Dr. Robson Stênio

Miss Dourada

Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Dr. Fred Barros
Odonto Center
Sertão Online
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Informatic Center
Eduardo da Fonte
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

~~Giro pelos Blog’S –( Sexta-feira 20/11/2020)~~

Tendência de viés irreversível

Mais uma pesquisa, desta feita do Datafolha, divulgada ontem, aponta o favoritismo da candidata do PT à prefeita do Recife, Marília Arraes. Pelos votos válidos, já colocou dez pontos na frente do candidato do PSB, João Campos, faltando apenas 10 dias para as eleições, marcadas para o domingo 29. Tendência é a expressa manifestação da vontade do eleitor e, quando isso ocorre, dificilmente se reverte.

Uma notícia ruim para o socialista, que tem o apoio, mas esconde, de Geraldo Júlio, o pior prefeito do País, é que o índice de indecisos é muito baixo, em torno de apenas 3%. Na prática, não tem manancial para suprir a diferença, a não ser que tenha a capacidade de convencer os que dizem que vão anular o voto ou votar em branco, percentual de 21%, aproximadamente.

Quem anula ou vota em branco, entretanto, se revela extremamente desapontado com a gestão da sua cidade ou com os políticos em geral, universo de eleitores quase impossível de mudar de opinião. O que muda é o que está indeciso, taxa bastante pequena, de 3%, mas a diferença que separa Marília de João é de 10 pontos.

O candidato do PSB vem tendo notícias desfavoráveis há três dias seguidos. Hoje, tem nova pesquisa, do Big Data, provavelmente apontando a mesma tendência do Ibope e Datafolha. No primeiro debate de ontem, João de Geraldo levou uma surra de Marília. Na verdade, em nenhum momento conseguiu emitir um só conceito sobre a cidade capaz de convencer quem reservou uma hora e 30 minutos do seu tempo para acompanhar o duelo na rádio Jornal.

Em tempo de eleições, cada eleitor deveria usar uma “lanterna de Diógenes” para escolher seus governantes. Não sabe João, ou sabe e faz de conta que não, que o povo está tendendo, majoritariamente, para Marília pelo conjunto da obra do PSB, nocivo à população do Recife, um oceano de decepção. Ninguém quer entregar o comando de uma cidade do porte do Recife a quem representa esse conjunto que deu à cidade o terrível carimbo de campeã em desigualdade social.

Eleitor de Mendonça – De acordo com o Datafolha, para 39% dos eleitores, o candidato derrotado Mendonça Filho (DEM) deveria apoiar Marília Arraes no segundo turno, e 34% acreditam que ele deveria oferecer apoio a João Campos. Entre aqueles que votaram no candidato do DEM, 29% gostariam de vê-lo apoiando a candidata do PT, e 27% o candidato do PSB. Para 37% dos eleitores de Mendonça, no entanto, ele deveria apoiar nenhum deles, e 8% não responderam. De forma geral, 35% dos eleitores recifenses acredita que Mendonça Filho irá apoiar Campos no segundo turno. Para 30%, ele irá oferecer apoio a Marília Arraes, e 25% avaliam que ele não irá apoiar nenhum dos dois candidatos, com 11% sem opinião a respeito.

Delegada – Uma parcela de 37% do eleitorado acredita que a delegada Patrícia (Podemos) deveria apoiar a candidata do PT neste segundo turno, e para 34%, ela deveria apoiar João Campos. Entre aqueles que votaram em Patrícia Domingos, 49% preferem que ela não apoie nenhum dos candidatos; 23% acham que ela deveria apoiar Marília Arraes, e uma parcela igual (22%) avalia que seu apoio deveria ir para Campos. Perguntados sobre quem a delegada irá apoiar, 34% apontaram que ela deverá dar seu apoio a Campos, e 31%, que deverá apoiar Marília. Há 24% que apontam que a candidata do Podemos não irá apoiar ninguém neste segundo turno, e 11% não opinaram.

Decisão – Ainda segundo a pesquisa do Datafolha, 57% dos eleitores decidiram o voto para prefeito um mês da votação para primeiro turno, e os demais, cerca de 15 dias antes (13%), uma semana antes (9%), na véspera (4%) ou no dia da eleição (15%). Entre eleitores com escolaridade fundamental, 23% decidiram seu voto no último domingo, índice que cai para 14% entre quem tem escolaridade média, e para 7% no eleitorado com escolaridade superior. Na parcela de menor renda, 19% decidiram em quem votar no dia da eleição, ante 10% entre aqueles com renda familiar de dois a cinco salários, e 9% entre os mais ricos, com renda superior a cinco salários.

Eleitor decidido – De acordo com o Datafolha, 80% dos eleitores citam corretamente o número que irão digitar na urna, no segundo turno, com o conhecimento do número de Campos (86%) em patamar próximo ao registrado para o de Marília (80%). Ampla maioria (88%) também está totalmente decidida sobre seu voto, com eleitores convictos da candidata do PT (91%) e Campos (87%) em nível similar neste momento. Entre os que declaram votar em branco ou nulo, 86% também já estão totalmente decididos.

