Após intervenção de presidente da Alepe, Policiais Civis suspendem greve no Carnaval

A assembleia dos policiais civis começou tensa em decorrência da constante falta de diálogo do Governo, além das últimas falas de Túlio Villaça, Secretário da Casa Civil, que desrespeitou a categoria e mostrou profundo desconhecimento sobre o sistema de segurança.

Contudo, no transcorrer da Assembleia, o Deputado Álvaro Porto, que também é Policial Civil e presidente da Assembleia Legislativa, ligou para Áureo Cisneiros, presidente do SINPOL, e ofereceu o poder Legislativo para intermediar as negociações junto ao Governo do Estado. Um áudio que circula entre policiais civis a que o blog teve acesso indica que está abortada a greve dos policiais civis, anunciada para esta sexta.

No áudio, o vice-presidente do SIMPOL, Raimundo Lino, diz que a governadora Raquel Lyra cedeu, informando que todas as tratativas acontecem até maio, com início esse mês.

“Ela quer iniciar as negociações a partir de fevereiro, encerrando as tratativas em maio e já implementando o reajuste da categoria em junho”. Segundo ele, a categoria com isso será a primeira a ter o aumento implementado.

Dia 19 de fevereiro, uma comissão da ALEPE vai discutir a questão, a convite do Presidente Álvaro Porto e da bancada ligada à segurança pública. “Haverá uma mesa específica com apolícia civil”.

Também pesava a decisão da justiça, em tutela de urgência, que decretou a ilegalidade da greve.

Com isso, a greve está suspensa. A categoria aprovou a decisão, segundo o áudio