Clínica Médica
Dr. Robson Stênio

Auto Unidos
Miss Dourada

Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Dr. Fred Barros
Odonto Center
Sertão Online
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
Restaurante Império Gourmet SJE
BMG Correspondente Antônio Filho
F. e P. Droga Center
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Informatic Center
Eduardo da Fonte
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Eletro Móveis
Deixe Seu Like

~~Giro pelos Blog’S (Quarta feira 13/01/2021)~~

Pacheco deve suceder Alcolumbre

Indicado pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), sob as benções do presidente Bolsonaro, para disputar à Presidência da Casa, o senador mineiro Rodrigo Pacheco (DEM) já pode, desde já, a preparar a beca da posse. Para atingir os 41 votos que garantem sua eleição no próximo dia 1 só faltam três votos. Sua contabilidade está em 38 votos com o anúncio fechado dos sete senadores do PP.

Na última semana, Pacheco fechou três apoios e se consolidou na dianteira da corrida eleitoral. Conta com a palavra de PSD (11), DEM (5), Pros (3), Republicanos (2) e PSC (1). Incrivelmente, ganhou até os votos da bancada do PT, partido de oposição frontal ao Governo. São mais seis votos no seu balaio, que deve ser recheado ainda mais ao longo desta e das próximas semanas.

Em eleição secreta, porém, sempre há surpresas por causa das traições de última hora, mas quem acompanha mais de perto o processo no Senado não tem dúvida em arriscar que Pacheco sucederá Alcolumbre. Já o MDB, maior bancada do Senado com 15 membros, confirmou, ontem, o nome de Simone Tebet (MDB-MS) como candidata da sigla à presidência da Casa.

O partido decidiu entre Tebet e Eduardo Braga (MDB-AM), líder da bancada. Tradicionalmente, o presidente do Senado é da maior bancada. Para que isso não ocorra, são necessárias condições muito específicas, como as vistas na eleição de Alcolumbre, em 2019. Na ocasião, o MDB rachou em torno de Renan Calheiros e Simone Tebet e acabou optando pelo senador alagoano.

O MDB chegou a ter quatro postulantes a candidato da sigla e, por mais que pregue discurso de união na bancada, esse cenário pode não se concretizar até a eleição. Enquanto isso, na Câmara dos Deputados o ambiente está mais carregado, incerto, com tendência para vitória do também governista Arthur Lira, do PP alagoano. Diferente, entretanto, do comportamento no Senado, o PT está do outro lado do balcão na eleição da Câmara, na oposição, mesmo não tendo ainda fechado e anunciado apoio ao deputado Baleia Rossi, do MDB de São Paulo.

Para bater o martelo em apoio a Baleia, o PT exige que o candidato assuma o compromisso público de que, eleito, abra o processo de instalação do impeachment do presidente Bolsonaro. Há muitos pedidos nesse sentido engavetados pelo atual presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assumiu uma espécie de coordenação da campanha do adversário de Lira. Como não há um terceiro candidato, a menos que o PT decida caminhar em faixa própria, a eleição na Câmara tende a ser decidida em primeiro turno.

Razão do apoio – O líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), justifica a escolha do partido de oposição à candidatura de Rodrigo Pacheco (DEM-MG) na disputa pelo comando da Casa pela falta de opções. “Não temos condição de escolher um candidato de oposição ao Bolsonaro porque não tem”, afirmou. A decisão da bancada petista chama a atenção porque Pacheco, líder da bancada do DEM, é o concorrente que tem o aval do presidente Jair Bolsonaro. Na Câmara, o PT aderiu à campanha do deputado Baleia Rossi (MDB-SP) ao comando da Casa justamente sob o argumento de que não poderia estar com o Governo.

Marcar posição – Desde que Bolsonaro acertou com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (AP), o respaldo à candidatura de Pacheco, os governistas do MDB traçaram outra estratégia. Os líderes do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (PE), e no Congresso, Eduardo Gomes (TO), atenderam ao apelo de Bolsonaro e desistiram de entrar no páreo. Eduardo Braga, líder do MDB no Senado, seguiu o mesmo caminho ao perceber que não teria chance. Presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Tebet é apontada nos bastidores como um nome que vai para a disputa apenas para marcar posição e indicar independência do partido em relação ao Planalto.

Reação à espionagem – O serviço de mensagens Telegram ultrapassou, ontem, os 500 milhões de usuários. Mais 25 milhões de pessoas aderiram ao aplicativo nas últimas 72 horas. No Brasil, a plataforma é vista como alternativa ao WhatsApp, que anunciou mudanças nos termos de uso, que incluem intercâmbio de informações com o Facebook, dono do serviço de mensagens instantâneas. Há temores de que a nova política permitirá que a empresa espione os usuários.

Roubo em calumbi – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o novo prefeito da pequena Calumbi, no Sertão do Pajeú, Erivaldo José da Silva, o Joelson, do Avante, disse que passados 12 dias da sua posse ainda não tem a menor noção da herança maldita deixada pela ex-prefeita Sandra da Farmácia (PT), porque não encontrou um só computador no gabinete ou na Secretaria de Finanças armazenando as informações sobre a saúde financeira do município. “Levaram tudo, nem pagamento de pessoal em tenho noção de como ficou. O que ouço é que não há atraso, mas nada oficial”, desabafou. Que vergonha!

CURTAS

SAÚDE – Último auxiliar escolhida em Serra Talhada pela prefeita Márcia Conrado (PT), a enfermeira Lisbeth Rosa, da pasta de Saúde, é mãe do seu esposo, o dentista Breno Araújo. Alexandra Novaes, que chegou a ser cotada para a função, foi escolhida para auxiliar a nova secretária como secretária-executiva. Na prática, a própria prefeita não vai ter dificuldades na área, porque passou seis anos à frente da pasta na gestão de Luciano Duque.

MERENDA – As empresas e fornecedores que se envolverem em fraudes na venda de merenda escolar ou entregarem comida fora do prazo ou sem qualidade ficarão proibidos de participar de licitações e de assinar contratos com o governo de Pernambuco por até dois anos. É o que determina lei promulgada na última segunda-feira. A norma foi publicada no Diário Oficial da Assembleia Legislativa. Ela altera a Lei 12.525, de 30 de dezembro de 2003, que trata das licitações e contratações com a administração pública.

Perguntar não ofende: Com apenas 50% de eficácia, dá para tomar a vacina chinesa?

Coluna da Folha / Edmar Lyra

Arthur Lira faz nova visita a Pernambuco em busca de votos 

O deputado federal Arthur Lira, candidato a presidente da Câmara dos Deputados, estará novamente em solo pernambucano nesta quarta-feira. O parlamentar está em busca de votos na bancada pernambucana, composta por 25 deputados federais. Primeiro, Lira será recebido pelo governador Paulo Câmara no Palácio do Campo das Princesas, depois participará de um almoço com os colegas da bancada pernambucana.

Arthur Lira conta, além dos apoios das bancadas dos partidos que lhe garantiram voto, com dissidentes de partidos que apoiam seu adversário Baleia Rossi, um deles é o deputado federal Felipe Carreras, do PSB, que já externalizou alinhamento com o parlamentar alagoano.

Ainda com ligeiro favoritismo, Lira atua para evitar que ganhe corpo a tese de que ele seria um presidente subordinado ao Palácio do Planalto e por isso ele está acompanhando de perto os colegas para evitar que a candidatura de Baleia tome corpo e saia vitoriosa no próximo dia 1, quando terá a eleição que acontecerá de forma presencial.

Agenda – O deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos) segue recebendo lideranças de todo o Estado para discutir ações e investimentos para ajudar na saúde, educação, segurança e mobilidade das cidades. Esta semana, o parlamentar se reuniu a com a prefeita de Camaragibe, Doutora Nadegi Queiroz (Republicanos); com o prefeito eleito de Pesqueira, Cacique Marcos (Republicanos); o ex-prefeito de Surubim, Flávio Nóbrega (Republicanos); além dos ex-vereadores Natinho do Sindicato (Republicanos), de Mirandiba, e Wilsinho Maciel (PTB), de Belo Jardim.

Interpretação – O PSDB, presidido nacionalmente pelo ex-deputado pernambucano Bruno Araújo, solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que afaste a interpretação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que permite à Justiça Eleitoral “modificar decisões sobre inelegibilidade tomadas no âmbito da Justiça comum”. O PSDB aponta que o TSE passou a permitir a alteração de decisões da Justiça comum de inelegibilidade de candidatos. A relatora será a ministra Cármen Lúcia.

Vacina – A deputada federal e presidente nacional do PT, Gleisi Hoffman, ajuizou ação popular para forçar a divulgação do cartão de vacinação pessoal do presidente Jair Bolsonaro. A ação ocorre após o Governo Federal negar a informação a uma revista semanal, que fez o requerimento via Lei de Acesso à Informação.

