Urgente: PF vai para cima de Heleno e Braga Netto,Anderson Torres e Valdemar Costa Neto e Bolsonaro

Pode ser uma imagem de 11 pessoas e textoNesta quinta-feira (8), a Polícia Federal efetuou a prisão de Marcelo Câmara, ex-assessor de Jair Bolsonaro (PL), em uma operação que tem como alvo principal figuras como Braga Netto, Augusto Heleno, Valdemar Costa Neto e outros. A prisão de Câmara foi confirmada a Andréia Sadi, do g1, pelo seu advogado, Eduardo Kuntz, e faz parte da Operação Tempus Veritatis.

Segundo informações divulgadas pela Polícia Federal, a Operação Tempus Veritatis visa desmantelar uma organização criminosa que teria agido na tentativa de golpe de Estado e na abolição do Estado Democrático de Direito em 8 de janeiro de 2023, visando obter vantagens políticas com a permanência de Bolsonaro no poder.

Ao todo, estão sendo cumpridos 33 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva e 48 medidas cautelares diversas da prisão. Essas medidas incluem a proibição de contato com os demais investigados, a proibição de saída do país, com entrega dos passaportes no prazo de 24 horas, e a suspensão do exercício de funções públicas.

A operação está em andamento nos estados do Amazonas, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Ceará, Espírito Santo, Paraná, Goiás e no Distrito Federal.

 O próprio Jair Bolsonaro (PL) está entre os alvos da Polícia Federal na operação desta quinta-feira (8). Segundo Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, “a PF foi à casa dele, em Angra dos Reis, e apreendeu celulares de assessores. Determinou também que Bolsonaro entregasse o passaporte. Como o documento não estava na residência, os policiais deram 24 horas para que ele o entregue”.

Bolsonaro reagiu alegando ser alvo de uma “perseguição implacável”. “Saí do governo há mais de um ano e sigo sofrendo uma perseguição implacável. Me esqueçam, já tem outro governando o país”.