Clínica Médica
Dr. Robson Stênio

Auto Unidos
Miss Dourada

Dr. Fred Barros
Gordo Construções
AC- Assessoria Contábil e Tributária
Odonto Center
Supermercado Queiroz
PASC – Mais Saúde
Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Jailson Pneus
BMG Correspondente Antônio Filho
Clínica Santa Lúcia
Casa Shopping Center
ADRIANTUR
Costa Lira
Farmácia Boa Saúde
Centro Clinico
Deixe Seu Like

/~~Giro pelos blog’s (Sexta feira 02/04/2021)~~/

Coluna da Folha / Edmar Lyra

PT deverá ter papel importante em Pernambuco 

O Partido dos Trabalhadores disputou pela última vez o governo de Pernambuco em 2006, naquela ocasião, Humberto Costa então candidato do partido ficou em terceiro lugar no primeiro turno e teve papel determinante para levar Eduardo Campos ao Palácio do Campo das Princesas. Nas eleições de 2018, o partido ensaiou uma candidatura ao governo com a então vereadora Marília Arraes, que não se concretizou.

O apoio a Paulo Câmara foi fundamental para que a fatura fosse liquidadas em primeiro turno a favor do PSB, e garantiu o segundo mandato ao senador Humberto Costa. Em 2022, a história se repete, e o PT poderá ter um papel imprescindível na disputa, tanto se lançar um candidato a governador, como se decidir apoiar novamente a Frente Popular.

Questionado no Folha Política na última quarta-feira se poderia ser novamente candidato a governador, o senador Humberto Costa não descartou a possibilidade, uma vez que estará no meio do seu mandato no Senado e não teria absolutamente nada a perder sendo candidato a governador, porém sublinhou que o quadro nacional irá determinar o destino do PT na disputa do próximo ano em Pernambuco.

Ainda sobre alianças no estado, Humberto foi taxativo quando descartou em qualquer hipótese apoiar nomes que flertassem com o bolsonarismo, portanto, ficou latente que as opções do PT são lançar candidato próprio a governador ou retomar a aliança com o PSB, que foi exitosa nas vezes em que os partidos estiveram juntos.

Homenagem – Na reunião plenária da quinta-feira, 1º de abril, dia em que, há 57 anos, o governador Miguel Arraes foi deposto e preso, o deputado Waldemar Borges prestou homenagem aos deputados cassados e também aos pernambucanos de foram desaparecidos e assassinados na época da ditadura militar, de acordo com a Comissão da Memória e Verdade Dom Hélder Câmara, citando nominalmente todos eles. “São esses os brasileiros que em Pernambuco pagaram com a vida em defesa da democracia. É necessário falar sobre isso para que não mais se repita”, concluiu.

Previdência – O PT foi ao Supremo contra o Decreto 10.620/2021, de Bolsonaro, que estipula dois órgãos gestores para o Regime Próprio de Previdência Social dos servidores federais. Segundo o PT, tendo em vista o impacto na gestão das aposentadorias de milhares de servidores, a definição dessa competência necessita de ampla discussão no Congresso.

Oxigênio – A Defensoria Pública da União defendeu em ação judicial a necessidade do Supremo Tribunal Federal centralizar a distribuição de oxigênio medicinal no país. Segundo a Defensoria, trata-se de um conflito federativo que envolve a União, os 26 estados e o Distrito Federal. A ação foi distribuída ao ministro Gilmar Mendes.

Contraponto – Geograficamente mais próximo de onde tudo acontece em Pernambuco, que é a capital, o prefeito Anderson Ferreira, também pré-candidato a governador, aposta no contraponto das suas ações em Jaboatão dos Guararapes para consolidar-se como o nome da oposição para a disputa do próximo ano.

Inocente quer saber – Anderson Ferreira reúne as melhores condições na oposição para disputar o governo de Pernambuco em 2022?

COLUNA DO ITAMAR FRANÇA

TRUNFO

Com uma vaga apenas para a disputa do senado em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) aguarda o momento certo para definir se irá ou não disputar o senado ou a câmara federal. Mas por que está cedo para debater a única vaga para senador? Simples: são muitos os pretendentes e todos querem se colocar, desde já, para serem levados em consideração pelo eleitorado. A vaga será talvez a grande cartada de Paulo para atrair Fernando Bezerra (MDB) ou Humberto Costa (PT) para a situação. Por fora da pista ainda corre atrás da vaga, Sílvio Costa Filho (Republicanos), André de Paula (PSD) e Eduardo da Fonte (PP). Mantida a sete chaves, a vaga do senado será o grande trunfo socialista para a permanência no comando do estado.

********************************************

LIBERA (GERAL) NÃO!
Os empresários que solicitaram a flexibilização ao Governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), vão ter que redobrar todos os esforços para que sejam cumpridos “à risca” todos os protocolos como o uso obrigatório de máscara nos estabelecimentos, higienização das mãos, e o isolamento social necessário. Esperamos que não haja relaxamento para um libera (geral)!
********************************************

 

UMA SEMANA

Diante da pandemia de Covid-19, que tem assolado a cidade tanto na saúde, quanto na economia, o prefeito de Afogados da Ingazeira, Alessandro Palmeira (PSB) anunciará conforme prometido em live, as ações executadas nos cem primeiros dias de governo. Pelo tempo que passou sem preencher alguns cargos, Palmeira já lida com o equilíbrio nas contas. Serão destacadas medidas imediatas na área da saúde, principalmente voltadas ao combate ao coronavírus, à compra de insumos, seringas e agulhas, para a vacinação contra a doença, entrega de veículos, construção de passagens molhadas, recuperação de estradas, dentre outros. Vale lembrar, que falta apenas uma semana. Pia, tá bem pertim!

********************************************

NILSIN???

Embora não tenha se destacado como jogador de futebol nos campos de Afogados da Ingazeira, tanto quanto profissional bem sucedido na radiofonia, o comunicador Nil Júnior recebeu fora das quatro linhas a “marcação carrapato”. É que o fotógrafo Janailson Nogueira, o Nilsinho tem sido o “bicho de pé” do Nill. Nas redes sociais, o menino da Cohab, “Nivaldin”, como era chamado nas antigas, pela menineira do Sobreira, está mais conhecido que William Bonner. Interessante é que perguntado sobre quem convidaria para tomar uma cervejinha adispois da pandemia, ele marcou no “Insta” justamente o carrapato das redes… É brincadeira uma coisa dessa!

********************************************

JUS A ASSESSORIA

Por falar nisso, o ex-vereador José Edson Ferreira, Zé Negão (Podemos) anda calado, fato que tem deixado o meio político desconfiado. O que será que está planejando? O que sabemos é que o Negão tá beliscando uma coisinha dos gabinetes dos deputados Ricardo Teobaldo (Podemos) e de João Paulo Costa (Avante). Nos bastidores, o Negão vem atuando na articulação política de ambos. É isso mesmo, tem que fazer jus ao gesto dos deputados…

********************************************

DIÓGENES 2024

No segundo mandato consecutivo, sem poder concorrer à nova reeleição, o prefeito de Tuparetama, Sávio Torres (PTB) já anunciou o seu vice-prefeito, Diógenes Patriota (PSB) como seu candidato a sucessão. Sávio aposta na aprovação popular da gestão para emplacar o aliado na eleição de 2024. Com brilho próprio, não há dúvidas de que Diógenes é um bom quadro.

********************************************

DÊVA DE NOVO???

Por falar nisso, em 2024, quem será o candidato da oposição em Tuparetama? Com certeza o nome do ex-prefeito Dêva Pessoa será ventilado, é uma liderança com alto grau de conhecimento, porque esteve vereador e prefeito do município, disputou três eleições majoritárias e soma-se a isso um recall político. Por outro lado, nomes como o do vereador Danilo Augusto (PDT) pode ganhar terreno, desde que se articule. Além do jovem pedetista, a oposição tem nomes importantes como o vereador Joel Gomes (PSB) que vem fazendo uma oposição mais light. No fundo, no fundo Dêva colocará novamente o nome a disposição do grupo e se a escolha for por pesquisa terá grandes chances de ser o opositor de Diógenes.

********************************************

E TOME DOSES!

A vacinação contra Covid-19 no Brasil continua batendo recordes, deixando sem argumentos os críticos e a “torcida do vírus”. A prova foi dada nos últimos dois dias, 2 milhões de doses.

********************************************

SEXTA-FEIRA SANTA

E Hoje é sexta-feira da paixão! Dia de homenagearmos e exaltarmos o legado de Jesus, suas palavras e ensinamentos de caridade e amor ao próximo! Dia em que celebramos a paixão e morte de Jesus Cristo. Num é um feriado, é um dia santo. Jesus realizou milagres, passou por todo tipo de sofrimento e provação, mas seu principal legado ao mundo foram suas palavras de amor ao próximo. Este dia, portanto, deve ser marcado pela oração a todos os que agora sofrem de angústias medos, moléstias, provações… E, assim como Jesus entregou o seu espírito ao Pai, deixemos ecoar, hoje e sempre, dentro do nosso coração o amor ao próximo e a fé…

JCPM acerta em cheio

Na quarta-feira passada, num comunicado aos leitores, o empresário João Carlos Paes Mendonça confirmou o que já se sabia nos bastidores: o fim da edição impressa do Jornal do Commercio. O recado já havia sido dado, há 15 dias, no start da quarentena da pandemia no Estado, quando o jornal passou a chegar aos assinantes apenas no formato digital.

Empreendedor visionário, responsável por uma grife de uma rede de supermercados, o Bompreço, da qual se desfez para contribuir com a face moderna do Nordeste, a expansão de shoppings, Paes Mendonça tirou o JC do fundo do poço, literalmente, após a mais longa e agonizante crise da sua história, que se iniciou na década de 70 e teve seu ápice em 1987, ano que comprou 100% das cotas do periódico.

“Fomos desafiados a reerguer um sistema que, à época, estava com inúmeras dificuldades. Juntos, lutamos durante mais de 30 anos para fazer do Jornal do Commercio e todo o SJCC uma referência em jornalismo independente e comprometido com a sociedade”, diz ele, na nota, para acrescentar: “E fizemos isso. Tenho orgulho da equipe que construímos. E queremos fazer muito mais”. Em seguida, destacou o desafio de entrar na nova era do jornal 100% digital.

Paes Mendonça não fez nenhuma loucura, não inventou a pólvora nem tomou a decisão aleatoriamente. A notícia em papel está fadada a sumir. Já sumiu em grande parte nas grandes potências mundiais, dos Estados Unidos, passando pela Europa e até a Ásia. Não precisa ir muito longe. No Nordeste, o Estado vanguarda na migração dos seus jornais 100% digitais foi a Paraíba, seguido de Alagoas. Em Maceió, aliás, a Gazeta, maior jornal do Estado, só está sendo impresso aos domingos, com dias contados para acabar.

O Ceará, há pouco, viu seu maior jornal, o Diário do Nordeste, virar também 100% digital. A tecnologia e a expansão do fluxo de informações transformaram a sociedade e seus hábitos. O ser humano não precisa nem sair de casa para saber os fatos de sua região ou mesmo de outros lugares do mundo. Basta ligar o rádio, a televisão, ler o jornal digital em seu celular. A Internet é o veículo de comunicação mais revolucionário.

Reúne várias formas (textos, vídeo e áudio), tudo ao mesmo tempo, com a finalidade de informar e atrair o internauta esteja ele onde estiver e a hora que quiser, pois o conteúdo fica disponível 24 horas por dia. Hoje, com os smartphones, é possível receber informações sobre qualquer lugar ou País, em diversas línguas e por inúmeros portais, aplicativos, podcasts, dentre outros formatos digitais.

Como resultado do avanço da divulgação de informação pela internet, jornais impressos já perderam espaço para grandes portais digitais. Acredita-se que somente no ano de 2019, os 10 maiores jornais impressos do Brasil tiveram uma redução de quase 36 mil exemplares.

Isso mostra o impacto de como a informação hoje é buscada e divulgada nos jornais impressos. Por fim, grandes agências de notícias e portais eletrônicos criaram sites que são alimentados a cada minuto com as notícias mais atuais, de diversos nichos de mercado.

Rádio vivo – Muitas pessoas achavam que o rádio teria seu fim decretado com o surgimento da televisão, uma vez que, na opinião de muitas pessoas, ninguém iria querer só escutar quando se podia ver, na tela, um programa. Com o advento da internet, o rádio não desapareceu, está presente com mais rapidez, eficiência e qualidade na maneira de atingir a população. Hoje, a própria televisão está tendo que se reinventar com o surgimento do entretenimento digital. Resistindo, o que não acredito, os jornais terão o desafio de se reinventar, talvez com um tom mais crítico e editorial, pois os portais de informação digital ocupam, cada vez mais, o papel central na divulgação de informação.

Quem é genocida? – Numa conversa, ontem, com este colunista, o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, disse que o Governo Bolsonaro já mandou mais de 36 milhões de doses de vacina para os Estados, mas os governadores, estranhamente, só usaram a metade. “Quem é o genocida no caso? O presidente ou essa leva de governadores?” Machado acha que, além de genocidas, os governadores são incompetentes e relapsos. “O Brasil poderia estar numa situação bem mais avançada se os governadores fossem mais comprometidos com a saúde do povo brasileiro”, desabafou.

Sem roubo – Quanto às críticas à reforma ministerial, Gilson disse que ela se deu no sentido de fazer uma arrumação no Governo. “É natural que a oposição fique buscando encontrar chifre em cabeça de cavalo”, ironizou, adiantando que todos os governos, quando comprometidos com o melhor para a sociedade, têm que operar mudanças, ajustar a máquina. “Bolsonaro faz um governo cuja maior marca é não roubar. Não há corrupção em seu governo e isso o País é testemunha”, afirmou.

Volta das missas – O advogado-geral da União, André Mendonça, pediu, ontem, ao Supremo Tribunal Federal a concessão urgente de medida cautelar para liberar a realização de atividades religiosas presenciais. A AGU solicita a derrubada de decretos, federais, estaduais e municipais, citando a importância das celebrações de Páscoa. A proximidade das celebrações da sexta-feira da Paixão e do Domingo de Páscoa foi a justifica utilizada por Mendonça para pedir a urgência da medida. O advogado-geral afirma que a proibição de atividades religiosas, incluindo atividades sem aglomeração, viola o direito de crença, com “excessivo impacto sobre o direito à liberdade de religião”.

Defesa do teto – O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), saiu em defesa do teto de gastos (regra que limita o crescimento das despesas públicas à inflação) e falou na necessidade de mais cortes no Orçamento de 2021. Antes antagonista de Paulo Guedes, Maia defendeu a tese do ministro da Economia na disputa contra o Centrão – grupo de partidos sem coloração ideológica clara que adere aos mais diferentes governos. Guedes quer cortes por meio de vetos, ou, em último caso, a derrubada integral do texto. “O relator cortou R$ 10 bilhões do orçamento. Só que precisa cortar mais R$ 25 bilhões para cumprir o teto de gastos”.

CURTAS

VACINAS – O Estado recebeu, ontem, mais 394.650 doses de vacinas contra a Covid-19, sendo 32.250 doses da AstraZeneca e 362.400 doses da Coronavac. Com as novas unidades, o Governo anunciou que vai começar a imunizar profissionais de segurança pública, já que esses trabalhadores foram incluídos nas prioridades do Plano Nacional de Imunização (PNI).

VERGONHA – No momento em que a rede pública de saúde do País registra falta de leitos e de medicamentos para atender pacientes da covid-19, o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), elevou em 170% o limite de despesas médicas de deputados na rede privada. O valor que pode ser reembolsado com dinheiro público passou de R$ 50 mil para R$ 135,4 mil. Pelas regras internas, gastos acima disso também podem ser devolvidos ao parlamentar, mas apenas após aval da Mesa Diretora da Casa.

Perguntar não ofende: Qual o maior Judas brasileiro?