Encontro – O deputado estadual Clóvis Paiva (PP) ciceroneou o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Keko do Armazém (PL), na visita ao governador Paulo Câmara no Palácio do Campo das Princesas. Clóvis é um dos principais aliados do prefeito e poderá receber seu apoio em 2022 na busca pela reeleição.

Coaf – Com os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) das prestações de contas de candidatos, o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) já produziu 47 Relatórios de Inteligência Financeira (RIFs) com possíveis indícios de irregularidades nas eleições de 2020. Foi um RIF do Coaf que iniciou a investigação de suposta “rachadinha” em 2018 do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), no famoso “caso Queiroz”.

Inocente quer saber – A politização da vacina levará o Brasil a algum lugar?

Calumbi – Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o novo prefeito da pequena Calumbi, no Sertão do Pajeú, Erivaldo José da Silva, o Joelson, do Avante, disse que passados 12 dias da sua posse ainda não tem a menor noção da herança maldita deixada pela ex-prefeita Sandra da Farmácia (PT), porque não encontrou um só computador no gabinete ou na Secretaria de Finanças armazenando as informações sobre a saúde financeira do município. “Levaram tudo, nem pagamento de pessoal em tenho noção de como ficou. O que ouço é que não há atraso, mas nada oficial”, desabafou. Que vergonha! (Magno Martins)

Novo prefeito Irlando Parabólicas acusa Tássio de ter deixado débitos de R$ 20 milhões – Falando a Rádio Vila Bela FM, o prefeito de Santa Cruz da Baixa Verde, Irlando Parabólicas (PP), afirmou que assumiu o município em uma situação de calamidade financeira deixada pelo ex-prefeito Tássio Bezerra (PTB). De acordo com Irlando, em reprodução do Baixa Verde Notícias, os débitos deixados pela gestão anterior alcançam o patamar de R$ 20 milhões. O valor maior corresponde à herança do parcelamento da previdência municipal. As cifras, com os valores atualizados com juros superam os R$ 16 milhões. Além disso, outros débitos com fornecedores, alugueis e folhas de pagamentos atrasadas com professores e contratados chega a R$ 4 milhões. Ainda segundo o prefeito, uma auditoria financeira está sendo realizada para detalhar todo o montante de dívidas deixadas pela gestão anterior. Irlando Parabólicas finalizou a entrevista dizendo que irá convocar nos próximos dias novos servidores públicos do último concurso realizado em 2019 no município. A expectativa é que médicos, enfermeiros e professores preencham as vagas.
CIMPAJEÚ faz reunião para tratar sobre funcionamento do SAMU – O Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú – CIMPAJEÚ, anunciou através de seu perfil no Instagram, que na próxima quinta-feira (14), acontece uma importante reunião extraordinária com os trinta e cinco municípios que fazem parte do SAMU Consorciado III Macrorregião CIMPAJEÚ. A reunião acontece no Céu das Artes, em Serra Talhada e está marcada para às 13h. Segundo o comunicado, dentre os assuntos que serão discutidos na pauta destacam-se os prazos que serão dados para os municípios organizarem suas bases e ambulâncias. O blog já publicou informação de que se os municípios não formalizarem o início das atividades em até 90 dias, terão que devolver ao Ministério da Saúde as ambulâncias que seriam destinadas ao programa, mas servem para mera transferência fora da região, a famigerada ambulancioterapia e os recursos repassados, inclusive corrigidos. Uma bolada que pode afetar a saúde dos municípios. (Rádio Vivo)
Favorito – No Senado, Rodrigo Pacheco (DEM) tem amplo favoritismo para vencer a eleição para a presidência da Casa. Ele é o candidato de Davi Alcolumbre e ainda conta com o apoio do presidente Bolsonaro.
Sem definição – A cidade de Pesqueira segue sem nenhuma definição com relação ao pleito eleitoral de 2020. O vereador Bal, virou prefeito interino após o Cacique Marquinhos (Republicanos) ter conseguido juntar a maioria e fazer a presidência da câmara. A esperança é de que em fevereiro o TSE determine o destino da cidade. Se o Cacique vai ser confirmado como eleito e assume de fato e de direito a prefeitura ou se a cidade terá novas eleições.
Inocente quer saber – Quem assumirá o protagonismo da Oposição em São José do Egito?
Coluna do Adriano Roberto

