Dr. Robson Stênio

Miss Dourada

Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Dr. Fred Barros
Odonto Center
Sertão Online
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Informatic Center
Eduardo da Fonte
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

~~~Giro pelos —( Quarta-feira 18/11/2020)~~~

Coluna do FinFa

Pesquisa – Nesta quarta-feira (18), será divugado a primeira pesquisa Ibope/JC/Rede Globo, para o segundo turno das eleições de prefeito do Recife. A pesquis está registrada no Tribunal Regional Eleitoral com o número PE 06514/20.

Nas ruas – Acompanhada do vice-prefeito Márcio Oliveira, a prefeita eleita Márcia Conrado (PT) retornou ao centro comercial de Serra Talhada, na manhã desta terça-feira (17). Na oportunidade, ela agradeceu aos empresários, comerciantes, comerciários e ao povo em geral pela confiança em seu nome para governar a cidade a partir de janeiro de 2021.

Disse – “Recifenses, as coisas estão ficando claras. A incoerência do Podemos, partido da Patrícia Domingos, acabou de dar apoio a Marília Arraes. Dar apoio a Marília Arraes é dar apoio ao PT, a Lula. Nós já dizíamos isso. O projeto do Podemos é apoiar Luciano Huck e Moro, nada tem a ver com o presidente Bolsonaro”. (Coronel Alberto Feitosa)

Você sabia – O Presidente Estadual Ricardo Teobaldo, declarou que vai apoiar a candidatura de Marília Arraes para prefeito do Recife, enquanto a Delegada Patrícia, declarou que não apoia Marília.

Eleitos – O Sertão do Pajeú tem 17 municípios, veja a relação dos prefeitos eleitos no último domingo (15): Zeinha Torres (Iguaracy), Luciano Torres (Ingazeira), Sávio Torres (Tuparetama) sob judice, Evandro Valadares (São José do Egito), Adelmo Moura (Itapetim), Gilson Bento (Brejinho), Delson Lustosa (Santa Terezinha), Nicinha (Tabira), Djalma Alves (Solidão), Sandrinho Palmeira (Afogados da Ingazeira), Anchieta Patriota (Carnaíba), Zé Pretinho (Quixaba),Marconi Santana (Flores), Dr.Luciano Bonfim (Triunfo), Irlando Parabólicas (Santa Cruz da Baixa Verde), Joelson (Calumbi) e Márcia Corando (Serra Talhada).

Mensagem – O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, postou na sua rede social, sua mensagem de Pesar, pelamorte da mão do ex-prefeito Carlos Evandro.

Positivado – Em contato agora a pouco com este blogueiro, o prefeito reeleito de Itapetim-PE, Adelmo Moura (foto), confirmou que contraiu a Covid-19. Adelmo encontra-se em isolamento na sua residência com sintomas leves.

Frase – “É hora de desarmar os palanques e buscar o entendimento em nome do progresso de Tabira”.(Vice-prefeito eleito de Tabira-PE, Marcos Crente)

Saíram antes do resultado – Este blogueiro foi informado, que antes do fechamento das urnas no último domingo (15), em São José do Egito, o candidato a vice-prefeito Antônio Andrade (Antônio do Milhão) e o atual vereador Albérico Tiago, pegaram a estrada e saíram do município. Segundo a fonte, o interessante foi que o o vereador Albérico Tiago não esperou comemorar sua vitória na sua terra, preferindo se ausentar da cidade. Albérico estava mais preocupado com a vitória de Romério Guimarães ou com a sua?

Posicionou-se – O deputado estadual Waldemar Borges (PSB), emitiu uma nota à imprensa se posicionando  sobre o apoio do  ex-senador Armando Monteiro á Marília Arraes. “Vale lembrar que a única vitória majoritária de Armando Monteiro Neto foi garantida durante sua passagem pela Frente Popular, quando o saudoso ex-governador Eduardo Campos ajudou a elegê-lo senador, nas eleições de 2010. Essa gratidão, infelizmente, Armando teima em não demonstrar”, disse o deputado socialista na nota.

Perguntar não ofende – Quantos candidatos irão ter para Presidente da Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira?

Coluna da Folha / Edmar Lyra

O caminho do centro para o segundo turno 

As urnas do último domingo enviaram ao segundo turno dois candidatos de centro esquerda, de uma mesma família e muito jovens. Foram 57,12% dos votos válidos dados pelos recifenses a João Campos e a Marília Arraes.

Os quase 43% dos votos válidos do primeiro turno, emitiram um sinal, ao escolher Mendonça Filho, Patrícia Domingos, Carlos Andrade Lima, Coronel Feitosa e Charbel Maroun, de que não simpatizavam com PT nem PSB, mas que certamente terão que fazer uma espécie de “escolha de Sofia”, entre se abster do voto ou no que considerar menos ruim para os próximos quatro anos.

Marília Arraes leva desvantagem neste sentido, porque não terá condições de renegar Lula e muito menos o PT, pois eles foram fundamentais para sua presença na segunda etapa.

João Campos já é considerado por parte do eleitorado de centro direita um mal menor do que a alternativa do PT, que pode representar a volta de um partido que comandou o Brasil com Dilma Rousseff e levou o país ao caos político e administrativo. No Recife também não foi muito diferente, estando ainda na memória do eleitor a gestão malsucedida de João da Costa, também do partido de Marília.

Portanto, apesar de ser uma parada duríssima para o PSB este segundo turno, como seria contra qualquer adversário, o caminho do centro poderá ser a alternativa que João Campos terá para sagrar-se vitorioso no próximo dia 29.

Prévia – Em 2016, o Recife teve uma prévia de disputa entre PT e PSB, quando no primeiro turno 27% dos votos válidos foram para os demais candidatos. Na segunda etapa, Geraldo Julio conquistou 12% a mais e chegou a 61,30%, enquanto João Paulo saltou 15% e ficou com 38,70%.

Sem desconstrução – Diferentemente de João Campos, Marília Arraes praticamente passou incólume de críticas no primeiro turno. Os ataques dos demais candidatos foram entre si e com maior intensidade a João, na segunda etapa, o PSB tem todas as condições de agora fazer o processo de desconstrução do PT, que não era possível na primeira etapa.

Simulação – A simulação de segundo turno entre João Campos e Marília Arraes divulgada pelo Ipespe no último sábado trouxe João Campos com 43% das intenções de voto contra 39% de Marília Arraes. Em votos válidos, João teria 52%, Marília 48%. A expectativa agora é de como seriam os números com a segunda etapa definida.

Paulista – Única cidade a ter segundo turno além do Recife, Paulista terá uma boa disputa entre Yves Ribeiro (MDB) e Francisco Padilha (PSB). Ambos possuem dois grupos políticos robustos e terão o desafio de conquistar o eleitorado que não votou nos dois na primeira etapa.

Inocente quer saber – Armando Monteiro, Alvaro Porto e Ricardo Teobaldo têm votos no Recife para reforçar a candidatura de Marília Arraes?

 

Semancol de João em falta

Após o tombo do primeiro turno, no qual por pouco não foi deixado para trás pela candidata do PT, Marília Arraes, João Campos (PSB) deu declarações usando a estratégia de jogar a corrupção no colo da adversária por ser do Partido dos Trabalhadores, legenda que se confunde com o que há de mais sujo no País, graças ao desfecho da operação Lava Jato, que levou o ex-presidente Lula a ver o sol nascer quadrado.

João esqueceu o semancol em casa. Majoritariamente, o PT está alojado no Governo que ele serve, no Estado e na Prefeitura do Recife. A turma do senador Humberto Costa, que sabotou a candidatura de Marília no primeiro turno, tem uma aliança histórica com o PSB. Principal porta-voz de Humberto, Dílson Peixoto é secretário de Agricultura do Governo Paulo Câmara e o partido ocupa mais de 200 cargos no Estado e na Prefeitura.

Foi ao PT que o PSB recorreu em 2018 para, numa aliança “pragmática”, se manter no poder, derrotando Armando Monteiro (PTB). João não pode jogar pedras no PT dele e dos seus aliados governistas, porque o seu PSB também se confunde com roubalheira. Lá atrás, o Governo do seu pai, Eduardo Campos, foi objeto de operações da Polícia Federal. Em âmbito municipal, recentemente Geraldo Júlio assistiu a mesma PF subir as escadas da Prefeitura por seis vezes.

João deveria, portanto, ser melhor orientado, porque se sua propaganda eleitoral no rádio e na TV, que começa amanhã, se der na direção de carimbar Marília como patrona da corrupção do PT, o efeito será ao contrário. Dizem que a corrupção é um crime sem rosto, mas se João quiser, como parece dar sinais, dar um tiro no pé, o rosto já tem cor e cara: PSB.

Santo Agostinho dizia que com a corrupção morre o corpo, com a impiedade morre a alma. Em essência, a corrupção política é apenas uma consequência das escolhas do povo. No Recife, o povo vai novamente se manifestar em eleição de segundo turno no próximo dia 29. Esse mesmo povo, se tiver juízo, votará com o discernimento de que acabar com a corrupção é o objetivo supremo de quem ainda não chegou ao poder.

Mais corrupção – Antes mesmo de começar a propaganda eleitoral no rádio e na TV no Recife, o PSB, que disputa o segundo turno com João Campos sofreu um revés: O relatório oficial do Tribunal de Contas do Estado confirmou, ontem, segundo antecipei com exclusividade, as irregularidades na compra de 500 respiradores da microempresária veterinária Juvanete Barreto Freire, sem licitação, pelo valor total de R$ 11 milhões. É o caso dos respiradores testados em porcos que a gestão de Geraldo Júlio queria que fossem usados pela população recifense na covid-19.

Prisão temporária – A compra foi objeto de três fases da Operação Apneia, da Polícia Federal, com buscas e apreensões na casa de secretários e assessores do prefeito Geraldo Júlio (PSB). O secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, teve pedido de prisão temporária na segunda fase da Operação, mas a Justiça Federal negou a prisão. O celular de Jailson Correia revelou conversas constrangedoras sobre os respiradores com João Guilherme Ferraz, assessor e homem de confiança de Geraldo Júlio.

Homem forte – O relatório do TCE responsabilizou, além do secretário Jailson Correia, também o assessor Felipe Soares Bitencourt, apontado nos bastidores como homem-forte de Geraldo Júlio nas compras da saúde. Felipe Soares Bitencourt está afastado das funções na PCR, por ordem da Vara Criminal da Justiça Federal, após ser alvo de outra operação da Polícia Federal. Segundo o relatório, a microempresa dos 500 respiradores tinha capital social de apenas 50 mil e tinha sido aberta poucos meses antes. Apesar disso, a gestão de Geraldo Júlio assinou com a microempresária um contrato de R$ 11 milhões sem licitação para a compra de respiradores da covid-19 no auge da pandemia.

Risco assumido – Os auditores apontam que a gestão de Geraldo Júlio “assumiu o risco” das irregularidades ao contratar a microempresária veterinária por R$ 11 milhões sem licitação. “A Secretaria de Saúde assumiu o risco de contratar fornecedor sem capacidade operacional para executar o objeto dos contratos, o que se reforçou com a posterior rescisão contratual”, apontam os auditores.

CURTAS

MAIS VOTADO – Em Jaboatão, o vereador mais votado, com 3.796 votos, é aliado do prefeito Anderson Ferreira: o ex-secretário de Turismo, Marlus Costa (PL). Sua grande arma foi serviço prestado: ajudou a tirar, literalmente, o povo da lama em mais de 30 ruas, contemplando cerca de duas mil pessoas. Antes de entrar na vida pública, Marlus foi blogueiro e no exercício parlamentar também ocupou a função de líder do Governo Anderson na Câmara.

TRÊS DEBATES – A Band Recife não vai fazer o debate de amanhã com os candidatos a prefeito em segundo turno, como está confirmado em São Paulo e no Rio. O primeiro confronto entre João Campos e Marília Arraes se dará, na verdade, na próxima sexta-feira, às 18 horas, na TV-Clube, afiliada da Record. A previsão de duração é de 1h45, com mediação de Isly Viana, a mesma jornalista que deu uma saia justa na delegada Patrícia Domingos. Na terça-feira da próxima semana tem o debate na TV-Jornal e na quinta-feira, encerrando, o da TV-Globo.

Perguntar não ofende: João Campos vai exibir seus padrinhos Paulo Câmara e Geraldo Júlio na propaganda eleitoral?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *