| | | Giro Pelos Blog’s ( 06/03/2024 ) /// Quarta-feira | | |

blog do FinFa

Com um pé no PSDB – Durante a posse da nova diretoria da Associação Municipalista de Pernambuco -Amupe, nesta terça-feira (05), este blogueiro checou, que o prefeito de Iguaracy, Zeinha Torres, esta bem próximo de deixar o PSB para ingressar no PSDB, partido da Governadora Raquel Lyra.

Na conversa que tive com o gestor iguaraciense, o mesmo afirmou que as conversas estão bem adiantadas, e que em breve ele vai anunciar definitivamente sua saída do partido socialista, para ingressar nas fileiras do partido de Raquel Lyra, “ainda irei definir com a governadora”, disse Zeinha.

Neste caso, Zeinha será o primeiro prefeito socialista do Alto Pajeú, que deixa a sigla, agora no Pajeu o PSB vai contar com sete gestores. Foto: Finfa

Saneamento – O prefeito de Santa Terezinha, Delson Lustosa, autorizou os serviços de saneamento em parceria com Compesa, no Bairro São José, nas Ruas José Martins Ferreira e João de Sousa Barros. “Estamos executando os serviços de encanações de água, que vai melhorar muito a qualidade de vida dos moradores desta localidade. Este é o lema da nosse gestão, avançar nas ações e oferecerum bem estar a nossa população”, disse o prefeito.

Entregou – O prefeito de Itapetim, Adelmo Moura, realizou a entrega de 10 novos computadores para o Centro de Inclusão Digital da Escola Municipal Antônio Piancó Sobrinho. “O recurso para essa conquista é fruto de uma emenda do nosso deputado Felipe Carreras, a quem agradeço imensamente. O Centro é uma porta de entrada para um mundo de conhecimento para os nossos alunos, ampliando o acesso à informação e capacitando-os para as oportunidades na era digital. Estamos investindo no desenvolvimento de habilidades essenciais dos estudantes, por meio da inclusão digital”,pontuou o gestor itapetinense.

Agenda – A governadora Raquel Lyra comanda, nesta quarta-feira (6), às 8 horas, a cerimônia de hasteamento da bandeira no Palácio do Campo das Princesas, em comemoração à Data Magna de Pernambuco. Em seguida, às 9 horas, a gestora entrega 120 novas motocicletas para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Operação Lei Seca.

Frase – “Esperando Augusto Valadares definir”. (Prefeito de São José do Egito, Evandro Valadares, respondendo pergunta deste blogueiro, ontem na Amupe)

Antecipando – O prefeito de São José do Egito, Evandro Valadares, anunciou a antecipação da feira livre do sábado, dia 9 feriado municipal, para a sexta, dia 08.

No Avante – O deputado federal Waldemar Oliveira (AVANTE) recebeu em seu escritório na capital pernambucana, o vereador de Santa Terezinha Adalberto Júnior. Durante o encontro, foi anunciada a disposição do Diretório do Avante na cidade, com o intuito de fortalecer a legenda para as eleições municipais de 2024. Dr. Júnior, que atualmente está filiado ao Podemos, decidiu migrar para o Avante visando sua recondução ao cargo no legislativo terezinhense.

Disse – “O trabalho é de continuidade. Estamos na luta por municípios mais fortes, por um pacto federativo justo, por recursos, que impactam diretamente na melhoria da qualidade de vida da população de Pernambuco”. (Novo Presidente da Amupe, Marcelo Gouveia no seu discurso de posse)

Perguntar não ofende – O prefeito de Arcoverde Wellington Maciel, vai desistir da reeleição e apoiar Zeca Cavalcanti?

Primeira missão – Um dia após tomar posse enquanto presidente da Amupe num prestigiado evento, o prefeito Marcelo Gouveia (Podemos) cumpre agenda em Brasília, onde acontece uma mobilização cujo objetivo principal será o de pressionar a União de desistir da reoneração previdenciária para municípios de até 142 mil habitantes.

Segurança – Logo após a cerimônia em comemoração a Data Magna de Pernambuco, a governadora Raquel Lyra (PSDB) vai aproveitar o momento para fazer a entrega de 120 novas motocicletas para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Lei Seca. Ainda em janeiro deste ano, a tucana já tinha entregue 105.

Desarmando os palanques – Futuro adversário do prefeito Sivaldo Albino (PSB) nas urnas, o líder do governo Raquel Lyra na Assembleia Legislativa, deputado Izaías Régis (PSDB), aprovou o encontro que seu opositor teve ontem (5) com a tucana para tratar do 32º Festival de Inverno de Garanhuns. O registro foi feito por Zazá nas redes sociais.

Mudança – O Podemos anunciou, nesta terça (5), que passará a usar o número 20 como identificador oficial do partido. A mudança já vale para as eleições municipais deste ano. A autorização foi feita pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), com base na incorporação do PSC com a legenda.

Postura vergonhosa – O empresário Wellington Maciel (MDB), que vem se aventurando no cargo de prefeito de Arcoverde, não tem honrado com parte dos compromissos firmados pela gestão. Cobrado, se faz de desentendido e se inspira no personagem “Rolando Lero”. Com a derrota eleitoral pré-anunciada, LW deixará a prefeitura no dia 31 de dezembro pela porta dos fundos.

blog do Elielson

Assim como foi seu lançamento para disputar o Governo, a governadora Raquel Lyra (PSDB) está sem nenhuma pressa para lançar seu candidato no Recife. A paciência pra ela faz parte do jogo eleitoral. Pelo que tudo indica, deverá ser mesmo o secretário de Turismo e ex-deputado Daniel Coelho.

Ao contrário de muitos que fazem política com ansiedade, esse sentimento corre léguas da gestora pernambucana. Passou um ano levando pressão da classe política e só começou a virar a chave aos poucos, quando iniciou o segundo ano de mandato. Enquanto isso, vem agindo nos bastidores estimulando múltiplas candidaturas para tentar levar o pleito ao segundo turno.

A impressão que fica é que nem mesmo as pesquisas abalam o emocional da tucana e que vem costurando o time nos bastidores até entrar em campo de verdade. A expectativa é que Daniel Coelho deixe a pasta antes do prazo de desincompatibilização.

MEU PAÍS PERNAMBUCO – Muito mais que um feriado, o dia 6 de março é para Pernambuco um marco em sua história. A Data Magna é uma reverência à Revolução Pernambucana, quando o estado se tornou uma república independente do resto do Brasil colonial. Pernambuco foi um país com embaixada e tudo através da Revolução Pernambucana de 1817, ou revolta dos padres.

AGENDA – Em alusão à Data Magna, o Governo de Pernambuco realiza uma cerimônia solene no Palácio do Campo das Princesas com a presença da governadora Raquel Lyra e todo seu secretariado, além de representações da maçonaria e da Igreja Católica  – peças fundamentais na revolução de 1817. Após o ato, a governadora fará entregas de novas motocicletas para Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Lei Seca.

FEDERAÇÃO À VISTA – De olho na eleição da Câmara dos Deputados e preparando-se para 2026, o Republicanos, o União Brasil e o Progressistas estão preparando uma grande federação. A estratégia é só anunciar após as eleições municipais para saber o tamanho de cada um. Essa informação já foi confirmada por gente grande das três legendas e foi publicada nos principais veículos de comunicação do país.

FRASE DO DIA:”Uma nova reunião será feita entre as equipes”, disse comunicado oficial do governo após a governadora Raquel Lyra (PSDB) selar a paz com o prefeito de Garanhuns, Sivaldo Albino (PSB), sobre a preparação do FIG.

RÁPIDAS

FILIAÇÃO – O ex-prefeito Jorge Alexandre se filou ao Podemos em um grande evento realizado, ontem, em Camaragibe. O presidente estadual da legenda, Marcelo Gouveia, mostrou muita confiança na eleição do novo filiado.

NO BATENTE – Um dia após assumir a presidência da Associação Municipalista de Pernambuco, Marcelo Gouveia embarcou para Brasília com o objetivo de se somar às pautas municipalistas da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). Ele passa a ter assento na diretoria por ser presidente da associação.

HOMENAGEM – Por proposição do vereador Alexandre Barbosa, a Câmara de Vereadores de Carpina, minha cidade natal, aprovou por unanimidade um voto de aplausos a este colunista. Quero agradecer a homenagem e reconhecimento do nosso trabalho.

PINGA-FOGO: Quando será o lançamento de Daniel Coelho como candidato no Recife?

Nenhuma descrição disponível.Nova fase do União Brasil 

Os deputados federais Fernando Filho e Mendonça Filho, filiados ao União Brasil, estão bastante animados com o novo rumo que o partido terá após a eleição de Antônio Rueda como presidente da legenda. Eles acreditam num fortalecimento da legenda em todo o Brasil mas em Pernambuco o sentimento é de que terão maior autonomia para fomentar o crescimento do partido.

Antônio Rueda substituirá Luciano Bivar na presidência do União Brasil após ter o apoio da maioria do partido para ocupar a função. No caso específico de Pernambuco, o controle permanece nas mãos de Marcos Amaral, aliado de Luciano Bivar, mas a expectativa do grupo, que também contempla o ex-candidato a governador Miguel Coelho, é a de que com a nova direção nacional, a legenda terá segurança para a permanência de prefeitos e candidatos nas eleições deste ano.

Incentivos – A Confederação Nacional da Indústria questionou no Supremo Tribunal Federal lei que instituiu novo tratamento para a tributação dos benefícios fiscais concedidos pela União, estados, Distrito Federal e municípios, no contexto de programas públicos de estímulo ao setor produtivo. Na avaliação da Confederação, a nova sistemática “viola o pacto federativo, pois abocanha parte de incentivos e benefícios fiscais concedidos por estados e municípios”. Além disso, ofenderia o “princípio do federalismo fiscal cooperativo, a promoção do desenvolvimento e a diminuição das desigualdades regionais e sociais, bem como o conceito constitucional de receita”. A ação foi distribuída ao ministro Nunes Marques, relator de outra ação sobre a matéria.

Alienação – O PSB questiona no Supremo Tribunal Federal trechos da Lei de Alienação Parental por considerar que são “frequentemente utilizados por homens para encobrir abusos e violências domésticas, especialmente contra a mulher”. Segundo o STF, alienação parental é a “interferência na formação psicológica da criança ou do adolescente promovida por um dos genitores, pelos avós ou pelos que tenham sua guarda para que repudie o pai ou a mãe ou que cause prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de vínculos com um deles”. De acordo com o partido, a medida tem propiciado que “denúncias de abusos sexual e doméstico sejam rotuladas como falsas pelo simples fato de envolverem disputa de guarda de menores”. O relator será o novo ministro Flávio Dino.

André de Paula – O ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula, está bastante animado com a expectativa do PSD na disputa municipal deste ano. A projeção é de eleger pelo menos vinte prefeitos e preparar a disputa de 2026, quando terão as eleições gerais.

Aniversário – O ministro dos Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, foi bastante felicitado pela passagem do seu aniversário. O auxiliar de Lula vem se fortalecendo em Pernambuco e poderá ser um importante player em 2026.

Inocente quer saber – Qual rumo tomará o União Brasil no Recife?

Blog do Silvinho

Tempo bom pra João Campos

Os números do levantamento feito pela Paraná Pesquisas e divulgados na última segunda-feira (04) trouxeram boas notícias para João Campos e para seus aliados (ou pelo menos para alguns deles). Segundo os dados levantados e divulgados pelo instituto, João Campos estaria hoje reeleito no primeiro turno com ou sem o apoio do PT. Isto porque o deputado estadual João Paulo que seria o nome do partido na disputa não consegue chegar a 6 pontos. Se confirmado o mesmo sentimento nas próximas pesquisas, João fica confortável para escolher se dá ou não a vaga de vice ao PT.

O partido já tornou pública a intenção de indicar o nome para a vice e já trabalha com três hipóteses: Carlos Veras, deputado federal. Liana Cirne, vereadora e Mozart Sales. Dos três, existe hoje uma polarização interna entre Carlos Veras e Mozart Sales. O fato é que esta disputa pela vaga de vice depende de diversos fatores e entre eles, o prefeito querer que o vice seja do PT. Em outro cenário, a aliança seria até viável e muito mais provável. Mas, com os números apresentados até o momento e com o prefeito pipocando em popularidade, dificilmente o PT conseguirá indicar o vice de João.

João é sagaz. Ele sabe que caso o PT decida realmente seguir em carreira solo no Recife a quantidade de votos que o partido pode tirar dela é pequena, e hoje já não causa mais riscos de forçar um segundo turno. A tendência é que o prefeito consiga nos próximos meses ampliar ainda mais suas intenções de votos, podendo entrar para a história do município como o prefeito mais votado.

Além disso, os pré-candidatos a vereadores na federação PT-PC do B e PV estão com João Campos e dificilmente aceitariam arriscar ir para uma disputa contra o prefeito que milita no mesmo campo ideológico que eles, embora tenha uma forma de se comunicar que atinge também eleitores de centro e de direita.

Disputa boa Ao comentar sobre a pesquisa divulgada na última segunda-feira, o deputado Waldemar Oliveira que é do Avante que anunciou a poucos dias o apoio a João Campos, usou de ironia se relacionando aos adversários do prefeito.  “A disputa ‘tá’ boa, pelo segundo lugar. João deve ganhar no primeiro turno” disparou o parlamentar.

Data Magna A governadora Raquel Lyra comanda, nesta quarta-feira , a cerimônia de hasteamento da bandeira no Palácio do Campo das Princesas, em comemoração à Data Magna de Pernambuco. Em seguida, às 9h, a gestora entrega 120 novas motocicletas para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Operação Lei Seca.

Reunião A governadora Raquel Lyra (PSDB) e o prefeito Sivaldo Albino (PSB) se reuniram ontem no Palácio das Princesas para tratar sobre o Festival de Inverno de Garanhuns, edição 2024. Uma nova reunião entre as equipes do Governo do Estado e da Prefeitura de Garanhuns será realizada nas próximas semanas para detalhamento de ações planejadas para a edição deste ano.

Amupe O prefeito de Paudalho, Marcelo Gouveia é o novo presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). A posse ocorreu ontem em assembleia de prefeitos e prefeitas na sede da Associação, em cerimônia que contou com a participação de todos os poderes do Estado, com a presença da governadora Raquel Lyra.

Prestando contas Márcia Conrado que até ontem presidiu a Amupe, destacou o trabalho colaborativo da diretoria-executiva que resultou em avanços no diálogo com diversas instâncias governamentais e instituições, incluindo o governo estadual, Tribunal de Contas de Pernambuco, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e o governo federal, incluindo encontros com o ex-presidente Lula

Série governadores: Moura Cavalcanti

Capítulo 2

Na sequência desta série que mergulha um pouco, superficialmente, para ser mais preciso, na vida e trajetória dos saudosos governadores de Pernambuco, dos biônicos da ditadura aos emergidos pelo voto popular, o personagem de hoje fez história adotando um estilo inédito.

Andava pelas ruas do Recife e Região Metropolitana com batedores, carros com seguranças que fechavam o trânsito para dar passagem ao chefe de Estado. Falo de José Francisco de Moura Cavalcanti, ou simplesmente Moura Cavalcanti, que saiu da sua Macaparana, na Zona da Mata, para ser gente na vida. Gente que impunha respeito com a caneta do poder carregada de tinta ou pela palavra que não tinha recuo.

Filho único, órfão na infância, Moura Cavalcanti teve rápida e ascendente carreira política. Aos 20 anos, na redemocratização pós-ditadura de Getúlio Vargas, foi eleito prefeito de Macaparana. Tomou gosto pela política. Estudante de Direito, participou ativamente com o colega e amigo Carlos Penna Filho, das campanhas de Cid Sampaio e de Cordeiro de Farias, de quem se tornou afilhado político.

A partir daí foi, sucessivamente, interventor do Amapá, presidente do Incra, ministro da Agricultura e governador de Pernambuco. “Naquela época, era o pernambucano José Francisco ou, simplesmente Zé Francisco.  Até que o jornalista e assessor Antônio Teixeira Júnior, o famigerado Teixeirinha, no dizer bem-humorado de Fernando Menezes, alertou: Zé Francisco aqui em Brasília, é nome de candango, vamos te chamar de Moura Cavalcanti. Pegou”, recorda o jornalista Aldo Paes Barreto, plantonista do Palácio das Princesas na era Moura.

Nomeado governador de Pernambuco, segundo ele, Moura Cavalcanti se revelou ousado, criativo e formou uma equipe jovem de pouca experiência e muito talento. Gustavo Krause, Luiz Otávio Cavalcanti, José Jorge Vasconcelos, Anchieta Hélcias, Sérgio Higino e um político fechava o grupo: o deputado Carlos Alberto Oliveira, de Limoeiro.

Dois deles seriam ministros bem mais na frente – José Jorge e Gustavo Krause. “Já escolhido governador, Moura instalou um escritório no edifício Amirel e dali liderou a campanha para eleger deputados e senadores que seguissem sua cartilha. Não conseguiu. Marcos Freyre, líder das esquerdas, venceu o candidato a senador João Cleofas nas eleições de 1974. Moura era conservador, leal aos seus princípios, respeitava a imprensa, a manifestação de opinião e definia que ser honesto não era escolha. Era obrigação”, acrescenta Aldo Paes Barreto.

Veto a Cordeiro de Farias – Ainda durante a formação da equipe, Moura convidou o amigo de adolescência, Osvaldo Cordeiro de Farias Filho, para ser o prefeito do Recife. A nomeação era papel do governador. “Osvaldinho pegou o carro e viajou para o Recife, mas chegou tarde. A linha dura do Exército vetou a escolha. O filho do lendário Cordeiro de Farias era esquerdista e não podia ser prefeito. Moura Cavalcanti curvou-se à pressão e nomeou o surubinense Antônio Farias. Os Osvaldo, pai e filho, ficaram indignados e nunca mais se falaram”, narra Aldo.

O bofete no repórter – Com a caneta na mão, Moura usava todos os benefícios que o posto de governador conferia, inclusive carros precedidos por batedores com sirenes ligadas, prontamente criticado pela oposição. “Liturgia do poder”, dizia o governador.  Nem bem se passou um mês de governo, Moura foi interrompido no Palácio do Governo por um dos assessores com a informação: O secretário de Justiça, Carlos Alberto Oliveira, insatisfeito com críticas que o repórter Antônio Brito fazia no Diário da Noite, o esbofeteou.

Demissão sumária – Moura, segundo Aldo, demitiu Carlos Alberto sumariamente, tão logo soube da agressão ao repórter do Diário da Noite, jornal vespertino, que tinha mais cheiro de sangue do que de política e do poder. “Imediatamente, Moura nomeou o substituto e o assunto entrou para o folclore da política pernambucana, sendo objeto até de piadas em Palácio, quando Moura reunia jornalistas para apreciar um bom uísque e jogar conversa fora, na varanda do Palácio.

A marca da gestão – Moura Cavalcanti assumiu o Governo do Estado em 15 de março de 1975, nomeado pelo ex-presidente Ernesto Geisel, depois de obter a maioria das indicações dos integrantes da Arena no Estado, numa consulta interna na qual concorreu também Paulo Maciel e Marco Maciel. Do ponto de vista administrativo, sua gestão ficou marcada pela construção das barragens de Carpina e de Goitá, a drenagem do Rio Capibaribe para conter os efeitos das enchentes daquela época, a construção do Terminal Integrado de Passageiros (TIP) e o Centro de Convenções. Lançou também a pedra fundamental do Complexo Industrial de Suape em 1978, projeto já iniciado pelo seu antecessor Eraldo Gueiros.

Governou dois Estados – Nas eleições presidenciais de 1960, Moura Cavalcanti acompanhou Cordeiro de Farias no apoio a Jânio Quadros, trabalhando intensamente em sua campanha. Eleito, Jânio o nomeou governador do território do Amapá. Em sua gestão, priorizou a racionalização da exploração de minérios (principalmente manganês), a partir do aprofundamento das pesquisas de campo e do levantamento aerofotogramétrico da região, deu continuidade à construção de uma usina hidrelétrica e iniciou a construção da estrada ligando Macapá à Guiana Francesa.

CURTAS

ÓDIO A MACIEL – Moura Cavalcanti morreu em rota de colisão com Marco Maciel. No livro “Brasis que conheci”, que lançou muito tempo depois, já em cadeira de rodas, revelou todo seu ódio e desprezo pelo ex-vice-presidente da República. As mágoas começaram quando Maciel já queria ser governador biônico na eleição que Moura ganhou a indicação da maioria dos integrantes da Arena.

CASSAÇÃO – Poucas semanas após a sua posse no Governo do Estado, Moura demitiu todos os diretores do Bandepe, medida ligada ao iminente desenlace do chamado “Caso Moreno”, que, envolvendo operações irregulares de financiamento efetuadas pelo banco, provocou a cassação do mandato do senador Wilson Campos, eleito pela Arena pernambucana.

AMANHÃ TEM NILO COELHO – José Francisco Moura Cavalcanti faleceu no Recife, no dia 28 de novembro de 1994. Do Estado, segundo o jornalista Aldo Paes Barreto, só ficou com os proventos da aposentadoria, diferente do que ocorre hoje na podridão da política brasileira. Amanhã, a série segue trazendo a era Nilo Coelho.

Perguntar não ofendePP e Republicanos vão conseguir se unir numa federação partidária?