O fim das barganhas políticas com as forças armadas nos estados

Enquanto o Congresso se prepara para votar dois projetos de lei orgânica das polícias civil e militar que restringem o poder de governadores sobre braços armados dos Estados, políticos e asseclas aliados dos governadores já começam a gritar contra a proposta criando a velha narrativa de apelação, em cima do presidente Bolsonaro e da bancada do Planalto, para que os projetos morram na praia. As propostas trazem mudanças na estrutura das polícias, como a criação, na PM, da patente de general, hoje exclusiva das Forças Armadas, e a constituição de um Conselho Nacional de Polícia Civil ligado à União.

A narrativa contrária é de que o presidente quer as forças armadas federais e estaduais mais próximas dele para que facilite um possível golpe de perpetuação no poder. A grita dos governadores através dos seus aliados no Congresso só nos leva a pensar no poder de barganha que perderiam com o fim do atual sistema de gestão das PMs e da civil, mas principalmente na área militar, onde existe a ação forte de governadores e políticos aliados para indicar o comando e graduar oficiais na corporação da Polícia Militar.

Os projetos limitam o controle político dos governadores ao prever mandato de dois anos para os comandantes-gerais e delegados-gerais, e impor condições para que eles sejam exonerados antes do prazo. No caso da Polícia Militar, a sugestão é para que a nomeação do comandante saia de uma lista tríplice indicada pelos oficiais. O texto também prevê que a destituição, por iniciativa do governador, seja “justificada e por motivo relevante devidamente comprovado”.

Na Polícia Civil também, a chamada dispensa “fundamentada”, precisa ser ratificada pela Assembleia Legislativa em votação por maioria absoluta dos parlamentares. Isso impediria, por exemplo, a polêmica demissão do presidente do Sinpol-PE, Áureo Cisneiros feita monocraticamente pelo governador Paulo Câmara.

Autonomia bem vinda – Para os policiais esses mecanismos são vistos nas polícias como forma de defesa das corporações contra ingerência e perseguição política. Para os políticos, no entanto, o excesso de autonomia administrativa e financeira – e até funcional, como proposto para as PMs – pode criar um projeto de poder paralelo. A avaliação é que, dessa forma, os governadores se tornam “reféns” dos comandantes.

Amiguinhos coronéis – Eu mesmo já acompanhei por várias vezes a graduação de amigos de políticos incompetentes e a eliminação dos “não puxa-saco” em detrimento da alta competência do oficial. Esse esquema de dependência do poder do governador só deixa os policiais cada vês mais reféns dos políticos e não ajudam em nada na segurança da população que quer uma polícia independente e competente.

Sonho presidencial – O presidente Bolsonaro está mostrando um grande otimismo com a votação da presidência da Câmara. A todos, ele diz que está muito confiante na vitória do progressista, Arthur Lira. Mas o cochicho nos eventos do andar térreo no Planalto é de que primeiro, o presidente tem que esperar ganhar, para depois ver se não virá uma nova traição novamente, como aconteceu com Rodrigo Maia.

Sucesso total do Inclusão – Uma grande sacada o projeto Inclusão lançado pelo professor e cientista da UFPE, Antonio Carlos Xavier, em parceria com o nosso Ponto de Vista, na Agência PE de Rádio. O projeto tem como especialidade aumentar o IDEB e qualificar professores da rede municipal de educação. O Inclusão será oferecido também como projeto educacional para escolas particulares e aos prefeitos e secretários de educação dos municípios. Se liga aí prefeito.

Brasil é quintal da Europa – O presidente da França, Emmanuel Macron está fazendo campanha contra a soja brasileira – que é campeã do agro-negócio mundial – para seus colegas presidentes e primeiro ministros da União Europeia. Diz ele “Continuar a depender da soja brasileira seria endossar o desmatamento da Amazônia. Somos consistentes com as nossas ambições ecológicas, lutamos para produzir soja na Europa!” Eu conto, ou você conta, pra ele que o Brasil é o quintal da agropecuária europeia e asiática?

Quem responderá – Quem são os políticos asseclas que vão gritar a favor dos governadores e contra os policiais?

Coluna do FinFa

Sessão extraordinária – O novo Presidente da Câmara de Vereadores de Iguaracy-PE, vereador Chico Torres (PSB), em contato com este blogueiro, confimou que hoje estará realizando a 2ª Sessão Extraordinária de 2021, com a seguinte pauta: Contratação temporárias do Governo Municipal e equiparação das gratificações dos servidores municipais.

Visitaram -Nesta terça-feira (12), o novo prefeito de Ouro Velho-PB, Dr. Augusto Valadares, acompanhado da ex-prefeita, Natália de Dr. Júnior, estiveram visitando as futuras instalações do Centro de Imagem e Centro de Reabilitação em Fisioterapia. As obras foram iniciadas na gestão passada, e deve ser inaugurada bem em breve. “Os Centros serão referência na saúde de todo o Cariri Paraibano, equipados com modernos aparelhos de última geração, que irão beneficiar, ainda mais, a população do nosso município”, disse o prefeito Augusto Valadares.

Adjuntos – Mesmo sem a confirmação oficial, um governista em contato com este blogueiro, afirmou que o adjunto da Secretária de Transporte de Afogados da Ingazeira, Fabiana Rosa, é Wandson Charles e o de Rivelton Santos na Secretaria de Agricultura, o escolhido foi Ademar Oliveira (foto) que era o titular da pasta no Governo José Patriota. Procede?

Frase – “Se a vacina chegar este mês, imediatamente já conseguimos vacinar”. (Secretário Municipal de Saúde de Afogados da Ingazeira, Artur Amorim)

 

Reunião – O Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú – CIMPAJEÚ, através do seu Presidente, Emmanuel Fernandes de Freitas Gois (Manuca), prefeito de Custódia-PE, convoca todos os prefeitos associados, para a Reunião Extraordinária do SAMU CONSORCIADO III MACRORREGIÃO CIMPAJEÚ, esta quinta-feira (14), às 13 horas no CÉU DAS ARTES, no Bairro da Caxixola em Serra Talhada. Na pauta: I – Breve apresentação do SAMU, (Essencialidade do Serviço e instruções normativas); II – Relatório qualitativo e fotográfico de ambulâncias e bases; III – Discussão de prazos para os municípios organizarem suas ases; IV – Relação de municípios adimplentes e inadimplentes; V – Assinatura de adesão e aditivos.

Itapetim – O prefeito Adelmo Moura, esteve visitando as obras de reforma dos açudes nas comunidades Canta Galo e Santa Rita.“Durante minha campanha, sempre destaquei que uma das nossas prioridades é o homem do campo. Vamos continuar investindo a favor dos nossos agricultores”, destacou o prefeito.

Instalou – A Assembleia instalou, nesta terça (12), a 3ª Sessão Extraordinária da 19ª Legislatura – suspendendo, assim, o recesso parlamentar. A autoconvocação tem o objetivo de discutir e votar os Projetos de Decreto Legislativo nº 189/2021 e nº 190/2021, que reconhecem, respectivamente, a manutenção do estado de calamidade pública em Pernambuco e nos municípios por mais 180 dias, uma vez que persiste a situação de emergência decorrente da pandemia do novo coronavírus. Todas as reuniões do período ocorrerão de forma remota. Os deputados e deputadas vão analisar a solicitação do Poder Executivo Estadual e também os pedidos das cidades que encaminharam ofício à instituição. As matérias serão apreciadas pelas Comissões de Justiça, de Finanças e de Administração Pública. Após votação nos colegiados, os textos serão discutidos em Plenário.

Eleita – Nesta terça-feira (12), a afogadense Yane Marques, bicampeã dos Jogos Pan-Americanos e medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Londres no Pentatlo Moderno, foi eleita a nova presidente da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (COB) para o mandato 2021/2024. A escolha ocorreu de forma virtual, e a pernambucana recebeu 73% dos votos. Diogo Silva, do tae-kwon-do, e Bárbara Seixas, do vôlei de praia, ficaram com 11% cada. Fabiano Peçanha recebeu 60% dos votos para o cargo de vice-presidente. Rodrigão, do vôlei, teve 24%. E Fernanda Nunes, do remo, 16%. (Informação é do Blog PE Notícias)

Avanço da Covid no mundo – Os Estados Unidos registraram quase 4.500 mortes por Covid-19 nesta terça-feira (12), excedendo em muito seu recorde anterior de mortes diárias por coronavírus, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

Disse  – “Neste momento de imensos desafios, a prorrogação do estado de calamidade pública é imprescindível, tendo em vista a chegada da segunda onda de contaminação pelo coronavírus”. (Deputado Antônio Coelho, Líder da Oposição na Alepe)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *