1-banner1500x363

~~Giro pelos Blog’S ( Sexta feira 14/01/2022)~~

Coluna da Folha’PE | Edmar lyra

O tempo atua contra a terceira via no Brasil 

A terceira via sempre teve dificuldades de ganhar competitividade em eleições presidenciais, com pouquíssimas vezes que os chamados outsiders acabaram surpreendendo, a exemplo de Fernando Collor em 1989 e Jair Bolsonaro em 2018. Apesar de Collor e Bolsonaro terem surpreendido a lógica política e eleitoral vigente em suas respectivas épocas, é um tremendo desafio para a terceira via quebrar a polarização.

Nas eleições deste ano as pesquisas já começam a cristalizar o cenário de polarização entre o atual presidente Jair Bolsonaro e o ex-presidente Lula, segundo e primeiros colocados, respectivamente.  O terceiro colocado, Sergio Moro, já mostrou que não emplacará uma candidatura competitiva a ponto de quebrar o Fla x Flu de Lula e Bolsonaro já percebido nas ruas e nas redes sociais Brasil afora.

A grande quantidade de postulantes ao Palácio do Planalto acaba prejudicando qualquer perspectiva de que um nome possa surpreender, o próprio Moro, mais competitivo dentre os demais, tem apenas 1/3 das intenções de voto do presidente Jair Bolsonaro, enquanto os demais, Ciro Gomes, João Doria, Simone Tebet e Rodrigo Pacheco estão patinando com apenas um dígito ou sequer pontuam, eles somados com Moro não chegam aos números de Bolsonaro, que tende a ir a um eventual segundo turno com Lula.

Já é chegada a hora da terceira via fazer uma autorreflexão e começar a afunilar seus nomes, para talvez ter algum indício de competitividade, a junção de três nomes em torno de um único projeto poderá ser a única oportunidade de garantir algum sopro de vitalidade na terceira via, sem ela não será surpresa a consolidação de Lula e Bolsonaro com a maioria absoluta dos votos no primeiro turno.

Premiação – O jornalista, advogado e escritor pernambucano José Manoel Torres está concorrendo ao Prêmio Kindle de Literatura, promovido pela Amazon, pelo livro Ciudad Augusta, uma ficção que tem como pano de fundo um evento real, o Movimento ¡Evade!, contra a desigualdade no Chile no final de 2019. As manifestações daquele ano foram embrionárias para o processo eleitoral que levou Gabriel Boric à presidência do país nas eleições do ano passado.

Plano – A Prefeitura do Recife anuncia nesta sexta-feira o Plano Recife Ama Carnaval, dedicado à cadeia produtiva do ciclo carnavalesco, que integra um setor que há dois anos vem sendo duramente atingido pela pandemia e pelas restrições necessárias.

Detalhes – O prefeito João Campos explica os detalhes do plano na manhã desta sexta-feira no Forte das Cinco Pontas. O anúncio ocorre depois da Prefeitura do Recife confirmar a impossibilidade de realização do seu Carnaval, que precisou ser suspenso em função do atual quadro sanitário.

Tripé – Buscando a reeleição, o presidente Jair Bolsonaro espera contar com o apoio do PL, PP e Republicanos nas eleições deste ano. Os três partidos garantem a ele um expressivo tempo de televisão e rádio na disputa. Além das três legendas, são esperados no palanque do presidente o PSC, o PTB e o Patriota, que são siglas menores mas que agregariam ao seu projeto, que em 2018 contou apenas com PSL e PRTB oficialmente.

Inocente quer saber – Bolsonaro terá mais algum partido em seu palanque?

Blog do Silvinho

A força de Lula em Pernambuco

Ninguém tem dúvidas que o ex-presidente Lula tem aqui no seu estado de Pernambuco uma força eleitoral surpreendente. Para se ter uma ideia do tamanho do ex-presidente, a quantidade de pessoas segundo o último levantamento feito em 2021 de pessoas que são influenciadas por ele aqui em Pernambuco giram em torno de 61%. Um número ótimo tanto para o PT, quanto para o PSB que trabalha para que o ex-presidente esteja no palanque pedindo votos.

De 2002 pra cá, Lula não perdeu uma só eleição presidencial no estado. Mas, já perdeu duas para o governo do estado. A primeira quando ainda não era presidente. Em 2002, Lula não apoiou a reeleição de Jarbas e apostou suas fichas em Humberto Costa. Humberto conseguiu um feito: conseguiu diminuir a vantagem gigantesca que Jarbas demonstrava ter nas pesquisas. Mas embora Lula tenha ultrapassado os 50% de votos, não conseguiu essa façanha para o seu candidato.

Já em 2006 ajudou a eleger Eduardo Campos, e reeleger em 2010. No entanto, no ano de 2014 quando Dilma se candidatou à reeleição, o candidato de Lula aqui em Pernambuco não era Paulo Câmara, e sim Armando Monteiro. Naquele ano, o PT sequer conseguiu vencer a eleição no primeiro turno para presidente no estado. Quem venceu, foi Marina Silva. No segundo turno, Dilma teve uma vitória consagradora contra Aécio Neves.

Já em 2018, o apoio de Lula e Haddad ao governador e candidato à reeleição Paulo Câmara o ajudou a conquistar um segundo mandato. Mesmo Lula estando preso e se comunicando com as pessoas através de cartas que eram lidas em guias eleitorais e comícios. Hoje Lula não está mais preso, e é candidatíssimo a presidente.

Eis aí algo que pode pesar muito a favor do nome que receber o apoio de Lula: O ex-presidente está livre para fazer campanha para si e para o seu candidato.

Bolsonaro em Pernambuco – O presidente Jair Bolsonaro (PL) se reuniu com aliados pernambucanos para tratar do cenário político nacional e em Pernambuco. Do encontro, a novidade foi a articulação da vinda do presidente a Pernambuco e outros estados do Nordeste, o que deve acontecer nos próximos 30 dias. Além de lideranças de mandato, também estiverem presentes o empresário Robson Ferreira e o consultor Almir Albuquerque que foram os organizadores da Motocicleta que arrastou milhares de pessoas, aqui em Pernambuco, em setembro de 2021.

O grande desafio – Os pré-candidatos de oposição Raquel Lyra, Miguel Coelho e Anderson Ferreira devem trabalhar para que não haja alinhamento e tampouco disputa nacionalizada para o governo de Pernambuco. Caso isso não ocorra (nacionalização) ficará bem mais fácil forçar um segundo turno e disputar de igual para igual com o PSB que não vem fraco para a disputa.

Apoios – O deputado Guilherme Uchoa Junior segue ampliando seus apoios rumo a Câmara Federal. Neste início de 2022, Junior Uchoa conquistou apoio de vereadores de Limoeiro e Altinho.

Quarentena – O deputado federal Wolney Queiroz (PDT) testou positivo para a covid-19. O anúncio foi feito nas redes sociais do pedetista. “Graças às três doses de vacina, tenho sintomas muito leves.Importante que todos se vacinem” postou o parlamentar em suas redes sociais.

Convencimento – Mas não é apenas na oposição que 2022 precisa ser trabalhado. No PT, o senador Humberto Costa acredita piamente que a popularidade de Lula aqui em Pernambuco consegue colocá-lo na cadeira de governador. Humberto disse que teria uma chapa imbatível com ele disputando o governo e Paulo Câmara disputando o senado e que o sucesso seria reproduzido para deputados federais e estaduais.

Ganhando corpo – A pré-candidatura de Geraldo Júlio ao governo do estado começou a ganhar corpo com adesivos nas ruas da RMR. O secretário de desenvolvimento econômico do estado disputa com outros nomes da legenda a indicação para às eleições. Ele é o favorito dentro do próprio PSB.

Blog Ponto de Vista

ESCRITO POR WELLINGTON RIBEIRO 

Pelo belíssimo trabalho que vem fazendo na Assembleia Legislativa de Pernambuco, o presidente Eriberto Medeiros subiu de patamar na política e se consolidou como uma liderança forte no âmbito estadual. Em virtude do seu trabalho, Eriberto já tem dimensão para integrar a chapa majoritária da Frente Popular na condição de vice-governador ou senador.

O trabalho de Eriberto Medeiros pode ser identificado em várias áreas. Na Segurança Pública, por exemplo, uma articulação sua garantiu a promoção de 476 policiais militares que haviam sido rebaixados de patente.

Parceiro estratégico da gestão Paulo Câmara, ele é responsável pela articulação para a aprovação de importantes projetos na Alepe. O que faz dele um deputado da confiança e muito próximo ao governador. Mas Eriberto foi além, estreitando laços com políticos de todo o estado.

Hoje, o presidente da Alepe construiu uma base robusta com prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e outras lideranças. Antes um político metropolitano, o deputado ganhou muita densidade no interior.

Além disso, na condição de chefe do Legislativo, Eriberto construiu também uma relação sincera e sólida com o Judiciário, o Ministério Público de Pernambuco e entidades representativas de destaque como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Diante dessas credenciais, é amplamente natural que o presidente da Alepe ser lembrado para compor a majoritária da Frente Popular. Sua presença na chapa só engrandeceria o bloco governista na disputa pelo êxito nas urnas.

ROLO COMPRESSOR – Candidato a deputado federal, Lucas Ramos (PSB) está montando um significativo time de apoio ao seu projeto. Antes vista com desconfiança, a candidatura de Lucas passou à condição de competitiva. A alavanca tá no canto!

PREGO BATIDO, PONTA VIRADA – O prefeito de Buíque, Arquimedes Valença, anda firme e forte no apoio à reeleição do deputado estadual Marcantônio Dourado Filho (PP). Político respeitado e de palavra, Arquimedes já acompanha os Dourados há vinte anos. Ao longo desse tempo a parceria já resultou em muitas conquistas para o município.

ATRATIVO – O pré-candidato a governador Miguel Coelho anda construindo uma das chapas para deputado estadual mais competitivas e com chances reais de eleger uma grande bancada. Um verdadeiro time de puxadores de votos e outros deputados com grande potencial de votos estão com conversas bastante avançadas. Com o maior fundo eleitoral entre os partidos e a perspectiva de atrair os “arrasta quarteirões”, o União Brasil se apresenta como um grande ponto de gravidade entre aqueles que buscam chegar à ALEPE com baixa votação.

ALTA TENSÃO – Não está nada amistoso o clima entre alguns deputados estaduais e pré-candidatos a estadual do PSB no Recife. A invasão de bases anda causando um grande mal estar e queixas. Coisa que só será resolvida se o prefeito João Campos entrar no circuito, caso contrário, a situação só deve piorar.

NO AR – O Blog Ponto de Vista amplia a sua participação em emissoras de rádio na Região Metropolitana. Desta vez é a Rádio Camará FM 98,5, onde estaremos falando às 10:30hs de segunda à sexta no programa Repórter Camará sob o comando do comunicador Jonas Silva. Já são mais de 100 municípios alcançados com os nossos comentários em rádios.

ALGUÉM RESPONDE? – Qual foi o político que recebeu Miguel Coelho na sua casa de veraneio em Tamandaré, ontem (13)?

PT fará oposição responsável em caso de afastamento, diz Humberto Costa | Jovem PanHumberto se anima

Por Houldine Nascimento – interino

Mesmo diante de falas públicas de lideranças do PSB sobre a impossibilidade de não haver candidatura própria ao Governo de Pernambuco, o senador Humberto Costa (PT) mantém a esperança de se viabilizar dentro da Frente Popular. A indefinição na escolha do nome socialista abriu espaço para que o parlamentar petista se movimentasse nessa direção.

Em menos de uma semana, ele esteve reunido duas vezes com o governador Paulo Câmara (PSB). No encontro mais recente, foi acompanhado pelo presidente do PT em Pernambuco, o deputado estadual Doriel Barros. “Nós apresentamos essa indicação para que a Frente Popular avalie e possa se posicionar. Achamos que o PT e eu temos total legitimidade e consideramos que é perfeitamente possível a Frente abraçar essa decisão”, pontua em entrevista a este Blog.

Na próxima semana, Humberto pretende apresentar ao Palácio do Campo das Princesas e a aliados da Frente Popular uma pesquisa com números que mostram seu potencial de voto no Estado. Por ora, ele descarta lançar seu nome fora dessa conjuntura. “A não ser que haja uma ruptura nacional”, explica o senador.

Para defender Humberto Costa, Doriel Barros lembra da costura feita em 2018, quando o PT retirou o nome de Marília Arraes e decidiu apoiar a reeleição de Paulo. “Por tudo o que o PT já contribuiu com a Frente Popular, o nome de Humberto está colocado. Você sabe que, na última eleição, o PT foi determinante para a eleição do governador Paulo Câmara”, reforça o líder petista em Pernambuco.

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, também entraram no circuito para endossar a pré-candidatura de Humberto Costa ao Governo. Esse movimento tem sido observado por socialistas com descrédito. Na visão deles, é mais uma maneira que Lula encontrou para pressioná-los e, assim, obter o apoio do PSB na disputa à Presidência.

Outra direção – Lideranças socialistas seguem em direção oposta ao sonho de Humberto chegar ao Palácio das Princesas. O nome do deputado federal Danilo Cabral (PSB) voltou a ser ventilado e isso foi lido como uma reação imediata à movimentação de Humberto. O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, e o prefeito do Recife, João Campos, têm ratificado que o partido terá candidatura própria em Pernambuco, onde os caciques mantêm força para interferir nas decisões nacionais.

Pontapé de Lula – Segundo Humberto Costa, Lula pretende anunciar oficialmente sua candidatura à Presidência em fevereiro. Na sequência, o ex-presidente deve iniciar um novo giro pelo Nordeste, que é considerado reduto eleitoral do PT, embora ainda não tenha uma data fechada. “Acredito que o Nordeste vai ser uma das regiões prioritárias na partida”, comenta.

Sem carta – Em entrevista ao jornal O Globo, Gleisi Hoffmann disse que Lula não apresentará uma nova carta ao povo brasileiro. “Não tem necessidade de carta ao povo brasileiro, as pessoas já conhecem o Lula. Não precisamos mais de um Palocci [primeiro ministro da Fazenda do petista]”, afirmou. “A única coisa que não vamos fazer é quebrar contratos, como Bolsonaro fez com os precatórios. O resto nós vamos fazer. E não tem mimimi do mercado”, disse a presidente do PT.

Tarcísio em SP – O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou a pré-candidatura do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, ao Governo de São Paulo. Em sua live semanal, ontem, o chefe do Executivo declarou que o auxiliar fará “trabalho semelhante” ao seu: “Tarcísio pode sim ser uma esperança para São Paulo. Pode ter certeza, ele ganhando as eleições, porventura, vai fazer um trabalho semelhante ao meu. A começar pela escolha do seu secretariado, que tem que ser tecnicamente escolhido.”

Articulação – O presidente estadual do PL e prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Anderson Ferreira, anunciou o ingresso de Izabel Urquiza no partido. A secretária de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Olinda pretende disputar uma vaga na Câmara dos Deputados este ano. “Izabel é um grande reforço. Ela já provou que tem liderança, capacidade e condições de entrar na disputa para vencer”, enfatizou Anderson, um dos pré-candidatos de oposição ao Governo.

CURTAS

AJUDA – O Governo Federal prometeu editar uma medida provisória para destinar cerca de R$ 2 bilhões às áreas atingidas pelas fortes chuvas e enchentes em Minas Gerais, Bahia e Goiás.

BRONCA – Produtores e trabalhadores do setor de eventos do Recife protestaram, ontem, contra as novas restrições do Governo de Pernambuco que entram em vigor hoje. O grupo saiu do Marco Zero em direção ao Palácio das Princesas.

Perguntar não ofende: O PT vai deixar algum dia de ser linha auxiliar do PSB em Pernambuco?

Terminando seu segundo mandato como deputado estadual, o sertanejo Lucas Ramos está pronto para disputar uma vaga em Brasília, na Câmara Federal. Lucas vem de dois mandatos de destaque no Legislativo pernambucano e uma passagem exitosa pela Secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação; cargo que ocupa até o final de março, em virtude do prazo legal.

A decisão já está tomada: é preto batido e ponha virada! Lucas vai concorrer a deputado federal com o respaldo de uma atuação que vai além do seu berço político, o Sertão. Hoje, ele está estabelecido como uma liderança importante em todas as regiões do estado; da metropolitana ao Araripe.

Na Assembleia Legislativa, Lucas Ramos presidiu importantes comissões e ocupou o cargo de vice-líder do governo na Casa Joaquim Nabuco; o que lhe deu visibilidade e o fez ampliar o relacionamento junto aos pares. A juventude não foi empecilho para que Lucas tomasse decisões importantes e se posicionasse como firmeza no Parlamento.

Some-se a isso dois anos de destaque na secretaria do Governo Paulo Câmara. Na sua gestão, a Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia no Estado de Pernambuco (Facepe) bateu mais um recorde histórico de investimentos. Em 2021, foram lançados 30 editais, que somam R$ 78 milhões em aportes públicos.

“Estamos mostrando ao Brasil que priorizar políticas públicas de CTI é garantir efetividade no combate às desigualdades e promover desenvolvimento social, econômico e sustentável”, destacou Lucas Ramos, que levará uma bagagem importante na disputa por assento em Brasília.

O povo quer saber: em quantas cidades Lucas será majoritário?