1-banner1500x363

POR DENTRO DAS 4 LINHAS

Por Franklin Portugal*

Hoje é um dia em que me veio à mente um problema: há dias atrás, eu esquentava a cabeça com um roteador de internet, que apresentava defeito na minha casa. O sinal de internet oscilava, mas nunca para muito forte, sempre fraco. Dava raiva. Você pagar por um serviço e o equipamento ser limitado. Pensei eu: assim é a vida do Sport na Série A do Campeonato Brasileiro. Repetindo o padrão de recentes participações, a campanha começa de um jeito a dar confiança, mas do meio para o fim vira uma tragédia. Dá raiva à oscilação, e como eu disse, sempre para baixo, com a perda de pontos importantes jogando em casa. A última derrota foi para o Bragantino, fora de casa, no Nabi Abi Cheddid, por 3 x 0. O Sport é o vice-lanterna, com 33 pontos. Nas quatro rodadas que faltam, tem 12 a disputar, e precisa de seis pontos para sair da zona de rebaixamento. Muitos já não acreditam na salvação, só quem é apaixonado alimenta a hipótese do Leão não ser rebaixado. E vai piorar, porque na sexta-feira (03/12) tem Sport x Flamengo, na Arena de Pernambuco, às 20h. O Flamengo que tem sido um rolo compressor e persegue o Atlético-MG, que é líder e fatalmente será campeão.

Parece que o exemplo do roteador com defeito também se aplica ao Náutico. Que ficou durante as 14 primeiras rodadas da Série B invicto, e de lá para cá, só oscilou, uma “internet” que confundiu a cabeça de muita gente, que ficou sem entender como um time de excelente rendimento caiu tanto com o futebol. Pois é, do time com a cara certa para subir para Série A, ao frustrante oitavo colocado. E no último domingo perdeu mais uma: foi para o Avaí, 2 x 1, nos Aflitos. Nesta quinta-feira (25), depois de amanhã, só para cumprir tabela, tem Cruzeiro x Náutico, no Mineirão, às 20h. Quer saber? Só se houver um milagre, mas a Série B que termina até o próximo domingo (28), terá em 2022 Náutico e Sport.

Já o Santa Cruz vive com a preocupação de fazer acertos com jogadores que vão compor o elenco de 2022. Há esforços para manter destaques como o goleiro Jordan. Ele tem vínculo ao tricolor até junho do ano que vem. E desperta o interesse de outros clubes. A diretoria do Santa quer garantir que o atleta permaneça. O Santa já contratou Eduardo Grasson, zagueiro ex-Volta Redonda. Há confiança dia acerto com o atacante Walter. São os bastidores, e é nesse momento que eu sempre digo que é crítico para contratar corretamente, atletas que cumpram o mínimo de suas funções.

Assim como o Santa, nossos clubes do interior também se movimentam para contratações visando o próximo campeonato pernambucano. De férias do trabalho, mas estamos de olho.

*Franklin Portugal é repórter da TV Asa Branca – Afiliada Globo em Caruaru – e colabora semanalmente com crônicas esportivas para o Blog PE Notícias.