Dr. Gilson Brito

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Casa Shopping Center
Dr. Diego Aragão
O Centenário
Costa Lira
Informatic Center

Dr. Roberto Calumbí
Eduardo da Fonte

Centro Clinico
Deixe Seu Like

Os prefeituráveis do Recife após a abertura das urnas

Resultado de imagem para marilia arraesNo último domingo tivemos a definição do Senado, do governo de Pernambuco e das bancadas federais e estaduais. E ainda temos a disputa do segundo turno na eleição presidencial que certamente trará desdobramentos para o futuro do estado. Com a abertura das urnas, alguns políticos saíram fragilizados, outros fortalecidos para a disputa municipal, onde estará em jogo, após oito anos de Geraldo Julio, a prefeitura do Recife.

O atual prefeito encerra seu mandato em 2020 depois de ser ungido por Eduardo Campos no primeiro mandato e ter seu trabalho reconhecido na reeleição, e como ele não estará na disputa, abre-se um precedente para a apresentação de novos quadros. No PSB, apesar de termos dois nomes com força eleitoral para a disputa, Felipe Carreras e João Campos, apenas o segundo está com pinta de candidato pelo partido, pois além de ser filho do ex-governador Eduardo Campos, saiu legitimado pelas urnas como o deputado federal mais votado do estado e da capital.

No PT, depois de ter sido rifada para a disputa pelo governo de Pernambuco pelo seu partido, Marília Arraes que foi a segunda deputada federal mais votada do estado e a terceira do Recife, é o nome natural do partido para o pleito. Será imprescindivel, mesmo com a aliança com o PSB, para o PT a candidatura própria de Marília Arraes ao Palácio Antonio Farias, pois ela tornou-se a segunda maior liderança do partido no estado depois do senador Humberto Costa e está legitimada a entrar na majoritária.

No campo oposicionista, derrotado no último domingo, seis nomes surgem com naturalidade para a disputa que são Mendonça Filho que foi o candidato a senador mais votado do Recife e tornou-se o nome mais forte da oposição para uma eventual majoritária, chegando a derrotar Jarbas na capital, surge como o principal nome para o jogo de 2020 na oposição. Porém ele não é o único, Silvio Costa Filho que foi o segundo deputado federal mais votado da oposição e presidente do maior partido oposicionista em termos de tempo de televisão, o PRB, não tem motivos para ficar de fora da disputa de 2020.

Daniel Coelho que já foi duas vezes derrotado pela prefeitura do Recife, e obteve menos de 40 mil votos na capital, é presidente do PPS e não será candidato somente se não quiser, pois agora tem um partido para chamar de seu e seria o nome do partido para o pleito. Bruno Araújo que foi candidato a senador, se quiser voltar para a política, deverá encarar a disputa pela prefeitura, uma vez que é o único nome do PSDB com envergadura para uma candidatura própria.

André Ferreira também teve uma expressiva votação, tendo sido vereador do Recife e surge como alternativa do PSC para a disputa. Por fim, Luciano Bivar, eleito deputado federal com uma expressiva votação na capital pernambucana, seria o nome natural do PSL para a disputa, sobretudo em caso de vitória de Jair Bolsonaro na disputa presidencial. Se confirmados esses nomes, poderemos ter uma eleição na capital com cara de segundo turno e sendo mais disputada do que foi a eleição para governador, que foi liquidada na primeira etapa.

Mendonça Filho – Mesmo não vencendo no último domingo a disputa pelo Senado, Mendonça Filho pode comemorar o seu voto metropolitano, tendo vencido em Recife, Paulista e Jaboatão dos Guararapes. Na capital pernambucana ficou à frente de Jarbas Vasconcelos, e a diferença entre os dois foi muito pequena em todo o estado.

Roberta Arraes – Com a vitória obtida no último domingo, a deputada estadual reeleita Roberta Arraes já tem seu nome lembrado para disputar a prefeitura de Araripina em 2020. Ela poderá enfrentar o atual prefeito Raimundo Pimentel que não faz uma gestão bem-avaliada e viu sua esposa Socorro Pimentel ficar de fora da Alepe após a abertura das urnas.

Fabinho Lisandro – Apesar de não ter sido eleito deputado estadual no último domingo, Fabinho Lisandro conquistou uma expressiva votação em Salgueiro. Ele atingiu quase 20% dos votos válidos, resultado que o credenciou para projetos futuros na cidade. Aliado do prefeito Clebel Cordeiro, que ainda não confirmou a tentativa pela reeleição, Fabinho pode até mesmo ser candidato a prefeito dependendo da conjuntura.

Santa Cruz – A vitória de Diogo Moraes e de Alessandra Vieira ocorrida no último domingo deu a Santa Cruz do Capibaribe um protagonismo ainda maior na região do Agreste. Com dois deputados estaduais, o polo têxtil da região terá duas vozes importantes para defender seus interesses junto ao governador Paulo Câmara.

Itaíba – Apoiador da candidatura de Paulinho Tomé a reeleição, Jandilson ficou muito chateado com aqueles que prometeram voto ao deputado em Itaiba e não cumpriram o acordo. Ele promete cobrar de seus credores os que contaram com sua estrutura e não garantiram o voto ao deputado.

RÁPIDAS

Aumento – Não foi apenas Sebastião Oliveira e André de Paula que ampliaram suas votações em relação a 2014. Os deputados federais eleitos Luciano Bivar, Augusto Coutinho e Fernando Monteiro, que foram suplentes e assumiram durante o mandato também aumentaram seus votos. Kaio Maniçoba que não foi reeleito dobrou seus votos em relação ao pleito passado.

Tabus – Com a derrota de Armando Monteiro para governador no último domingo, duas escritas se mantiveram em Pernambuco, a primeira é que nunca um senador no exercício do mandato conseguiu eleger-se governador, e a segunda é que nunca um candidato derrotado num pleito conseguiu vencer no seguinte.

Inocente quer saber – A disputa presidencial poderá sofrer alguma reviravolta na vantagem elástica de Jair Bolsonaro sobre Fernando Haddad?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *