primeiro mandato majoritário, que também foi a prefeitura do Recife em 1992.

Inocente quer saber – João Campos poderá vencer a disputa já no próximo dia 15?

Desembargador Cláudio Nogueira adere à campanha de Zé Negão

O desembargador afogadense e presidente da 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Cláudio Nogueira, aderiu à campanha do candidato a prefeito de Afogados da Ingazeira, Zé Negão.

Zé Negão comemorou a chegada do Desembargador ao seu palanque. “Dr. Cláudio Nogueira é muito bem-vindo ao nosso grupo, será um grande reforço para a nossa campanha, que é uma campanha diferente, uma campanha feita pelo povo. Não temos grande estrutura e nem poder aquisitivo, mas tempos o que mais importa, que é a força de Deus e do povo”, comemorou.

“A nossa campanha vem crescendo e o povo vem mudando de lado a cada dia que passa, declarando apoio ao nosso projeto. O povo de Afogados é inteligente e já percebeu que é preciso mudar, que a cidade não aguenta mais o mesmo grupo que está no poder há tantos anos e mesmo assim não consegue resolver os problemas do município”, completou Zé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *