A chuva foi bem vinda na abertura do carnaval em Afogados

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e textoChuva no sertão sempre será uma benção, motivo de agradecer a Deus. Mas a chuva que caiu no início da noite desta sexta-feira (9), por pouco não cancelou a abertura oficial do carnaval de Afogados.

Já que no horário previsto não foi possível o cortejo cultural descer a avenida Rio Branco, o jeito foi buscar uma outra alternativa.

E os foliões e passistas presentes desceram para a praça de alimentação, no polo do frevo. Assim que a chuva deu uma trégua, com o som instalado no palco, embalados por muito frevo, a festa da abertura aconteceu.

Ao lado do homenageado do carnaval 2024, Múcio Fidelis, e do seu adjunto, Luciano Pires, o secretário de cultura e esportes de Afogados, Augusto Martins, fez questão de destacar o protagonismo do carnaval Afogadense. “O carnaval desse ano terá quatro polos oficiais de animação, cinco puxadas de trio e 27 blocos participantes da programação oficial, um número maior do que o do ano passado. Vamos brincar na paz, com muita animação, consolidando o carnaval de Afogados como o melhor do Pajeú e um dos melhores do sertão Pernambucano. E sem violência contra a mulher,” afirmou Augusto, fazendo referência à campanha de combate e prevenção à violência contra a mulher, coordenada pela rede municipal de enfrentamento.

Além do frevo, que rolou solto, animando foliões e passistas, o polo do frevo também recepcionou os apaixonados torcedores do Corinthians, seguidores do bloco Bando de Loucos, que também fizeram a festa no polo do Frevo. Os outros dois blocos que também animaram a noite de ontem foram o bloco Adega na folia e do povão.

O carnaval promete ainda mais animação neste sábado com um arrastão da orquestra show de frevo pelas ruas da feira livre, previsto para começar às 8h. E na parte da tarde, uma multidão de “virgens”, sob a coordenação do secretário adjunto de cultura, Luciano Pires, promete “apimentar” o carnaval, enchendo a rua Pedro Pires e adjacências de sedução, sensualidade e muita irreverência.