CURTAS

RECORDE – Em Itapetim, a terra dos poetas, no Sertão do Pajeú, Jordania Siqueira (PSB) conseguiu a façanha de ser reeleita com um percentual de quase 15%, com 1.349 votos, um dos maiores do País, num momento em que os políticos andam tão em baixa. Enfermeira, sua principal base eleitoral é o distrito de São Vicente. Mas foi mais votada na sede do município. Sua atuação é voltada para ações em favor da comunidade na área de saúde.

O DECANO – Já em São José do Egito, segundo o blog de Marcelo Patriota, o vereador José Ferreira Neto, do PP, conseguiu uma raridade na região: emplacar seu 10º mandato consecutivo aos 76 anos de idade. Nos anos 90, ele chegou a presidir a Câmara e sua base eleitoral mais forte está no distrito do Riacho do Meio, com cinco mil habitantes.

Perguntar não ofende: O Big Data vai confirmar, hoje, a tendência de vitória de Marília Arraes no Recife?

Pesquisas: o que dizem os profissionais da área?

A comparação entre as pesquisas de intenção de voto no Recife mostra que o Ibope divulgado ontem e o Datafolha de hoje estão de acordo naquilo que é mais importante para o eleitor: Marília Arraes lidera a disputa com João Campos. A tendência de crescimento dela, registrada já na reta final do primeiro turno, segue sem sobressaltos.

Mas um olhar atento para os números dos dois institutos de pesquisa revela resultados diferentes. Ibope deu 45% para Marília; Datafolha, 41%. João tem 39% no Ibope e 34% no Datafolha. Brancos e nulos foram 15% para o Ibope e 21% para o Datafolha. Os indecisos somam apenas 1% no Ibope; no Datafolha chegam a 3%.

Os números discrepantes resultam em mais diferenças quando se comparam apenas os votos válidos. Marília vence João por 6 pontos no Ibope: 53 a 47. A distância é maior no Datafolha: 55 a 45, ou seja, 10 pontos.

O que pode estar ocorrendo?

A metodologia de pesquisa dos dois institutos não é lá muito diferente de um pra outro e está consagrada por anos e anos de utilização, aqui e em outros Estados. Os resultados talvez sejam consequência da forma de perguntar dos entrevistadores. Se ele insistir na pergunta a quem respondeu que está indeciso, que vai anular o voto ou votar em branco, a resposta poderá ser outra. Se ficar satisfeito, anotará a resposta inicial e pronto.

Há outros fatores que justifiquem as diferenças entre os resultados de Ibope e Datafolha nas primeiras pesquisas sobre o segundo turno no Recife?

Com a palavra, os profissionais da área.

Coluna da Folha / Edmar Lyra

Mendonça se consolida para 2022 após primeiro turno 

No último domingo, Mendonça Filho obteve uma expressiva votação para prefeito do Recife na sua terceira tentativa ao comando do executivo da capital. Esta eleição foi de longe o seu melhor desempenho, tanto do ponto de vista político como eleitoral, quando amealhou 25,11% dos votos válidos, que em votos totais somaram 200.551 votos.

Não foi apenas o resultado eleitoral que justifica a consolidação de Mendonça após as urnas, diferentemente de disputas anteriores, o democrata pela primeira vez se posicionou claramente em relação ao que defende, soube fazer críticas aos seus adversários e recebeu uma avalanche de votos úteis na reta final, o que não aconteceu em 2008, por exemplo, quando tentou pela primeira vez a PCR.

Mas não foi somente no Recife que Mendonça obteve resultados importantes. Na disputa pelas prefeituras de Belo Jardim e Bezerros, ele conseguiu emplacar aliados como Gilvandro Estrela e Luciele Laurentino, respectivamente, dois prefeitos de cidades médias que estarão com sua candidatura caso tente voltar à Câmara dos Deputados em 2022.

Fazendo uma equação do desfecho da disputa municipal, Mendonça encerra 2020 com um saldo extremamente positivo, o que lhe dá condições de ser um importante ator da oposição em 2022 como dirigente partidário e liderança com inserção metropolitana e no agreste do estado.

Patrícia Domingos – Quarta colocada na disputa pela prefeitura do Recife com 112.296 votos, Patrícia Domingos deverá ser candidata a deputada em 2022 pelo Podemos. O caminho mais curto é a Alepe, mas não está descartada a opção da Câmara dos Deputados, onde teria que atingir mais de 100 mil votos para ter chances de ser eleita.

Wellington Maciel – Eleito prefeito de Arcoverde no último domingo, Wellington Maciel foi uma das apostas do MDB na disputa deste ano. Ele é um empresário bem-sucedido na cidade e contou com apoio irrestrito da prefeita Madalena Britto (PSB) para sagrar-se vitorioso.

Disparos – Após o primeiro turno, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o WhatsApp anunciaram, nesta quinta (19), o banimento de mais de mil contas por suspeita de disparos de mensagens em massa no aplicativo. “O disparo em massa de mensagens é uma prática proibida, passível de punição nas eleições”, informa a a secretária-geral da Presidência do TSE, Aline Osorio.

Limite – Segundo regulamentação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o limite de gastos para cada candidatura, no segundo turno do Recife, será de R$ 3.010.863,17. Em Paulista, cada um dos dois postulantes poderá gastar no máximo R$ 475.383,74 nesta segunda etapa da eleição.

Contas – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou as contas do PSTU em 2016. O partido terá de devolver R$ 100 mil aos cofres públicos. Segundo o sistema da Justiça Eleitoral, a legenda não elegeu nenhum prefeito ou vereador em 2020.

Inocente quer saber – Qual impacto terá a eleição do Recife para o futuro da política pernambucana?

Coluna do FinFa

Nill Júnior comemora conquistas na ASSERPE – – Apenas um ano e meio depois que assumiu a Associação das emissoras de Rádio e TV do Estado, o sertanejo Nill Júnior já provocou mudanças profundas na entidade.

Vale lembrar, com uma pandemia no meio. Ontem, a ASSERPE começou a funcionar num escritório mais moderno, no Edifício Empresarial Desembargador Pedro Martiniano Lins.

O novo local tem espaço para radiodifusores que necessitem de ponto de apoio, local para reuniões corporativas e agenda com clientes.

O ciclo de Nill na entidade já tem conquistas como a articulação do projeto que criou o Dia Estadual do Rádio, as campanhas de valorização do meio, o apoio à flexibilização da Voz do Brasil e do chip FM nos smartphones pela Abert. Maior aproximação com o meio e o mercado, como no encontro de dezembro com o mercado, com sua apresentação na Globo Nordeste.

Na pandemia, reuniões virtuais receberam Cristiano Lobato (Abert), Paulito Carvalho (Jovem Pan), Wellington Saraiva (MPF) e Francisco Dirceu Barros. Nas eleições, campanhas contra as Fake News e valorização do rádio com OAB-PE, MPPE e TRE. “O rádio e a TV salvaram o TSE das Fake News de fraude, dentre outras pautas que surgiram com o atraso. Nossa prestação de serviço acalmou a sociedade. Muitas emissoras só fecharam a programação depois da meia noite com 100% dos números fechados. Mais um gol da radiodifusão pernambucana”, disse o Presidente à Coluna.

Entregou – O prefeito reeleito de Flores, Marconi Santana, esteve ontem (19), formalizando a entrega das das intervenções e investimentos que realizamos na Casa de Apoio ao Paciente no Recife. “Nosso maior prazer é servir a povo de minha terra da melhor forma possível. É com este forte sentimento que estamos melhorando ainda mais a prestação de serviços para os florenses, que precisam vir até a capital em busca de tratamento de saúde”, disse o prefeito Marconi.

Adquiriu – A Prefeitura de Iguaracy recebeu na última quarta-feira, dia 18, um Ventilador Pulmonar Portátil direcionado para emergência em pacientes adulto e pediátrico, adquirido por meio da Secretaria de Saúde e que será destinado para utilização no Hospital de Campanha.

Uma das principais características dos quadros graves da Covid-19 é a dificuldade para respirar, assim, este equipamento é fundamental para garantir um suporte adequado nesses casos, além da possibilidade do uso nas ambulâncias, quando necessário, em transferências de pacientes para os hospitais de referência.

“Neste contexto da pandemia destaca-se que o município de Iguaracy segue reforçando sua atenção hospitalar para a população, com aquisição de equipamentos tanto para diagnóstico, como o Raio X digital e eletrocardiograma, quanto para a assistência médica, como o ventilador pulmonar portátil”, disse o prefeito Zeinha Torres..

Novo líder – O deputado estadual Antonio Coelho-foto (DEM) é o novo líder da Bancada de Oposição da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Com o apoio unânime dos membros do grupo, o democrata assumiu nesta quinta-feira (19), a partir da publicação da nomeação no Diário Oficial.

Frase –

O Pajeú perde uma grande politico e um homem que era amigo de todo mundo sem distinção partidária” (Prefeito reeleito de Itapetim, Adelmo Moura, lamentando a morte do seu colega Vanim de Danda prefeito de Santa Terezinha)

 

Disse – “Podemos dizer, com a análise da semana epidemiológica 46, que se encerrou no sábado passado, que tivemos a melhor semana desde o início da pandemia com relação aos casos de síndrome respiratória aguda grave. A marca de 503 casos registrados é a menor desde a semana epidemiológica 12 (15 a 21 de março), quando se configurava o início da epidemia do novo coronavírus em Pernambuco e quando tivemos 645 registros”. (Secretário Estadual de Saúde, André Longo)

Perguntar não ofende – Tem pesquisa para prefeito em Recife nesta sexta-feira?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *