| | | Giro Pelos Blog’s ( 22/MAIO/2024 ) /// Quarta-feira | | |

blog do FinFa

blog do Magno 

Mais uma jogada eleitoreira

Uma semana após explorar politicamente a tragédia do Rio Grande do Sul, nomeando Paulo Pimenta, pré-candidato a governador do Estado em 2026, como ministro da Reconstrução, o presidente Lula transformou, ontem, a Marcha dos Prefeitos, em Brasília, em palanque eleitoral.

Na tentativa de eleger o maior número de prefeitos nas eleições deste ano, o petista mudou o discurso em relação ao projeto de desoneração da folha para municípios com até 167 mil habitantes. Se lá atrás a taxação da contribuição de 20% – e não 8% – para o recolhimento da contribuição previdenciária seria imprescindível para a União, passou a não ser mais desde ontem.

Diante de um batalhão de prefeitos, Lula abandonou a retórica do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, que chegou a trombar com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, por este ter ficado ao lado dos municípios, e defendeu pressa na aprovação do projeto de desoneração no modelo que atende aos prefeitos.

No ano passado, quando foi cobrado sobre o assunto, para não contrariar o ministro da Fazenda, Lula disse: “Não podemos fazer apenas desoneração sem dar contrapartida aos trabalhadores, eles precisam ganhar alguma coisa. A empresa deixa de contribuir sobre a folha e o trabalhador ganha o quê? Não tem nada escrito [na lei] que ele vai ganhar R$ 1 a mais no seu salário”.

Já ontem, numa postura eleitoreira e oportunista, afirmou diante dos prefeitos: “É preciso que haja urgência na votação no Senado da desoneração dos municípios com até 156 mil habitantes para que os prefeitos não sejam pegos de surpresa”. Trata-se de uma mudança radical, mas com viés eleitoreiro: Lula quer eleger o maior número de prefeitos nas eleições deste ano.

Vaia estrondosa – O presidente Lula se deu mal na Marcha dos Prefeitos. Levou uma estrondosa vaia quando foi anunciado no palco na cerimônia. As vaias foram dadas por alguns prefeitos que estavam na plateia. Em contraposição, a outra parte do público tentou abafar a manifestação com gritos efusivos em apoio ao petista. Em seu discurso, Lula não citou as vaias. Ele afirmou que o Brasil vive um novo momento, de “civilidade” entre todos os entes públicos, e agradeceu o “respeito” e “carinho” com que foi tratado no evento.

Defesa de Lula – Em seu discurso de abertura, o presidente da CNM (Confederação Nacional de Municípios), Paulo Ziulkoski, pediu respeito às autoridades e que não houvesse vaias. Ele também fez elogios ao governo federal, especialmente ao ministro Haddad. “Temos que primar pelo respeito às nossas autoridades. Não estamos aqui para disputa de direita, de centro e de esquerda. Aqui estão os municípios do Brasil representados pelos prefeitos e prefeitas. Peço encarecidamente ao plenário para que aqui não haja vaias”, apelou.

Aumento escalonado – O líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), será o relator de uma proposta que mantém a desoneração dos 17 setores da economia e deve manter a desoneração da folha de pagamento das cidades em 2024. Hoje, os municípios pagam uma alíquota reduzida de 8% sobre a folha de pagamento dos funcionários municipais. A ideia é que a reoneração aconteça de forma escalonada a partir de 2025, como deve ser feito com os 17 setores da economia. Antes, a alíquota era de 20%.

Estadão falido – O jornal O Estado de S. Paulo, conhecido como Estadão, contraiu dívida milionária ao arrecadar R$ 142,5 milhões por meio da emissão de debêntures. Essa medida é uma tentativa de fortalecer a saúde financeira da empresa, que luta contra uma crise que afeta praticamente toda a mídia impressa. A sociedade anônima (SA) do Estadão levantou os cerca de 142,5 milhões de reais em duas emissões de debêntures — títulos de dívidas que concedem um direito de crédito ao investidor — com investidores institucionais e private banking. A informação é do Brazil Journal.

Virou um santo – A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, por maioria, acatou pedido da defesa de José Dirceu e extinguiu a pena de corrupção passiva contra o ex-ministro. O colegiado considerou que a pena, relacionada à Operação Lava Jato, prescreveu. O caso foi julgado, ontem, pela Segunda Turma. Votaram no sentido da extinção da pena os ministros Nunes Marques, Ricardo Lewandowski (antes da aposentadoria) e Gilmar Mendes. No sentido contrário, tiveram votos vencidos Edson Fachin, relator do habeas corpus, e Cármen Lúcia. O ministro Dias Toffoli não votou.

CURTAS

VIOLÊNCIA – Um grupo de homens armados invadiu a residência de um casal de comerciantes e manteve a família refém, amarrada por cordas de náilon, por cerca de uma hora no bairro da Linha do Tiro, na Zona Norte do Recife. Segundo a Polícia Civil, os criminosos obrigaram uma das vítimas a transferir dinheiro para uma conta, levando, ao todo, R$ 7 mil pelo PIX, e R$ 2 mil em espécie, além de objetos de valor.

VIOLÊNCIA 2 – Um homem de 25 anos foi baleado, ontem, após tentar assaltar um casal no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife. Segundo informações de testemunhas, uma das vítimas conseguiu tomar a arma do ladrão e atirou contra ele. Ferido, o criminoso tentou fugir do local e correu até o Hospital Agamenon Magalhães, onde pediu ajuda e, em seguida, foi preso.

FORA DA MARCHA – Ex-presidente da Amupe, a Associação Municipalista de Pernambuco, a prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), também não foi participar da Marcha dos Prefeitos. Mas, ao contrário dos prefeitos Gilvandro Estrela (Belo Jardim) e Zé Martins (João Alfredo), sua ausência se deu em razão da morte de um familiar do seu esposo.

Perguntar não ofende: Se virar moda a vaia que Lula levou ontem vai ficar difícil ele andar pelo País?

Blog do FinFa

Os rumos do PSDB e Solidariedade em Pernambuco com uma futura federação

O PSDB e o Solidariedade protagonizaram durante a campanha eleitoral de 2022 em Pernambuco uma disputa bastante acirrada entre a governadora Raquel Lyra e a candidata Marília Arraes que foi derrotada no segundo turno. Raquel sagrou-se vencedora. Agora, passado quase um ano e meio daquele fortíssimo embate político, as duas legendas caminham para a formação de uma federação visando o ano eleitoral de 2026. A federação deverá ser composta justamente com o Cidadania que já é uma legenda federada com o PSDB.

Agora, como ficará a situação aqui em Pernambuco tendo em vista que Marília Arraes, vice-presidente nacional do Solidariedade lidera uma campanha pela eleição de prefeitos e vereadores pelo estado, da mesma forma que o PSDB da governadora Raquel Lyra caminha para uma eleição de prefeitos e vereadores onde deve entrar na disputa majoritária em pelo menos cem municípios.

É difícil imaginar que Raquel e Marília estarão juntas na campanha de 2026. Logo, nos resta especular qual será o caminho que ambas irão trilhar. De Raquel Lyra já se comenta da possibilidade de disputar a reeleição em 2026 sem ser pelo PSDB tendo em vista que a legenda faz parte da oposição a Lula, enquanto Raquel caminha para um alinhamento com o petista já faz algum tempo. Logo, será bem mais fácil ver a governadora disputando por um partido que seja da base de apoio ao presidente Lula. Isso não significa que a futura federação esteja em um palanque que não o de Raquel.

Já Marília o que se comenta nos bastidores é que sua aproximação com o primo, o prefeito do Recife, João Campos, pode ser fruto de um retorno seu ao PSB. Logo, Marília chegaria para disputar um mandato eletivo de peso na eleição estadual que poderia até mesmo ser o senado. No entanto, dependeria de articulações futuras sobre a pré-candidatura de João Campos ao Governo de Pernambuco. A ex-deputada federal desperdiçou uma chance de ouro em 2022 quando poderia disputar a eleição para o Senado pelo PT.

Na época, Carlos Veras e Teresa Leitão eram pré-candidatos ao Senado pelo PT e ambos abriram mão da disputa para apoiar a indicação da então deputada federal Marília Arraes ao cargo. No entanto, Marília sonhava dia e noite com o Governo de Pernambuco e terminou convencida a disputar o comando estadual porque tinha em mente que com a eleição de Danilo Cabral para governador, os seus planos seriam adiados e ela teria que esperar a vez de João Campos encerrar para conseguir novamente o espaço que tinha em 2022, de disputar o comando do Estado. Marília deixou o PT, se filiou ao Solidariedade e o restante da história todo mundo já sabe.

AMUPE///A tradicional reunião entre deputados federais, estaduais e prefeitos e prefeitas organizada pela Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) aconteceu nesta terça-feira, 21 de maio, em Brasília. Na oportunidade, os gestores solicitaram aos parlamentares apoios de diversas frentes na pauta municipalista, a exemplo da Proposta de Emenda à Constituição 66/2024, conhecida como a PEC da desoneração. A prefeita de Surubim e 1ª tesoureira da Amupe, Ana Célia coordenou os trabalhos.

Liderança///O prefeito de Palmares Junior de Beto agradeceu em sua passagem por Brasília os R$ 16 milhões enviados pelo deputado federal Lula da Fonte para a cidade. “É muito importante o trabalho que temos feito juntos, eu aqui em Brasília e o prefeito em Palmares. A gestão de Júnior de Beto é a melhor da história da cidade e ao longo do tempo vai se transformando para melhorar ainda mais” disse o parlamentar.

Audiência///Com o tema: “Tabagismo e Cigarros Eletrônicos em Pernambuco: Uma discussão sobre as doenças pulmonares e saúde pública”, a Comissão de Saúde e Assistência Social da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) promove nesta quarta-feira (22/05), às 11h15, no Plenarinho I da Alepe, uma Audiência Pública para discutir sobre doenças pulmonares e saúde pública a partir dos impactos causados pelo uso do Tabaco e Cigarros Eletrônicos.

Discussão////A deputada estadual Dani Portela criticou em mensagem vazada no whatsapp a presença de membros do PSOL no ato de apoio à pré-candidatura de Tulio Gadelha à Prefeitura do Recife. Dani disse ainda que a postulação do parlamentar que faz parte da Rede que é federada com o PSOL é uma postura machista e misógina.

No PSDB  ///O vice-prefeito e pré-candidato a prefeito de Belém de Maria, Beto do Sargento, obteve ontem uma decisão favorável. A Justiça Eleitoral confirmou a filiação de Beto que era do PSB, ao PSDB da governadora Raquel Lyra. Em Belém de Maria a chapa majoritária da situação será composta com o PT que vai indicar a vice.

blog Fala PE

Pernambuco foi o segundo estado do Nordeste com a maior taxa de alfabetização em 2022, tendo ficado na região atrás apenas da Bahia. Os dados são do Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A divulgação do relatório foi feita um dia após a governadora Raquel Lyra (PSDB) ter anunciado o edital de licitação para construção de 51 Centros de Educação Infantil.

A cerimônia foi realizada no Palácio do Campo das Princesas e, do ponto de vista político, soou como mais um aceno ao prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro (PSDB), sucessor de Raquel e uma das prioridades da cúpula tucana nas eleições de 2024 em Pernambuco. Pinheiro foi o único gestor municipal a figurar nas imagens oficiais divulgadas pelo governo à imprensa.

Entretanto, o pontapé inicial para o que aponta para o maior programa estadual de construção de creches da história de Pernambuco vai muito além da esfera política. Trata-se de uma das principais propostas de governo da então pré-candidata tucana ao Campo das Princesas.

E entre gestos e a concretização de propostas, há um sem número de gestores municipais que têm reconhecido publicamente os esforços da ex-prefeita da Capital do Agreste no fortalecimento de parcerias entre o governo estadual e as prefeituras principalmente em áreas como infraestrutura, segurança pública e educação.

De fato, tanto nos bastidores quanto diante dos holofotes da mídia, a realidade é que o discurso de que “2024 vai ser o ano do ‘sim’” – conforme dito pela governadora em um simbólico encontro na Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) no início do ano – tem sido assimilado pelos prefeitos, que, por sua vez, andam cada vez mais interessados em estreitar laços com o Governo de Pernambuco.

Caruaru–A pedido do vereador Anderson Correia (PP), a Câmara de Caruaru realiza, na próxima segunda-feira (27), uma audiência pública para discutir a construção do Hospital Público Veterinário. A pauta tem sido debatida desde o início do ano e o equipamento conta com recursos previstos na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).

G20–A capital pernambucana passa a sediar, a partir desta quarta-feira (22), a terceira reunião do Grupo de Trabalho de Pesquisa e Inovação do G20. A cerimônia de abertura acontece às 9h30, no Cais do Sertão. Entre as autoridades que estarão presentes estão a ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos (PCdoB), e a governadora Raquel Lyra (PSDB).

Defensoria Pública–Henrique Seixas foi reeleito em chapa única para comandar a Defensoria Pública de Pernambuco para o biênio 2024-2026. Após a eleição, realizada na segunda-feira (20), Henrique recebeu, na Câmara do Recife, a Medalha de Mérito José Mariano. A honraria foi dada em homenagem ao Dia da Defensora e Defensor Público, comemorado em 19 de maio.

blog do Edmar Lyra

Raquel destaca papel dos municípios 

Nesta terça-feira (21), a governadora de Pernambuco, Raquel Lyra, participou da abertura da XXV Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durante o evento, Lyra defendeu a importância das pautas municipalistas para melhorar a qualidade de vida e o desenvolvimento do Estado.

Lyra destacou os esforços de sua administração em fortalecer os municípios, mencionando cofinanciamento, assistência social, saúde, construção de creches e entrega de ônibus escolares. Ela criticou a concentração de recursos na União, defendendo uma redistribuição justa para permitir que as cidades prosperem.

O presidente Lula reforçou a necessidade de um relacionamento respeitoso entre União, estados e municípios para a efetivação de políticas públicas. “Não é possível o país ser rico com as cidades pobres”, afirmou Lula.

Pernambuco está investindo significativamente na educação, com a construção de 51 creches e entrega de 182 ônibus escolares. Na assistência social, o governo estadual destinou R$ 84,8 milhões para 2024, o maior investimento da história de Pernambuco nesse setor.

A Marcha dos Prefeitos, organizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM), reuniu mais de 9,5 mil participantes. Paulo Ziulkoski, presidente da CNM, enfatizou a importância do diálogo federativo para o avanço das cidades. A presença de figuras políticas importantes, como o vice-presidente Geraldo Alckmin e os presidentes do Senado e da Câmara, sublinhou a relevância do evento.

A participação de Raquel Lyra exemplifica um esforço contínuo para descentralizar recursos e fortalecer a gestão local, promovendo um Brasil onde o desenvolvimento e a qualidade de vida começam nas cidades.

Toritama – Pesquisa do Instituto DataTrends mostra Sérgio Colin (MDB) com 52% das intenções de voto na corrida pela Prefeitura de Toritama, 20 pontos à frente de Romerinho (32%). Em um cenário onde Colin é apoiado pelo prefeito Edilson Tavares, sua vantagem sobe para 54%. A rejeição a Romerinho é alta, com 43% dos eleitores afirmando que não votariam nele de jeito nenhum.

Gestão aprovada –  A gestão do prefeito Edilson Tavares tem 90% de aprovação entre os moradores de Toritama, de acordo com o Instituto DataTrends. Apenas 6% desaprovam sua administração, enquanto 4% não souberam ou não quiseram responder. A pesquisa, divulgada por um pool de blogs, foi registrada no TSE com uma margem de erro de 4,89% e 95% de confiança.

Saudades de Bolsonaro – Prefeitos presentes na marcha em Brasília afirmaram estar com saudades do ex-presidente Jair Bolsonaro. Segundo eles, nunca houve tanta liberação de recursos para os municípios do que o período do governo anterior. Agora, vivem de pires na mão para conseguir dinheiro para suas cidades.

Camaragibe – O ministro dos Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, conseguiu mais de R$ 17 milhões para a cidade de Camaragibe para recapeamento e pavimentação das ruas. O ministro não tem medido esforços para fortalecer a gestão de Nadegi Queiroz, que tenta emplacar Diego Cabral como seu sucessor.

Inocente quer saber – Quem é melhor para os municípios, Lula ou Bolsonaro?